Buscar

Esterco de galinhas pode virar biocombustível

quarta-feira, outubro 14, 2020



O frango é uma carne barata e favorita em todo o mundo. Mas a popularidade da ave resulta em uma grande quantidade de detritos que podem contaminar o solo e a água. 


Uma estratégia para lidar com o esterco de aves é transformá-lo em biocombustível, e agora os cientistas desenvolveram uma maneira de fazer isso misturando o lixo com outro flagelo ambiental, uma erva daninha invasora que está afetando a agricultura na África. Eles relatam seu foco na revista Energy & Fuels  da ACS. 


Esse esterco às vezes é transformado em fertilizante, mas as tendências recentes na criação de frangos industrializados levaram a um aumento na má gestão de resíduos e impactos ambientais negativos, de acordo com a Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a alimentação. Os excrementos podem conter nutrientes, hormônios, antibióticos e metais pesados e podem chegar ao solo e às águas superficiais. 


Para lidar com esse problema, os cientistas estão trabalhando em maneiras de transformar resíduos em combustível. Mas, por si só, os excrementos das aves não se transformam bem em biogás, por isso se mistura com materiais vegetais, como switchgrass. Samuel O. Dahunsi, Solomon U. Oranusi e seus colegas queriam ver se eles poderiam combinar restos de frango com Tithonia diversifolia  (girassol mexicano), que foi introduzida na África como planta ornamental há décadas e se tornou uma das principais ervas daninhas que ameaçam a produção agrícola do continente. 


Os pesquisadores da American Chemical Society desenvolveram um processo para pré-tratar excrementos de frango e depois fazer com que os micróbios anaeróbicos digerissem os resíduos e os girassóis mexicanos juntos. Oito quilos de resíduos de aves e girassol produziram mais de 3 quilos de biogás, combustível mais do que suficiente para impulsionar a reação e alguns deixados para outros usos, como alimentar um gerador. Além disso, os pesquisadores dizem que os sólidos residuais do processo podem ser aplicados como fertilizante ou condicionador do solo. 


Fonte: Portal Agrolink

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (26) Abiove (8) Acordo Internacional (24) Acrocomia aculeata (51) Agricultura (125) Agroenergia (120) Agroindústria (21) Agronegócio (127) Agropecuária (38) Água (3) Àgua (1) Alimentos (306) Amazônia (26) animal nutition (1) ANP (66) Arte (1) Artigo (30) Aspectos Gerais (177) Aviação (31) Aviation market (17) B12 (3) B13 (2) Bebidas (1) Bioativo (1) Biochemistry (5) Biocombustíveis (381) Biodiesel (271) Biodiversidade (3) Bioeconomia (63) Bioeletricidade (25) Bioenergia (168) Biofertilizantes (5) Biofuels (102) Bioinsumos (3) Biomass (7) Biomassa (86) Biomateriais (6) Biopolímeros (8) Bioproducts (2) Bioprodutos (16) Bioquerosene (38) Biorrefinaria (1) Biotechnology (35) Biotecnologia (68) Bolsa de Valores (22) Brasil (14) Brazil (28) Cadeia Produtiva (14) Capacitação (9) Carbonatação (1) Carbono Zero (8) Carvão Ativado (6) CBios (47) CCEE (1) cellulose (1) Celulose (8) Cerrado (13) Ciência e Tecnologia (298) Clima e ambiente (244) climate changed (45) CNA (1) Cogeração de energia (29) Combustíveis (84) Combustíveis Fósseis (28) Comércio (15) Consciência Ecológica (22) COP24 (76) COP25 (20) COP26 (4) Copolímeros (2) Cosméticos (30) Crédito de Carbono (38) Crédito Rural (2) Créditos de Descarbonização (22) Culinária (1) Cultivo (120) Curso (3) Dados (1) Davos (3) Dendê (1) Desafios (1) Desenvolvimento Sustentável (129) Desmatamento (1) Diesel (13) Diesel Verde (13) eco-friendly (4) Economia (65) Economia Circular (6) Economia Internacional (109) Economia Verde (170) Economy (30) Ecosystem (6) Efeito estufa (15) Eficiência energética (42) Emissões de Carbono (4) Empreendedorismo (4) Empresas (33) Energia (83) Energia Renovável (237) Energia Solar Fotovoltaica (18) Etanol (67) Europa (1) event (11) Eventos (116) Exportações (69) Extrativismo (51) FAO (2) Farelos (45) farm (1) Fibras (9) Finanças (4) Floresta (6) Floresta plantada (100) Fomento (9) Food (42) food security (7) forest (1) Fuels (26) Gás (3) Gasolina (1) Gastronomia (1) GEE (2) Glicerina (2) Global warming (102) Green Economy (126) health (22) IBP (1) Incentivos (4) Industry 4.0 (1) Ìnovaç (1) Inovação (85) Instituição (1) Investimento (2) IPCC (14) L72 (4) L73 (7) Legislação (6) Lignina (7) livestock (4) Low-Carbon (45) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (560) Madeira (11) Mamona (1) Manejo e Conservação (93) MAPA (12) Matéria Prima (1) matérias-primas (1) Meio Ambiente (186) Melhoramento e Diversidade Genética (67) Mercado (4027) Mercado de Combustíveis (57) Mercado Financeiro (9) Mercado florestal (65) Mercado Internacional (38) Metas (2) Milho (13) MME (25) Mudanças Climáticas (18) Mundo (44) Nações Unidas (1) net-zero (9) Nutrição animal (17) nutrition (9) Oil (50) Oleaginosas (81) Oleochemicals (8) Óleos (246) Óleos Essenciais (4) Óleos Vegetais (1) ONGs (1) ONU (9) Oportunidade (1) Oportunidades (1) other (1) Palma (18) Paris Agreement (87) Pecuária (78) Pegada de Carbono (81) Personal Care (3) Pesquisa (39) Petrobras (9) Petróleo (25) PIB (2) pirólise (3) Plant Based (18) Política (74) Preços (29) Preservação Ambiental (24) Produção Animal (6) Produção Sustentável (38) Produção vegetal (2) Produtividade (32) Produtos (150) Proteção Ambiental (9) proteína vegetal (28) Qualidade do Ar (2) Recuperação de área Degradada (43) Recuperação Econômica (3) Reflorestamento (1) Relatório (8) renewable energy (19) RenovaBio (50) Research and Development (10) Resíduos (5) SAF (3) Safra (2) Saúde e Bem-Estar (92) science and technology (46) Sebo (5) Segurança Alimentar (90) Segurança Energética (12) Selo Social (5) Sistema Agroflorestal (21) Sistemas Integrados (10) Sociobiodiersidade (1) Soil (9) Soja (57) Solos (27) Sustainability (54) Sustainable Energy (67) Sustentabilidade (511) Tecnologia (26) Transportes (5) Turismo Sustentável (3) Unica (1) Vídeo (234) World (1) World Economy (78) Zero-Carbon (1)

Total de visualizações de página