Buscar

Comparação das propriedades químicas e do perfil lipídico das farinhas de bocaiuva (Acrocomia spp.) despolpada de forma manual e mecânica

terça-feira, maio 28, 2019

Resultado de imagem para farinha de bocaiuva

Autores: Luane Aparecida do Amaral, Paulo Sérgio Loubet Filho, Leandro Fontoura Cavalheiro, Fábio Galvani, Elisvânia Freitas dos Santos

Resumo: A  palmeira Acrocomia  spp,  também  conhecida  como  bocaiuva,  tem  sido  explorada  de  forma  extrativista  por agricultores  de  subsistência  que  vivem  na  área  de  ocorrência,  gerando  fonte  de  renda  e  a  valorização  dos  frutos nativos. A bocaiuva é de difícil despolpa, então este estudo tem como objetivo comparar as propriedades químicas e o perfil lipídico das farinhas de bocaiuva despolpadas de forma manual e mecânica. 

Foram realizadas as análises químicas:  umidade,  cinzas,  lipídios,  proteínas,  carboidratos  e  fibras.  Os  ácidos  graxos  foram  determinados  por cromatografia gasosa. Todos os parâmetros químicos diferiram estatisticamente entre as duas farinhas, exceto os valores de proteínas. Os valores de umidade, cinzas e carboidratos foram superiores na farinha da polpa extraída de forma mecânica. Maiores teores de lipídios, fibras e calorias foram encontrados na farinha de despolpa manual. O perfil de ácidos graxos saturados dos óleos da polpa de bocaiuva extraída pelos diferentes métodos foi o mesmo (23%), dos quais o ácido palmítico foi o componente majoritário. Os ácidos graxos poli-einsaturados reduziram na farinha de extração mecânica. 

Em conclusão, a farinha de bocaiuva obtida de forma manual apresentou maior valor nutricional, presença de ácidos graxos poli-e insaturados.

Para acessar o arquivo completo, clique aqui.

Fonte: Research Gate

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Total de visualizações de página