Buscar

Fomento Energia é a nova linha de crédito para energia solar, eólica e biomassa

quarta-feira, maio 29, 2019

banco-do-empreendedor
O Banco do Empreendedor disponibilizará novas linhas de crédito em Foz do Iguaçu. Os valores giram de R$5 mil a R$ 11 milhões com recursos através de convênio com a Fomento Paraná, Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Empresa Brasileira de Inovação e Pesquisa (Finep).

As linhas serão ofertadas para micro, pequenas, médias e grandes empresas da cidade. Após análise, empresários individuais, sociedades limitadas e anônimas de capital fechado poderão obter o crédito.

Na Linha Micro e Pequena Empresa com recursos da Fomento Paraná podem ser financiados projetos, máquinas e equipamentos isolados contemplando obras civis, reformas, instalações elétricas e hidráulicas, pintura, móveis, informatização, mão-de-obra além de outras situações.

O valor máximo para essa linha é de R$ 100 mil parcelados em até 60 meses. A taxa atual é de 1,10% ao mês. A empresa que obter essa linha tem que se comprometer em manter o mesmo número de funcionários. Ainda dentro dessa opção de crédito podem ser financiados projetos de implantação de novos empreendimentos.

Outra linha disponível é a Fomento Energia, onde o total de componentes do sistema de micro e mini-geração de energia elétrica fotovoltaica, eólica ou de biomassa bem como a instalação e substituição de lâmpadas e equipamentos por outros e maior eficiência energética podem ser financiados com valores de até R$ 500 mil e amortizados em até 60 meses; as taxas variam entre 0,92 e 1,29%.

Outras opções oferecidas pelo Banco do Empreendedor são: o BNDES Automático, que financia obras por completo, devidamente licenciadas, inclusive que já estejam em andamento; o BNDES Finame onde pode ser financiado veículos pesados e demais equipamentos que possuem o código Finame.

Ambas as linhas com valores máximos de R$ 11 milhões; Fundo Clima e Finame Energia Renovável com juros de 0,33% ao mês e são voltadas aos financiamentos que visam melhorar a eficiência energética com sistemas de até 375kw; BNDES Inovadora Investimento, que atende projetos de empresas que estejam introduzindo inovações no mercado e também o BNDES Inovadora Giro, que atende empresas que estejam realizando esforços para inovar.

Para as empresas que buscam capital de giro para o dia-a-dia, a linha BNDES Crédito Pequena Empresa atende com valores de até R$ 500 mil a juros de 1,16% ao mês.

Empresas instaladas em incubadoras e com o propósito voltado para inovação também podem ser beneficiadas pelas linhas Inovacred e Inovacred Expresso com taxa de juros de 0,74% ao mês.

Critérios

Para todas essas novas linhas será necessário que a empresa tenha prazo mínimo de 24 meses de consolidação e apresente garantias específicas para cada operação de crédito.

Os sócios envolvidos não podem apresentar restrições cadastrais junto aos órgãos de proteção ao crédito. Todas as propostas serão analisadas com base no faturamento contábil declarado pela empresa.

“Com a disponibilização dessas novas linhas, esperamos atender além dos MEI’s, as demais empresas que estejam precisando de investimentos na sua estrutura.

Lembramos que as empresas precisam observar o seu endividamento e faturamento dos dois últimos anos para que possam ser beneficiadas, diz o coordenador do Banco do Empreendedor, Volnei Lampert.

Horário de funcionamento aberto ao público é das 8 às 14 horas junto ao Banco do Empreendedor na Av. Brasil, 1388 – Centro. Mais informações: (45) 99976-0072 / (45) 35451039

Fonte: Ambiente e Energia

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Total de visualizações de página