Buscar

Sistema avalia riscos socioambientais da soja

quarta-feira, julho 25, 2018


Resultado de imagem para plantio de soja

Já é possível coletar e repassar informações sobre áreas desmatadas e habitat de espécies nativas

Um sistema desenvolvido por várias instituições de pesquisa, organizações não-governamentais, bancos e empresas brasileiras e multinacionais, em parceria com a The Nature Conservancy (TNC), permite a avaliação dos riscos socioambientais para o cultivo da soja. O Agroideal foi desenvolvido em 2017 e recentemente sofreu uma  atualização a fim de permitir o acesso a informações espaciais estruturadas, em escala municipal e submunicipal. 
Com o Agroideal, o agricultor pode ter uma noção consciente sobre o uso e a ocupação sustentável do solo, buscando aliar uma produção que tenha um melhor desempenho com baixos impactos sociais e ambientais. A princípio, a plataforma traz informações sobre a soja e a pecuária das regiões da Amazônia e do Cerrado, mas em breve pretende abranger também a soja no bioma Chaco, na Argentina, e a pecuária no Chaco paraguaio. 
De acordo com David Cleary, diretor global de agricultura da TNC, o Cerrado é o bioma que impõe mais desafios. No entanto, já é possível coletar e repassar informações sobre áreas desmatadas e habitat de espécies nativas dessa área, assim o sistema pode apontar os locais em que a soja e a pecuária podem ser produzidas sem causar nenhum dano futuro. 
“O Agroideal coloca as informações na ponta dos dedos. É crucial em uma região como essa, com áreas desmatadas e habitats de várias espécies, ter a ferramenta como uma fonte confiável para apontar áreas com maior risco de investimento e compra em não conformidade com os compromissos socioambientais”, afirma. 
Para a pesquisadora Silvia Massruhá, chefe-geral de Informática Agropecuária na Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), a tecnologia será importante porque os institutos de pesquisas poderão coletar dados mais precisos e disponibilizá-los para o público geral. Além disso, ainda será possível fazer uma análise aprofundada sobre a agricultura, pecuária e biomas a custo zero, já que a plataforma é gratuita e acessível. 
“A integração de informações de múltiplas fontes, em uma plataforma aberta, gratuita, com interface amigável, amplia a base de conhecimentos para decisões inteligentes em nosso agronegócio. O Agroideal é um exemplo de parceria entre os setores público e privado que valoriza nossas competências e nossa forma de fazer negócios sustentáveis”, finaliza. 
Fonte: AgroLink

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Total de visualizações de página