Buscar

O Óleo de Macaúba como Matéria-Prima Básica de um Biolubrificante: Um Estudo Teórico-Experimental

terça-feira, junho 05, 2018



Autoria: Paulo Roberto Rodrigues de Matos

Resumo

Nota-se, em diversas áreas do conhecimento, a busca pela aplicação de tecnologias que se alinhem com o conceito de desenvolvimento sustentável. Na área de lubrificantes, há um aumento de pesquisas aplicando óleos vegetais, porém, não se observa a exploração do potencial de diversas oleaginosas brasileiras. Este trabalho avalia a capacidade dos óleos da polpa e da amêndoa de macaúba e alguns dos seus derivados como óleo básico lubrificante. 

Resultado de imagem para OLEO MACAUBAEsta oleaginosa é abundante em diversas áreas do Brasil e possui uma boa produtividade, se comparada à soja, por exemplo. Inicialmente, foram realizados ensaios aplicáveis aos óleos lubrificantes nos óleos vegetais da macaúba e identificadas as características físico-químicas. Na sequência, foram planejadas modificações químicas estruturais dos óleos, com intuito de melhorar sua estabilidade oxidativa e térmica, aspectos negativos identificados nos óleos vegetais estudados. Assim, foram sintetizados dióis, hidroxilaminas e diésteres dos óleos de macaúba. 

As sínteses desses produtos visaram eliminar o centro mais reativo dos triglicerídeos (a dupla ligação), principal responsável pela baixa estabilidade térmica e oxidativa das oleaginosas. Os derivados dos óleos vegetais foram submetidos aos mesmos testes físicoquímicos realizados anteriormente, e foi verificado o aprimoramento e o aumento do seu potencial para uso como base lubrificante, com destaque particular para o diéster produzido. Concomitantemente à parte experimental, foram realizados cálculos computacionais de dinâmica molecular clássica e de estrutura eletrônica, especificamente o método da teoria do funcional de densidade, para a obtenção da estrutura conformacional dos principais ácidos graxos que compõem as oleaginosas brasileiras e das propriedades moleculares dos triglicerídeos que compõem os óleos de macaúba e dos derivados sintetizados. 

Essas informações foram correlacionadas com os resultados experimentais dos óleos estudados e dos seus derivados, o que permitiu compreender as características físico-químicas observadas, sob a ótica molecular. 

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Acrocomia aculeata (2) Alimentos (186) animal nutition (1) Aspectos Gerais (164) Aviação (22) Aviation market (11) Biocombustíveis (154) Biodiesel (52) Bioeconomia (14) Bioeletricidade (2) Biofertilizantes (1) Biofuels (68) Biomass (7) Biomassa (47) Biopolímeros (3) Bioquerosene (18) Biotechnology (20) Biotecnologia (2) Brazil (17) Cerrado (1) Ciência e Tecnologia (157) Clima e ambiente (157) climate changed (6) Cogeração de energia (9) COP24 (73) COP25 (8) Cosméticos (18) Crédito de Carbono (25) Cultivo (96) eco-friendly (2) Economia Internacional (59) Economia Verde (145) Economy (25) Ecosystem (1) Efeito estufa (3) Energia (24) Energia Renovável (128) event (4) Eventos (63) Extrativismo (19) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (55) Food (38) food security (1) Fuels (16) Global warming (75) Green Economy (95) health (19) Industry 4.0 (1) IPCC (13) livestock (4) Low-Carbon (39) Lubrificantes e Óleos (8) Macaúba (451) Manejo e Conservação (29) Meio Ambiente (67) Melhoramento e Diversidade Genética (52) Mercado (3797) Mercado florestal (40) Nutrição animal (14) nutrition (9) Oil (38) Óleos (200) other (1) Paris Agreement (45) Pecuária (50) Pegada de Carbono (37) pirólise (1) Plant Based (5) Política (41) Produtos (118) proteína vegetal (13) Recuperação de área Degradada (21) renewable energy (5) Research and Development (7) SAF (1) Saúde e Bem-Estar (54) science and technology (21) Segurança Alimentar (31) Soil (7) Solos (8) Sustainability (26) Sustainable Energy (51) Sustentabilidade (255) Vídeo (193) World Economy (56)

Total de visualizações de página