Buscar

Experimento visa plantar café carbono neutro

quarta-feira, outubro 27, 2021


Uma iniciativa de agricultura regenerativa busca plantar café carbono neutro até 2023 na Guatemala (América Central) e na Etiópia (África). O experimento é da empresa familiar italiana illycaffè, famosa por bebidas produzidas a partir de café arábica, sendo o principal fornecedor o Brasil. 

A produção de café é a principal fonte de receita de mais de 25 milhões de famílias em 50 países e também está seriamente ameaçada pelo aquecimento global. De acordo com estimativas, grande parte da área atualmente utilizada para o cultivo de café não será mais adequada até 2050. 

A descarbonização se tornou uma prioridade absoluta, não apenas para o café, mas para todo o setor agrícola, responsável por mais de 25% da emissão de gases de efeito estufa. A busca por rendimentos cada vez maiores, típica da agricultura convencional, levou a solos mais pobres e à perda de biodiversidade. Esse ciclo vicioso pode se inverter e se tornar virtuoso com o desenvolvimento de um modelo produtivo regenerativo que sequestra o carbono do ar e regenera o solo com matéria orgânica, tornando-o mais fértil e potencializando suas defesas naturais.

“Se passarmos de um modelo de agricultura convencional para um não convencional, virtuoso e regenerativo, a agricultura pode até se tornar negativa em carbono, sequestrando carbono em vez de emiti-lo”, diz Andrea Illy, presidente da illycaffè. 

Segundo ela a idéia é tornar o modelo escalável em todo mundo. Isso se baseia no fato de que o solo tem três vezes mais potencial de absorção de carbono como o da atmosfera enquanto o fertilizante orgânico alimenta o microbioma do solo, aumentando assim as defesas naturais das plantas, tornando o solo mais fértil e resiliente às mudanças climáticas, o que reduz sua dependência de fertilizantes e outros produtos químicos. Um solo mais saudável torna as plantas mais saudáveis e, como resultado, alimentos mais saudáveis para os humanos.

O experimento está sendo aplicado no Jardines de Babilonia, na Guatemala, e Kokkere, na região de Oromia, na Etiópia. O equilíbrio do ecossistema é restaurado com o plantio de árvores e proteção do solo, ao mesmo tempo que aumenta a biodiversidade. Ao enriquecer o solo com matéria orgânica, esse modelo ajuda a aumentar a eficiência do carbono. Os benefícios adicionais incluem maior fertilidade, maior biodiversidade, conservação de água e redução da dependência de fertilizantes e pesticidas.

Na plantação da Guatemala, com 140 hectares a uma altitude de 1.600 metros, localizada entre as terras baixas e as encostas do vulcão Jumai, no departamento de Jalapa, a empresa produzirá até 2023 o primeiro café idillyum neutro em carbono.

Na plantação Kokkere, na região de Oromia, a empresa e um produtor local já colocaram 100 dos 360 hectares disponíveis para cultivo de café. As técnicas de agricultura regenerativa praticadas na plantação também foram transferidas para a população local, que está envolvida no projeto desde o início, para que as possam colocar imediatamente em prática. 

Ao mesmo tempo, o produtor forneceu 70 mil pés de café a três novas associações de cafeicultores, que os cultivarão usando as melhores técnicas agrícolas disponíveis para obter um produto de alta qualidade. Kokkere, uma área rural com cerca de 2 mil pessoas vivendo na pobreza, já está se transformando em uma nova área de cafeicultura onde os pequenos agricultores poderão vender seu café para a illy, ingressando em sua cadeia de valor sustentável. Isso criará valor agregado nas áreas locais, proporcionando empregos e renda para a população local, evitando a migração para as cidades ou outros países em busca de uma vida melhor.

Na Etiópia, a agricultura experimental está sendo realizada em colaboração com o Coffee Training Centre Ethiopia, graças a uma parceria entre Associazione Italiana Cooperazione e Sviluppo Addis Abeba, UNIDO Addis Abeba, Fondazione Ernesto Illy, illycaffè e a Ethiopian Coffee and Tea Authority para promover o adequado processamento e exportação do café. No futuro, esse instituto pode expandir suas atribuições e se tornar um centro de difusão de know-how para pequenos agricultores.

A circularidade deste modelo de agricultura regenerativa, se devidamente apoiada pela disseminação do conhecimento, poderia se tornar um exemplo para toda a Etiópia, e ser replicado em grande escala no continente africano. “Fico feliz em compartilhar os primeiros resultados de um projeto em que acredito muito e que representa uma solução concreta para todo o mundo do café, no Dia Mundial da Sustentabilidade”, comenta Andrea Illy. 

Fonte: Agrolink

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (27) Abiove (8) acordo (1) Acordo Internacional (43) Acrocomia aculeata (78) Agricultura (324) Agricultura 4.0 (9) agriculture (1) Agroenergia (138) Agroindústria (37) Agronegócio (273) Agropecuária (63) Água (24) Àgua (1) Alimentação Saudável (24) Alimentos (367) Amazônia (78) Ambiente (1) animal nutition (1) ANP (97) Arte (1) Artigo (47) Aspectos Gerais (177) Aviação (35) Aviation fuel (8) Aviation market (24) B12 (3) B13 (2) Bebidas (2) Bioativo (3) Biochemistry (5) Biocombustíveis (470) Biodefensivos (12) Biodiesel (352) Biodiesel Empresas (1) Biodiversidade (15) Bioeconomia (126) Bioeconomia Agronegócio (1) Bioeletricidade (26) Bioenergia (212) Biofertilizantes (12) Biofuels (104) Bioinsumos (22) Biomas (4) Biomass (7) Biomassa (90) Biomateriais (6) bioplásticos (3) Biopolímeros (16) Bioproducts (3) Bioprodutos (27) Bioquerosene (48) Biorrefinaria (3) Biorrenováveis (1) Biotechnology (35) Biotecnologia (88) BNDES (2) Bolsa de Valores (37) Brasil (117) Brazil (29) Cadeia Produtiva (19) Capacitação (31) CAR (4) Carbonatação (1) Carbono (10) Carbono Neutro (10) Carbono Zero (21) Carvão Ativado (10) carvão vegetal (8) CBios (68) CCEE (1) cellulose (1) Celulose (16) Cerrado (28) Chuvas (11) Cidades (1) Ciência e Tecnologia (427) Clima e ambiente (290) Clima e ambiente Preços (2) climate changed (66) CNA (2) Cogeração de energia (30) Combustíveis (108) Combustíveis Fósseis (41) Combustíveis verde (1) Comércio (48) Consciência Ecológica (26) COP24 (76) COP25 (20) COP26 (25) Copolímeros (2) Cosméticos (40) Crédito de Carbono (54) Crédito Rural (20) Créditos de Descarbonização (25) Culinária (1) Cultivo (122) Culturas Perenes. Agricultura (2) Curso (14) Dados (1) Davos (4) Dendê (5) Desafios (3) Descarbonização (11) Desenvolvimento Sustentável (217) Desmatamento (16) Diesel (21) Diesel Verde (23) eco-friendly (5) Economia (109) Economia Circular (14) Economia Internacional (132) Economia Sustentável (5) Economia Verde (181) Economy (32) Ecosystem (6) Educação (1) Efeito estufa (19) Eficiência energética (55) Embrapa (23) Emissões de Carbono (63) Empreendedorismo (9) Empresas (170) Energia (106) energia limpa (22) Energia Renovável (257) Energia Solar Fotovoltaica (23) ESG (27) Estudo (2) Etanol (88) Europa (2) event (11) Eventos (176) Exportações (94) Extrativismo (63) FAO (7) Farelos (46) farm (1) Fertilidade (3) Fibras (10) Finanças (5) Financiamento (2) Floresta (33) Floresta plantada (119) Fomento (42) Food (42) food security (9) forest (1) Fruticultura (17) Fuels (27) Gamificação (1) Gás (3) Gás natural (1) Gasolina (3) Gastronomia (1) GEE (19) Glicerina (2) Global warming (115) Green Economy (127) health (23) Hidrogênio Verde (6) História (1) IBP (1) ILPF (12) Incentivos (4) India (1) indústria (1) Industry (1) Industry 4.0 (2) Ìnovaç (1) Inovação (207) Instituição (1) Insumos (17) Investimento (10) Investimentos (1) IPCC (15) IPFL (1) L72 (4) L73 (7) Legislação (21) Lignina (8) livestock (4) Low-Carbon (58) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (604) Madeira (24) Mamona (1) Manejo (5) Manejo e Conservação (118) MAPA (42) Máquinas e equipamentos (3) Mata Atlântica (5) Matéria Prima (3) Matéria-Prima (4) Matéria-PrimaResíduos (1) matérias-primas (3) MCTI (1) Meio Ambiente (326) Melhoramento e Diversidade Genética (84) Mercado (4132) Mercado de Combustíveis (68) Mercado Financeiro (13) Mercado florestal (75) Mercado Internacional (64) Metas (5) Micotoxinas (1) Milho (31) Minas Gerias (1) MMA (1) MME (51) Mudanças Climáticas (69) mudas (4) Mundo (179) Nações Unidas (4) Negócios (13) nergia limpa (1) net-zero (43) Nutrição animal (18) nutrition (11) Oil (51) Oleaginosas (115) Oleochemicals (11) Óleos (253) Óleos Essenciais (8) Óleos Vegetais (24) OMC (3) ONGs (1) ONU (19) Oportunidade (9) Oportunidades (9) other (1) Palm (2) Palma (33) palmeiras (7) Paris Agreement (95) Pecuária (103) Pegada de Carbono (107) Personal Care (3) Pesquisa (96) Pessoas (2) Petrobras (9) Petróleo (34) PIB (6) pirólise (3) Plano Safra (2) Plant Based (28) Plant-Based (2) Política (92) Política Ambiental (6) Políticas (1) políticas públicas (2) Preços (74) Preservação Ambiental (57) Produção Agrícola (24) Produção Animal (10) Produção Integrada (2) Produção Sustentável (78) Produção vegetal (25) Produtividade (77) Produtos (150) Proteção Ambiental (18) proteína vegetal (28) Qualidade (3) Qualidade do Ar (4) químicos verdes (1) reciclagem (2) Recuperação Ambiental (7) Recuperação de área Degradada (48) Recuperação Econômica (3) Reflorestamento (35) regulamentação (3) Relatório (17) renewable energy (19) RenovaBio (76) Report (2) Research and Development (12) Resíduos (18) Sabão (1) SAF (8) Safra (7) Saúde e Bem-Estar (136) science and technology (48) Sebo (5) Segurança Alimentar (172) Segurança Energética (15) Selo Social (13) sementes (8) silvicultura (3) Sistema Agroflorestal (42) Sistemas Integrados (26) Sociobiodiersidade (8) Soil (9) Soja (120) Solos (61) Sustainability (59) Sustainable Energy (69) Sustentabilidade (679) Tecnologia (66) Tempo (2) Títulos verdes (3) Transportes (5) Turismo Sustentável (7) Unica (1) Vídeo (271) World (5) World Economy (79) Zero-Carbon (2)

Total de visualizações de página