Buscar

Plantas espontâneas podem fazer controle biológico

segunda-feira, fevereiro 08, 2021



Um estudo conduzido pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) busca avaliar os efeitos de plantas espontâneas no controle biológico de pragas.

Os testes ocorrem no Campo Experimental Vale do Piranga, em Oratórios, e em propriedades de produtores de pimenta em Paula Cândido e Piranga, na Zona da Mata Mineira. Nos locais espécies como serralha, mentrasto e picão-preto são mantidas ao redor e nas entrelinhas de campos de pimenta e hortaliças. O objetivo é atrair os inimigos naturais que atuam como predadores e parasitoides dos insetos-pragas.

Os resultados mostram que essas plantas espontâneas aumentaram a abundância total de aracnídeos e de insetos predadores dentro de áreas cultivadas de pimenta, bem como provocaram redução no ataque de pulgões às plantas. O manejo pode ser uma boa opção em sistemas agroecológicos, uma vez que, o produtor não precisaria adquirir novas sementes e já conhece as plantas. A técnica pode ser adaptada para outras culturas.

A coordenadora do Programa Estadual de Pesquisa em Agroecologia da Epamig, Madelaine Venzon, explica que o produtor deve tomar alguns cuidados para que não haja competição entre as espontâneas e o cultivo. Ela recomenda impedir a associação das plantas no período crítico da cultura (geralmente no primeiro terço de desenvolvimento no caso de hortaliças), permitir o crescimento das plantas espontâneas em faixas alternadas com a cultura e promover o espaçamento maior nas entrelinhas da cultura principal.

“Quando se conhece as plantas espontâneas que são mais atrativas aos inimigos naturais-chave, pode-se realizar a remoção seletiva das outras plantas, para aumentar a efetividade do controle biológico”, ensina Madelaine. 

Outro ponto importante é o monitoramento de insetos indesejáveis que também são atraídos pelas espécies espontâneas e que podem atacar a cultura principal. “Recomenda-se monitorar, principalmente no período da entressafra, e realizar o controle das possíveis plantas hospedeiras de artrópodes fitófagos”, completa. O mesmo cuidado deve-se ter com plantas hospedeiras de patógenos.


O desempenho das espontâneas

Dentre as espécies espontâneas avaliadas, o mentrasto (Ageratum conizoides) atraiu um grande número de aranhas, que utilizam as plantas como substrato para construção de teias, usam suas inflorescências como local de captura de presas e também se alimentam do pólen e do néctar. Além das aranhas, essa planta abriga diversos predadores e seu pólen e néctar são usados por joaninhas e crisopídeos para complementar dieta de presa de baixa qualidade ou quando não há presas disponíveis.

As inflorescências do picão-preto (Bidens pilosa) fornecem pólen e néctar para predadores como joaninhas e crisopídeos. O picão-preto hospeda pulgões, que não atacam os cultivos principais, mas que servem de presas alternativas para predadores e de hospedeiros para parasitoides de pulgões que atacam as plantas cultivadas. Os diversos tipos de serralha também são importantes no fornecimento de alimento para inimigos naturais.

Experimentos conduzidos no laboratório de controle biológico da Epamig Sudeste comprovaram a adequação nutricional do pólen e néctar dessas plantas espontâneas para insetos predadores. “O incremento da diversidade local com essas plantas aumenta também a abundância de invertebrados que podem representar recursos alimentares para os besouros carabídeos, como uma alternativa às espécies-pragas associadas com os cultivos. As plantas espontâneas também fornecem locais de refúgio para estes besouros predadores, aumentando a sua persistência dentro do agroecossistema”, destaca Madelaine.


* Com informações da Epamig


Fonte: Portal Agrolink

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (26) Abiove (8) acordo (1) Acordo Internacional (31) Acrocomia aculeata (71) Agricultura (259) Agricultura 4.0 (5) agriculture (1) Agroenergia (126) Agroindústria (25) Agronegócio (224) Agropecuária (51) Água (21) Àgua (1) Alimentação Saudável (12) Alimentos (361) Amazônia (69) Ambiente (1) animal nutition (1) ANP (83) Arte (1) Artigo (46) Aspectos Gerais (177) Aviação (32) Aviation fuel (7) Aviation market (21) B12 (3) B13 (2) Bebidas (2) Bioativo (3) Biochemistry (5) Biocombustíveis (429) Biodefensivos (3) Biodiesel (321) Biodiesel Empresas (1) Biodiversidade (11) Bioeconomia (114) Bioeconomia Agronegócio (1) Bioeletricidade (25) Bioenergia (203) Biofertilizantes (10) Biofuels (103) Bioinsumos (12) Biomas (1) Biomass (7) Biomassa (88) Biomateriais (6) bioplásticos (1) Biopolímeros (15) Bioproducts (3) Bioprodutos (23) Bioquerosene (44) Biorrefinaria (2) Biotechnology (35) Biotecnologia (83) BNDES (2) Bolsa de Valores (27) Brasil (57) Brazil (29) Cadeia Produtiva (15) Capacitação (29) CAR (4) Carbonatação (1) Carbono (2) Carbono Neutro (7) Carbono Zero (19) Carvão Ativado (10) carvão vegetal (3) CBios (68) CCEE (1) cellulose (1) Celulose (15) Cerrado (21) Chuvas (5) Cidades (1) Ciência e Tecnologia (386) Clima e ambiente (278) Clima e ambiente Preços (1) climate changed (60) CNA (1) Cogeração de energia (30) Combustíveis (99) Combustíveis Fósseis (40) Combustíveis verde (1) Comércio (45) Consciência Ecológica (24) COP24 (76) COP25 (20) COP26 (6) Copolímeros (2) Cosméticos (40) Crédito de Carbono (42) Crédito Rural (17) Créditos de Descarbonização (25) Culinária (1) Cultivo (122) Culturas Perenes. Agricultura (1) Curso (10) Dados (1) Davos (4) Dendê (4) Desafios (3) Descarbonização (1) Desenvolvimento Sustentável (177) Desmatamento (6) Diesel (19) Diesel Verde (22) eco-friendly (5) Economia (90) Economia Circular (12) Economia Internacional (113) Economia Sustentável (4) Economia Verde (173) Economy (32) Ecosystem (6) Educação (1) Efeito estufa (18) Eficiência energética (54) Embrapa (2) Emissões de Carbono (55) Empreendedorismo (8) Empresas (149) Energia (98) energia limpa (13) Energia Renovável (252) Energia Solar Fotovoltaica (22) ESG (20) Estudo (2) Etanol (80) Europa (1) event (11) Eventos (152) Exportações (91) Extrativismo (61) FAO (6) Farelos (45) farm (1) Fertilidade (2) Fibras (9) Finanças (5) Financiamento (1) Floresta (25) Floresta plantada (114) Fomento (40) Food (42) food security (8) forest (1) Fruticultura (8) Fuels (27) Gamificação (1) Gás (3) Gás natural (1) Gasolina (3) Gastronomia (1) GEE (3) Glicerina (2) Global warming (114) Green Economy (127) health (23) Hidrogênio Verde (3) História (1) IBP (1) ILPF (5) Incentivos (4) India (1) indústria (1) Industry (1) Industry 4.0 (2) Ìnovaç (1) Inovação (178) Instituição (1) Insumos (3) Investimento (7) IPCC (14) IPFL (1) L72 (4) L73 (7) Legislação (10) Lignina (7) livestock (4) Low-Carbon (53) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (587) Madeira (19) Mamona (1) Manejo e Conservação (109) MAPA (32) Máquinas e equipamentos (1) Mata Atlântica (5) Matéria Prima (2) Matéria-Prima (3) Matéria-PrimaResíduos (1) matérias-primas (3) MCTI (1) Meio Ambiente (288) Melhoramento e Diversidade Genética (71) Mercado (4105) Mercado de Combustíveis (67) Mercado Financeiro (12) Mercado florestal (72) Mercado Internacional (44) Metas (4) Micotoxinas (1) Milho (17) Minas Gerias (1) MMA (1) MME (48) Mudanças Climáticas (36) mudas (2) Mundo (151) Nações Unidas (4) Negócios (9) nergia limpa (1) net-zero (36) Nutrição animal (18) nutrition (9) Oil (51) Oleaginosas (99) Oleochemicals (10) Óleos (252) Óleos Essenciais (8) Óleos Vegetais (21) OMC (2) ONGs (1) ONU (15) Oportunidade (5) Oportunidades (7) other (1) Palm (2) Palma (29) palmeiras (3) Paris Agreement (93) Pecuária (88) Pegada de Carbono (103) Personal Care (3) Pesquisa (77) Pessoas (2) Petrobras (9) Petróleo (33) PIB (5) pirólise (3) Plano Safra (1) Plant Based (28) Política (81) Política Ambiental (2) políticas públicas (1) Preços (63) Preservação Ambiental (46) Produção Agrícola (1) Produção Animal (8) Produção Integrada (1) Produção Sustentável (61) Produção vegetal (10) Produtividade (52) Produtos (150) Proteção Ambiental (11) proteína vegetal (28) Qualidade do Ar (2) químicos verdes (1) Recuperação Ambiental (6) Recuperação de área Degradada (47) Recuperação Econômica (3) Reflorestamento (27) regulamentação (2) Relatório (15) renewable energy (19) RenovaBio (73) Report (2) Research and Development (11) Resíduos (16) Sabão (1) SAF (6) Safra (2) Saúde e Bem-Estar (128) science and technology (48) Sebo (5) Segurança Alimentar (150) Segurança Energética (14) Selo Social (11) sementes (2) silvicultura (2) Sistema Agroflorestal (40) Sistemas Integrados (24) Sociobiodiersidade (5) Soil (9) Soja (76) Solos (52) Sustainability (59) Sustainable Energy (69) Sustentabilidade (641) Tecnologia (51) Tempo (1) Títulos verdes (2) Transportes (5) Turismo Sustentável (6) Unica (1) Vídeo (260) World (5) World Economy (79) Zero-Carbon (2)

Total de visualizações de página