Buscar

CNPE prevê fim de leilões públicos de biodiesel e uso de matéria-prima importada

quinta-feira, dezembro 10, 2020



Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) aprovou nesta quarta-feira resolução que estabelece diretrizes para um novo modelo de comercialização de biodiesel em todo o Brasil, em substituição aos leilões públicos do produto, com entrada em vigor até 1° de janeiro de 2022.


Segundo a medida, não haverá veto ao uso de matéria-prima importada para a produção de biodiesel nesse modelo, em linha com uma diretriz aprovada recentemente pelo colegiado que atendeu pedidos de alguns representantes do setor.


Recentemente, em meio a uma baixa oferta de soja no mercado brasileiro, as importações pelo Brasil de óleo de soja, especialmente do produto argentino, dispararam mais de 500% em outubro.


“Durante o período de transição, os leilões públicos continuarão ocorrendo no formato atual”, afirmou em nota o Ministério de Minas e Energia, que lidera o CNPE, formado por diversos representantes do governo.


O objetivo da mudanças é alcançar “um modelo de comercialização do produto mais aderente ao mercado aberto e dinâmico que está sendo desenhado com os desinvestimentos em refino da Petrobras”, acrescentou a pasta.


Para o diretor-superintendente da União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio), Donizete Tokarski, o modelo de comercialização atual é “público, transparente e dá competitividade a empresas grandes e pequenas”, e o formato com leilões não deveria ser descartado, ainda que seja realizado pelo setor privado com fiscalização do governo.


Ele disse não ser favorável à mudança para um modelo que eventualmente beneficie setores que aumentem a concentração do mercado.


Atualmente, o setor utiliza o sistema Petronet, que tem domínio da Petrobras, embora os certames sejam realizados pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e as distribuidoras sejam os compradores de biodiesel.


Com relação à autorização para uso de matéria-prima importada na produção de biodiesel, Tokarski disse que isso vem ajudando o setor neste momento de escassez --inclusive no leilão sendo realizado nesta quarta-feira para atender a mistura obrigatória do primeiro bimestre.


Ele disse acreditar que, quando a safra de soja --que responde por cerca de 70% da matéria-prima do biodiesel-- começar no início do próximo ano, os produtores brasileiros serão capazes de suprir o mercado com tranquilidade.


O novo modelo, a ser regulado pela ANP, prevê que até 80% do volume de biodiesel total comercializado seja proveniente de unidades produtoras de biodiesel detentoras do Selo Biocombustível Social (SBS).


Diesel Verde

Adicionalmente, o CNPE também aprovou nesta quarta a criação de um grupo de trabalho para analisar a inserção de biocombustíveis para uso no ciclo diesel na matriz energética do país, em movimento relacionado ao chamado “diesel verde”.


A Petrobras já declarou anteriormente ter realizado testes bem-sucedidos com o produto, e que aguarda aprovações regulatórias para lançar o combustível.


Em processo de regulamentação pela ANP, o “diesel verde” é obtido pelo coprocessamento do diesel fóssil com óleos vegetais --no que se diferencia do biodiesel, produzido inteiramente a partir de produtos renováveis.


O grupo de trabalho, que será liderado pelo Ministério de Minas e Energia, terá prazo de 120 dias para submeter relatório final ao CNPE, considerando questões como a proteção dos interesses do consumidor quanto a preço, qualidade e oferta e a garantia de suprimento do produto em todo o país.


Fonte: Agência Reuters

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (26) Abiove (8) Acordo Internacional (30) Acrocomia aculeata (61) Agricultura (165) Agroenergia (121) Agroindústria (23) Agronegócio (154) Agropecuária (43) Água (12) Àgua (1) Alimentação Saudável (1) Alimentos (332) Amazônia (41) Ambiente (1) animal nutition (1) ANP (71) Arte (1) Artigo (36) Aspectos Gerais (177) Aviação (31) Aviation market (19) B12 (3) B13 (2) Bebidas (1) Bioativo (1) Biochemistry (5) Biocombustíveis (397) Biodiesel (291) Biodiesel Empresas (1) Biodiversidade (5) Bioeconomia (81) Bioeletricidade (25) Bioenergia (182) Biofertilizantes (7) Biofuels (103) Bioinsumos (7) Biomass (7) Biomassa (86) Biomateriais (6) Biopolímeros (10) Bioproducts (2) Bioprodutos (20) Bioquerosene (41) Biorrefinaria (2) Biotechnology (35) Biotecnologia (75) Bolsa de Valores (23) Brasil (19) Brazil (29) Cadeia Produtiva (15) Capacitação (18) CAR (1) Carbonatação (1) Carbono Zero (14) Carvão Ativado (8) carvão vegetal (2) CBios (54) CCEE (1) cellulose (1) Celulose (10) Cerrado (17) Chuvas (3) Cidades (1) Ciência e Tecnologia (328) Clima e ambiente (255) climate changed (51) CNA (1) Cogeração de energia (30) Combustíveis (87) Combustíveis Fósseis (30) Comércio (33) Consciência Ecológica (24) COP24 (76) COP25 (20) COP26 (4) Copolímeros (2) Cosméticos (35) Crédito de Carbono (39) Crédito Rural (6) Créditos de Descarbonização (24) Culinária (1) Cultivo (120) Curso (4) Dados (1) Davos (3) Dendê (3) Desafios (1) Desenvolvimento Sustentável (148) Desmatamento (1) Diesel (15) Diesel Verde (16) eco-friendly (5) Economia (71) Economia Circular (9) Economia Internacional (109) Economia Sustentável (2) Economia Verde (170) Economy (30) Ecosystem (6) Efeito estufa (18) Eficiência energética (47) Emissões de Carbono (25) Empreendedorismo (6) Empresas (63) Energia (87) energia limpa (2) Energia Renovável (245) Energia Solar Fotovoltaica (20) Etanol (73) Europa (1) event (11) Eventos (136) Exportações (79) Extrativismo (56) FAO (2) Farelos (45) farm (1) Fertilidade (2) Fibras (9) Finanças (4) Floresta (17) Floresta plantada (104) Fomento (21) Food (42) food security (7) forest (1) Fruticultura (1) Fuels (27) Gás (3) Gasolina (3) Gastronomia (1) GEE (2) Glicerina (2) Global warming (109) Green Economy (126) health (22) IBP (1) Incentivos (4) India (1) Industry 4.0 (1) Ìnovaç (1) Inovação (116) Instituição (1) Insumos (1) Investimento (4) IPCC (14) L72 (4) L73 (7) Legislação (6) Lignina (7) livestock (4) Low-Carbon (48) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (574) Madeira (14) Mamona (1) Manejo e Conservação (99) MAPA (18) Matéria Prima (1) Matéria-Prima (1) matérias-primas (3) Meio Ambiente (223) Melhoramento e Diversidade Genética (71) Mercado (4050) Mercado de Combustíveis (63) Mercado Financeiro (9) Mercado florestal (69) Mercado Internacional (40) Metas (2) Milho (13) MME (35) Mudanças Climáticas (30) Mundo (74) Nações Unidas (1) net-zero (15) Nutrição animal (18) nutrition (9) Oil (51) Oleaginosas (90) Oleochemicals (10) Óleos (248) Óleos Essenciais (5) Óleos Vegetais (7) ONGs (1) ONU (12) Oportunidade (3) Oportunidades (3) other (1) Palm (1) Palma (23) Paris Agreement (90) Pecuária (80) Pegada de Carbono (92) Personal Care (3) Pesquisa (51) Pessoas (1) Petrobras (9) Petróleo (27) PIB (3) pirólise (3) Plant Based (23) Política (79) Preços (37) Preservação Ambiental (32) Produção Animal (7) Produção Sustentável (48) Produção vegetal (4) Produtividade (40) Produtos (150) Proteção Ambiental (11) proteína vegetal (28) Qualidade do Ar (2) Recuperação Ambiental (3) Recuperação de área Degradada (43) Recuperação Econômica (3) Reflorestamento (9) regulamentação (1) Relatório (11) renewable energy (19) RenovaBio (60) Report (1) Research and Development (10) Resíduos (10) SAF (4) Safra (2) Saúde e Bem-Estar (107) science and technology (46) Sebo (5) Segurança Alimentar (111) Segurança Energética (13) Selo Social (10) silvicultura (2) Sistema Agroflorestal (28) Sistemas Integrados (15) Sociobiodiersidade (1) Soil (9) Soja (63) Solos (38) Sustainability (56) Sustainable Energy (69) Sustentabilidade (558) Tecnologia (39) Tempo (1) Títulos verdes (1) Transportes (5) Turismo Sustentável (6) Unica (1) Vídeo (241) World (2) World Economy (78) Zero-Carbon (1)

Total de visualizações de página