Buscar

Nitrato de Amônio é seguro quando bem armazenado

sexta-feira, agosto 07, 2020

Nitrato de Amônio é bastante comum nos portos do Paraná – CBN Curitiba

A Associação Nacional para Difusão do Adubo (Anda) divulgou comunicado esclarecendo que o nitrato de amônio apenas pode se tornar perigoso se for exposto a “condições inadequadas de calor, contaminação ou confinamento”. Foi esse composto que explodiu no porto de Beirute, Líbano, na última terça-feira (04.08).

De acordo com a Anda, o nitrato de amônio “é um produto químico de fundamental importância para o desenvolvimento da qualidade de vida das pessoas, com aplicação na agricultura como fertilizante”. Segundo a entidade, se forem seguidas as orientações, as recomendações das autoridades e as boas práticas da indústria, “as operações com nitrato de amônio são seguras”. Confira na íntegra:


ANDA – Nota de Esclarecimento para a Imprensa – Nitrato de Amônio

A Associação Nacional para Difusão do Adubo (ANDA) manifesta sua solidariedade para com as vítimas do acidente ocorrido em (04/08) em Beirute, Líbano, em decorrência da forte explosão registrada na região portuária da capital libanesa. Oferecemos todo o nosso apoio à comunidade brasileira e libanesa atingida por esta tragédia.

Em atenção aos questionamentos referentes ao nitrato de amônio, esclarecemos que o composto é um produto químico de fundamental importância para o desenvolvimento da qualidade de vida das pessoas, com aplicação na agricultura como fertilizante, matéria-prima para fabricação de gases anestésicos, tratamento de esgotos e produção de explosivos civis.

Por ser um fertilizante de alto teor de nitrogênio – nutriente vital para as plantas –, é utilizado em larga escala para melhoria da produtividade dos solos agrícolas brasileiros. Devido a suas propriedades químicas, requer cuidados especiais em sua armazenagem, manuseio, transporte e aplicação. Todos os fertilizantes à base de nitrato de amônio são, em condições normais, substâncias estáveis que por si próprias não apresentam risco e não são inflamáveis.

Cabe ressaltar que eles podem se decompor apenas se expostos a condições inadequadas de calor, contaminação ou confinamento e, caso tal decomposição ocorra e não seja debelada adequadamente, pode ocasionar o aumento da intensidade do fogo ou mesmo causar explosões, desprendendo fumaça tóxica e gases, mas estes riscos são eliminados se observadas as regulamentações e recomendações conhecidas pelo Setor.

No Brasil, a regulamentação das questões envolvendo o produto é de responsabilidade da Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC), ligado ao Exército Brasileiro. Em sua mais recente portaria sobre o tema (Portaria Colog n° 147, de 21 de novembro de 2019), que contou com a participação efetiva de um Grupo Técnico de Trabalho da ANDA, o órgão dispõe sobre os procedimentos administrativos para o exercício das atividades com este insumo.

O regulamento estabelece uma série de requisitos a serem cumpridos, que vão de rígidas exigências sobre locais para armazenamento, manuseio pelas indústrias, transporte, estoque em entrepostos ao manejo para aplicação no solo, visando a eliminar os riscos àqueles que com ele operam e garantir a segurança da utilização do produto.

Portanto, seguidas as orientações da Portaria Colog, as recomendações das autoridades e boas práticas da Indústria, a ANDA entende que as operações com Nitrato de Amônio são seguras. 


Eduardo de Souza Monteiro - Presidente


Fonte: Portal Agrolink

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (26) Abiove (8) Acordo Internacional (29) Acrocomia aculeata (56) Agricultura (141) Agroenergia (121) Agroindústria (23) Agronegócio (140) Agropecuária (41) Água (10) Àgua (1) Alimentos (318) Amazônia (32) animal nutition (1) ANP (67) Arte (1) Artigo (32) Aspectos Gerais (177) Aviação (31) Aviation market (18) B12 (3) B13 (2) Bebidas (1) Bioativo (1) Biochemistry (5) Biocombustíveis (386) Biodiesel (278) Biodiversidade (4) Bioeconomia (71) Bioeletricidade (25) Bioenergia (177) Biofertilizantes (7) Biofuels (102) Bioinsumos (6) Biomass (7) Biomassa (86) Biomateriais (6) Biopolímeros (9) Bioproducts (2) Bioprodutos (20) Bioquerosene (39) Biorrefinaria (1) Biotechnology (35) Biotecnologia (74) Bolsa de Valores (22) Brasil (14) Brazil (28) Cadeia Produtiva (14) Capacitação (12) Carbonatação (1) Carbono Zero (13) Carvão Ativado (7) CBios (50) CCEE (1) cellulose (1) Celulose (10) Cerrado (14) Cidades (1) Ciência e Tecnologia (315) Clima e ambiente (245) climate changed (47) CNA (1) Cogeração de energia (30) Combustíveis (84) Combustíveis Fósseis (28) Comércio (24) Consciência Ecológica (23) COP24 (76) COP25 (20) COP26 (4) Copolímeros (2) Cosméticos (33) Crédito de Carbono (39) Crédito Rural (4) Créditos de Descarbonização (24) Culinária (1) Cultivo (120) Curso (4) Dados (1) Davos (3) Dendê (3) Desafios (1) Desenvolvimento Sustentável (140) Desmatamento (1) Diesel (13) Diesel Verde (14) eco-friendly (4) Economia (69) Economia Circular (7) Economia Internacional (109) Economia Sustentável (1) Economia Verde (170) Economy (30) Ecosystem (6) Efeito estufa (16) Eficiência energética (44) Emissões de Carbono (15) Empreendedorismo (5) Empresas (48) Energia (83) Energia Renovável (241) Energia Solar Fotovoltaica (19) Etanol (71) Europa (1) event (11) Eventos (132) Exportações (75) Extrativismo (52) FAO (2) Farelos (45) farm (1) Fertilidade (2) Fibras (9) Finanças (4) Floresta (13) Floresta plantada (103) Fomento (15) Food (42) food security (7) forest (1) Fuels (27) Gás (3) Gasolina (1) Gastronomia (1) GEE (2) Glicerina (2) Global warming (105) Green Economy (126) health (22) IBP (1) Incentivos (4) Industry 4.0 (1) Ìnovaç (1) Inovação (100) Instituição (1) Investimento (3) IPCC (14) L72 (4) L73 (7) Legislação (6) Lignina (7) livestock (4) Low-Carbon (47) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (565) Madeira (14) Mamona (1) Manejo e Conservação (97) MAPA (16) Matéria Prima (1) Matéria-Prima (1) matérias-primas (2) Meio Ambiente (209) Melhoramento e Diversidade Genética (69) Mercado (4031) Mercado de Combustíveis (59) Mercado Financeiro (9) Mercado florestal (69) Mercado Internacional (38) Metas (2) Milho (13) MME (30) Mudanças Climáticas (26) Mundo (53) Nações Unidas (1) net-zero (12) Nutrição animal (18) nutrition (9) Oil (50) Oleaginosas (82) Oleochemicals (8) Óleos (247) Óleos Essenciais (4) Óleos Vegetais (2) ONGs (1) ONU (10) Oportunidade (2) Oportunidades (2) other (1) Palma (20) Paris Agreement (90) Pecuária (79) Pegada de Carbono (85) Personal Care (3) Pesquisa (49) Petrobras (9) Petróleo (25) PIB (3) pirólise (3) Plant Based (21) Política (77) Preços (31) Preservação Ambiental (28) Produção Animal (7) Produção Sustentável (40) Produção vegetal (3) Produtividade (39) Produtos (150) Proteção Ambiental (10) proteína vegetal (28) Qualidade do Ar (2) Recuperação de área Degradada (43) Recuperação Econômica (3) Reflorestamento (4) Relatório (11) renewable energy (19) RenovaBio (56) Report (1) Research and Development (10) Resíduos (6) SAF (3) Safra (2) Saúde e Bem-Estar (98) science and technology (46) Sebo (5) Segurança Alimentar (103) Segurança Energética (12) Selo Social (5) silvicultura (2) Sistema Agroflorestal (24) Sistemas Integrados (13) Sociobiodiersidade (1) Soil (9) Soja (61) Solos (36) Sustainability (54) Sustainable Energy (67) Sustentabilidade (542) Tecnologia (36) Transportes (5) Turismo Sustentável (5) Unica (1) Vídeo (237) World (1) World Economy (78) Zero-Carbon (1)

Total de visualizações de página