Buscar

Fornecedores de cana de Pernambuco vão aderir ao mercado de crédito de carbono

terça-feira, maio 12, 2020

Divulgação

Os fornecedores de cana da Pernambuco e Paraíba vão aderir ao mercado de crédito de carbono (CBios) do Programa Nacional de Biocombustíveis (Renova Bio) , que permite que toda a cadeia produtiva de combustíveis de base vegetal (etanol e biodiesel) lucre com os chamados créditos de carbono, negociados na Bolsa de Valores (B3), sediada em São Paulo, e no mercado internacional. Para isso, os fornecedores de cana terão que adaptar seu processo produtivo em busca da certificação ambiental. Da plantação à entrega da matéria-prima às usinas, o produtor deverá se preocupar em reduzir a emissão de gás carbônico, causador do efeito estufa.

O presidente da Associação de Fornecedores de Cana de Pernambuco, Alexandre Andrade Lima , diz que será lançado um selo de certificação de sustentabilidade, a fim de conferir a qualidade socioambiental da cana. “ O selo se chamará ProAR e será fornecido por uma consultoria ambiental que também dará assistência aos fornecedores capacitando o produtor a produzir com menos poluição, como por exemplo, utilizando adubos nitrogenados e racionalizando o transporte por caminhões”. Alexandre Lima acredita que com a venda dos créditos de carbono o produtor deverá aumentar seu faturamento anual em torno de 10%.
O trabalho de certificação de boas práticas de sustentabilidade no processo produtivo da cana em Pernambuco e na Paraíba ficará a cargo da Associação do Centro Interdisciplinar de Pesquisa em Educação e Direito. Em nota, o diretor executivo da empresa, Clyneson Oliveira falou sobre o momento oportuno da parceria no quesito socioambiental e para os negócios dos agricultores. “O mercado de crédito de carbono está em franca expansão e movimentou US$ 897 bilhões no mundo, o que mostra parte do potencial de agregação de valor que pode ter o setor canavieiro”.
Pernambuco é o segundo maior produtor de cana-de-açúcar do Nordeste, mas é o primeiro em número de fornecedores, são cerca de sete mil engenhos, a maior parte de micro e pequenos produtores oriundos da agricultura familiar. “Todos podem participar do mercado de crédito de carbono, desde que siga as regras para conseguir a certificação. Acredito que ainda este ano teremos os primeiros engenhos certificados, mas só em 2021 é que entraremos na fase de negociar os créditos de carbono na Bolsa de Valores, projeta Alexandre.
As usinas também esperam avidamente pelo início da geração desses créditos no Brasil. O presidente do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool (Sindaçucar-PE), Renato Cunha, diz que cinco usinas em Pernambuco já possuem a certificação ambiental e outras seis estão em processo de certificação. “Todas as usinas estão trabalhando muito por essa certificação. Até o final desse ano devem acontecer as primeiras transações, é uma forma de compensação ambiental e de remuneração a cadeia produtiva dos combustíveis mais limpos.”
Fonte: UOL

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (10) Abiove (2) Acordo Internacional (8) Acrocomia aculeata (32) Agricultura (13) Agroenergia (19) Agroindústria (8) Agronegócio (34) Agropecuária (15) Alimentos (242) Amazônia (5) animal nutition (1) ANP (21) Arte (1) Artigo (6) Aspectos Gerais (177) Aviação (28) Aviation market (14) B12 (1) B13 (2) Bebidas (1) Biochemistry (5) Biocombustíveis (278) Biodiesel (173) Bioeconomia (26) Bioeletricidade (9) Bioenergia (59) Biofertilizantes (3) Biofuels (97) Biomass (7) Biomassa (68) Biomateriais (2) Biopolímeros (7) Bioproducts (1) Bioprodutos (4) Bioquerosene (25) Biotechnology (31) Biotecnologia (22) Bolsa de Valores (11) Brasil (6) Brazil (28) Cadeia Produtiva (3) Capacitação (1) Carvão Ativado (5) CBios (20) CCEE (1) Celulose (1) Cerrado (5) Ciência e Tecnologia (232) Clima e ambiente (199) climate changed (40) CNA (1) Cogeração de energia (19) Combustíveis (50) Combustíveis Fósseis (14) Comércio (2) Consciência Ecológica (9) COP24 (76) COP25 (20) COP26 (3) Copolímeros (2) Cosméticos (22) Crédito de Carbono (37) Crédito Rural (1) Créditos de Descarbonização (11) Cultivo (97) Curso (1) Davos (2) Desenvolvimento Sustentável (33) Diesel (7) Diesel Verde (3) eco-friendly (4) Economia (50) Economia Circular (1) Economia Internacional (105) Economia Verde (166) Economy (30) Ecosystem (5) Efeito estufa (12) Eficiência energética (28) Empreendedorismo (1) Empresas (3) Energia (50) Energia Renovável (200) Energia Solar Fotovoltaica (5) Etanol (33) Europa (1) event (9) Eventos (92) Exportações (38) Extrativismo (30) FAO (1) Farelos (33) farm (1) Fibras (8) Finanças (3) Floresta plantada (85) Fomento (1) Food (42) food security (7) forest (1) Fuels (22) Gás (1) Gasolina (1) Gastronomia (1) GEE (1) Glicerina (1) Global warming (87) Green Economy (123) health (22) IBP (1) Incentivos (1) Industry 4.0 (1) Inovação (34) IPCC (14) L72 (4) L73 (1) Legislação (5) Lignina (2) livestock (4) Low-Carbon (45) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (540) Madeira (4) Mamona (1) Manejo e Conservação (53) MAPA (3) Meio Ambiente (117) Melhoramento e Diversidade Genética (61) Mercado (3944) Mercado de Combustíveis (37) Mercado Financeiro (7) Mercado florestal (61) Mercado Internacional (23) Metas (1) Milho (4) MME (11) Mudanças Climáticas (4) Mundo (3) Nações Unidas (1) Nutrição animal (17) nutrition (9) Oil (49) Oleaginosas (44) Oleochemicals (6) Óleos (230) Óleos Essenciais (1) ONU (5) other (1) Palma (7) Paris Agreement (80) Pecuária (71) Pegada de Carbono (69) Personal Care (2) Pesquisa (11) Petrobras (3) Petróleo (18) PIB (1) pirólise (2) Plant Based (14) Política (70) Preços (7) Preservação Ambiental (5) Produção Animal (2) Produção Sustentável (20) Produtividade (6) Produtos (150) Proteção Ambiental (1) proteína vegetal (28) Recuperação de área Degradada (35) Recuperação Econômica (1) Relatório (1) renewable energy (16) RenovaBio (25) Research and Development (9) Resíduos (2) SAF (2) Saúde e Bem-Estar (88) science and technology (45) Sebo (1) Segurança Alimentar (71) Segurança Energética (5) Sistema Agroflorestal (10) Sistemas Integrados (2) Soil (8) Soja (22) Solos (11) Sustainability (45) Sustainable Energy (64) Sustentabilidade (412) Tecnologia (1) Transportes (3) Turismo Sustentável (2) Vídeo (215) World Economy (74)

Total de visualizações de página