Buscar

Você já ouviu falar em plant-based? Conheça o conceito que vem ganhando cada vez mais adeptos

quinta-feira, março 05, 2020

Você já ouviu falar em plant-based? Conheça o conceito que vem ganhando cada vez mais adeptos


Consumir produtos naturais e manter uma alimentação à base de plantas pode melhorar a sua saúde e colaborar com o futuro do planeta.


O movimento plant-based vem ganhando adeptos em todo o mundo e, recentemente, muitos brasileiros passaram a adotar novos hábitos a fim de melhorar a própria saúde e reduzir o impacto ambiental causado pelas suas escolhas. O conceito não deve ser confundido com o veganismo, pois há vertentes de praticantes do plant-based que consomem alimentos de origem animal (ovos, mel e laticínios), e há, ainda, os que eventualmente ingerem carne, mas em quantidade bastante reduzida. O que todas as vertentes têm em comum é a preferência por alimentos e produtos in natura ou minimamente processados (sem refinamento ou aditivos).


Embora a base da alimentação e dos produtos de higiene e limpeza sejam os vegetais (daí o nome do movimento, que, em português significa “à base de plantas”), a grande preocupação dos adeptos do plant-based é com relação à origem das matérias-primas. A preferência é por produtos orgânicos, com origem e fabricação certificadas com selos como Certified Plant Based, Cruelty Free, Certificação Orgânica, entre outros.


Para além do conceito, um estilo de vida que preza pela saúde e pela sustentabilidade.


A prioridade de quem adota o estilo plant-based é a saúde - a sua e a do meio ambiente. As dietas à base de plantas têm sido associadas à melhoria do bem-estar físico e emocional, à redução do estresse e do risco de desenvolver depressão, e ao aumento da qualidade de vida e saúde geral, especialmente em pessoas diabéticas.


De acordo com a Oxford School, a alimentação baseada em plantas pode reduzir em até 78% o risco de desenvolver diabetes tipo 2; em até 53%, o risco de Alzheimer; e em até 32%, o risco cardíaco. No dia a dia, é possível notar melhora no funcionamento do intestino e do sistema imunológico. Além disso, os vegetais são ricos em fibra, o que aumenta a sensação de saciedade, fazendo com que se coma menos quantidade, com mais qualidade.


Com relação à saúde do planeta, uma publicação da International Weekly Journal of Science divulgou que a adoção de hábitos pautados pelos pilares do plant-based diminuiria em 250 vezes as emissões de gases do efeito estufa e em 60% o consumo de água.


Para a Organização para a Alimentação e Agricultura, uma dieta deve ter baixo impacto ambiental, contribuir para a segurança alimentar e nutricional e para uma vida saudável para as gerações presentes e futuras para ser considerada sustentável.


É necessário, ainda, que seja acessível e que utilize da maneira mais eficiente possível os recursos humanos e naturais disponíveis. Ao adotar essa filosofia, é possível reduzir consideravelmente a pegada de carbono, a emissão de gases e demais impactos ambientais.


Novos produtos: um mercado aberto ao plant-based


Importantes movimentos de consumo sustentável vêm ganhando força nestas primeiras décadas do século XXI. O plant-based fez com que o mercado se abra para produtos de origem vegetal e com cuidados de fabricação que atenda às demandas desses consumidores tão exigentes e conscientes.


Em 2019, o consumo de produtos à base de plantas usados para substituir carnes foi 40% maior que no ano anterior, e a crescente preocupação com saúde, segurança alimentar e bem-estar animal faz com que a projeção de crescimento seja de 60% até 2025. No Brasil, basta uma simples ida ao supermercado para perceber que, além de alimentos, a oferta de inúmeras marcas de produtos de higiene pessoal e limpeza que unem o planted-based e o veganismo.


 — Foto: Freepik
 Foto: Freepik


Recentemente, a Sétima Geração – marca criada por ativistas, adquirida pela gigante Unilever – lançou no país uma grande linha de lava roupas líquido; lava louças concentrado; o limpador multiuso; e limpador de banheiro sem cloro. Todos os produtos são biodegradáveis, não possuem ativos petroquímicos, têm até 97% dos ingredientes à base de plantas, sem fragrâncias sintéticas, COVs, corantes ou abrilhantadores artificiais e possuem embalagem de plástico até 100% reciclado.


A brasileira Gtex Brasil também aposta em produtos de limpeza naturais e biodegradáveis. De olho na sustentabilidade, desenvolveu a linha Amazon H2O que tem o primeiro lava roupas em pó que de degrada em cerca de 20 dias em condições naturais. A marca preza pelo uso de ingredientes vegetais; dispensa o uso de derivados do petróleo, de corantes, de cloro, de aromatizantes artificiais, de soda cáustica, e outras substâncias químicas que causam danos à saúde, oferecendo produtos a um preço acessível.


Na rede Angeloni, é possível encontrar as linhas Sétima Geração, Amazon H2O, produtos de limpeza da Yoo Vegan e da Brioz Green; dezenas de itens de higiene pessoal à base de plantas; além, é claro, da grande variedade de alimentos naturais, orgânicos e minimamente manipulados ou processados, como os produtos da Futuro Burgers marca que vem ganhando espaço por seus hambúrgueres de carne vegetal.


A adoção de hábitos de consumo alinhados com os conceitos do plant-based não precisa, necessariamente se dar de forma radical. A substituição gradativa dos produtos e a consciência do impacto causado pelas nossas escolhas já faz uma grande diferença para o futuro do planeta.


Para adotar hábitos mais sustentáveis, um caminho é, a cada vez que fizer supermercado, colocar um produto deste tipo no carrinho e ir aos poucos testando alternativas e adotando novas formas de consumo.


No Angeloni, há uma grande variedade de produtos orgânicos e plant-based que podem ser adquiridos de qualquer lugar por meio do supermercado online.



Fonte: G1

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (2) Acordo Internacional (1) Acrocomia aculeata (26) Agroenergia (3) Agronegócio (4) Agropecuária (1) Alimentos (236) animal nutition (1) ANP (5) Arte (1) Artigo (1) Aspectos Gerais (177) Aviação (27) Aviation market (14) Biochemistry (2) Biocombustíveis (224) Biodiesel (118) Bioeconomia (22) Bioeletricidade (7) Bioenergia (21) Biofertilizantes (2) Biofuels (96) Biomass (7) Biomassa (67) Biomateriais (1) Biopolímeros (5) Bioprodutos (1) Bioquerosene (21) Biotechnology (29) Biotecnologia (16) Brasil (4) Brazil (28) Cadeia Produtiva (3) Carvão Ativado (5) CBios (3) CCEE (1) Cerrado (5) Ciência e Tecnologia (206) Clima e ambiente (196) climate changed (34) Cogeração de energia (13) Combustíveis (18) Consciência Ecológica (6) COP24 (76) COP25 (19) COP26 (1) Cosméticos (22) Crédito de Carbono (37) Créditos de Descarbonização (2) Cultivo (96) Davos (2) Desenvolvimento Sustentável (17) Diesel Verde (1) eco-friendly (4) Economia (32) Economia Internacional (81) Economia Verde (166) Economy (29) Ecosystem (2) Efeito estufa (9) Eficiência energética (15) Empreendedorismo (1) Empresas (1) Energia (36) Energia Renovável (185) Etanol (14) Europa (1) event (6) Eventos (84) Exportações (5) Extrativismo (23) FAO (1) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (75) Food (41) food security (6) forest (1) Fuels (22) Gastronomia (1) GEE (1) Global warming (85) Green Economy (123) health (22) IBP (1) Industry 4.0 (1) Inovação (6) IPCC (14) Legislação (3) Lignina (2) livestock (4) Low-Carbon (42) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (532) Mamona (1) Manejo e Conservação (50) MAPA (1) Meio Ambiente (101) Melhoramento e Diversidade Genética (57) Mercado (3917) Mercado florestal (55) Mercado Internacional (1) Mundo (3) Nutrição animal (17) nutrition (9) Oil (49) Oleaginosas (15) Oleochemicals (6) Óleos (223) Óleos Essenciais (1) other (1) Palma (3) Paris Agreement (73) Pecuária (66) Pegada de Carbono (63) Personal Care (1) Petrobras (1) Petróleo (2) pirólise (2) Plant Based (14) Política (60) Preservação Ambiental (2) Produção Animal (1) Produção Sustentável (11) Produtos (150) Proteção Ambiental (1) proteína vegetal (28) Recuperação de área Degradada (32) Relatório (1) renewable energy (15) RenovaBio (1) Research and Development (8) SAF (2) Saúde e Bem-Estar (85) science and technology (41) Segurança Alimentar (62) Sistema Agroflorestal (6) Soil (8) Soja (1) Solos (11) Sustainability (45) Sustainable Energy (63) Sustentabilidade (380) Tecnologia (1) Transportes (1) Turismo Sustentável (1) Vídeo (206) World Economy (73)

Total de visualizações de página