Buscar

Ubrabio lança série sobre biodiesel

terça-feira, janeiro 28, 2020


Desde 2005, a legislação brasileira prevê importantes avanços para o setor de transportes e combustíveis, com a previsibilidade de incremento do uso de biodiesel, substituindo gradualmente o diesel fóssil e trazendo uma série de benefícios sociais, econômicos e ambientais para o país.
Mas, embora este biocombustível esteja presente na vida do brasileiro há mais de uma década, nem todo mundo sabe o que é biodiesel, do que ele é feito, como é usado no Brasil, ou até mesmo quais as vantagens de seu uso em relação aos outros combustíveis.
Pensando nisso, a Ubrabio lançou uma série para esclarecer as dúvidas mais frequentes sobre este importante combustível renovável. O pré-lançamento aconteceu exclusivamente no Instagram entre os dias 10 de setembro e 1º de outubro de 2019, com quatro vídeos em que o diretor superintendente da Ubrabio, Donizete Tokarski, tem o desafio de explicar, em um minuto, questões como “o que é biodiesel”, “como o biodiesel surgiu no Brasil”, “como o biodiesel é usado” e “qual a diferença entre biodiesel e diesel”.
Os vídeos já estão  disponíveis no YouTube e no site da Ubrabio, com uma proposta interativa. O público pode encaminhar suas questões nos comentários ou até mesmo gravar um vídeo com uma dúvida e mandar por e-mail, e essa dúvida pode ser tema de um dos próximos vídeos que serão publicados toda terça-feira.
A ideia é começar por questões simples e ir expandindo para pontos mais complexos e interdisciplinares, já que a atual política de biocombustíveis foi construída a partir de necessidades latentes no cenário nacional: valorização dos produtos nacionais, diminuição do desemprego, fortalecimento da indústria, segurança energética e cuidado com o meio ambiente e com a saúde da população.
Em 2018, o Brasil produziu o recorde de 5,3 bilhões de litros de biodiesel para abastecer o mercado interno. Com isso, não só os consumidores puderam utilizar um combustível mais limpo – todo o diesel comercializado do Brasil conta com 11% de biodiesel – como também a indústria pôde retomar sua produção e consolidar a posição do país como segundo produtor global deste biocombustível (atrás apenas dos EUA).
Outra importante iniciativa do Estado para promover o desenvolvimento em sintonia com o movimento mundial de alinhar crescimento econômico e sustentabilidade ambiental, a Política Nacional de Biocombustíveis (RenovaBio) tem como cerne a expansão da produção e do uso de combustíveis renováveis na nossa matriz energética.
“Todas essas iniciativas precisam ser divulgadas de modo acessível, para que a população possa ter conhecimento e se apropriar desse potencial que nós temos para ser uma superpotência verde, capaz de produzir riquezas para a nação a partir do aproveitamento inteligente e sustentável da nossa biodiversidade”, explica o diretor superintendente da Ubrabio, Donizete Tokarski.
Fonte: Ubrabio

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (2) Acordo Internacional (2) Acrocomia aculeata (27) Agricultura (1) Agroenergia (4) Agronegócio (6) Agropecuária (2) Alimentos (237) Amazônia (1) animal nutition (1) ANP (8) Arte (1) Artigo (1) Aspectos Gerais (177) Aviação (27) Aviation market (14) Bebidas (1) Biochemistry (3) Biocombustíveis (228) Biodiesel (121) Bioeconomia (24) Bioeletricidade (7) Bioenergia (31) Biofertilizantes (2) Biofuels (96) Biomass (7) Biomassa (67) Biomateriais (1) Biopolímeros (5) Bioprodutos (1) Bioquerosene (22) Biotechnology (29) Biotecnologia (18) Brasil (5) Brazil (28) Cadeia Produtiva (3) Carvão Ativado (5) CBios (5) CCEE (1) Celulose (1) Cerrado (5) Ciência e Tecnologia (209) Clima e ambiente (196) climate changed (34) Cogeração de energia (14) Combustíveis (23) Consciência Ecológica (6) COP24 (76) COP25 (19) COP26 (1) Cosméticos (22) Crédito de Carbono (37) Créditos de Descarbonização (2) Cultivo (96) Davos (2) Desenvolvimento Sustentável (17) Diesel Verde (1) eco-friendly (4) Economia (36) Economia Internacional (84) Economia Verde (166) Economy (29) Ecosystem (2) Efeito estufa (9) Eficiência energética (19) Empreendedorismo (1) Empresas (1) Energia (41) Energia Renovável (186) Etanol (16) Europa (1) event (7) Eventos (85) Exportações (7) Extrativismo (24) FAO (1) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (76) Food (41) food security (6) forest (1) Fuels (22) Gastronomia (1) GEE (1) Global warming (85) Green Economy (123) health (22) IBP (1) Industry 4.0 (1) Inovação (8) IPCC (14) Legislação (4) Lignina (2) livestock (4) Low-Carbon (42) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (533) Mamona (1) Manejo e Conservação (50) MAPA (1) Meio Ambiente (101) Melhoramento e Diversidade Genética (57) Mercado (3919) Mercado de Combustíveis (1) Mercado florestal (56) Mercado Internacional (4) MME (1) Mundo (3) Nutrição animal (17) nutrition (9) Oil (49) Oleaginosas (16) Oleochemicals (6) Óleos (224) Óleos Essenciais (1) other (1) Palma (4) Paris Agreement (74) Pecuária (68) Pegada de Carbono (64) Personal Care (1) Pesquisa (1) Petrobras (1) Petróleo (4) pirólise (2) Plant Based (14) Política (65) Preservação Ambiental (2) Produção Animal (2) Produção Sustentável (13) Produtos (150) Proteção Ambiental (1) proteína vegetal (28) Recuperação de área Degradada (34) Relatório (1) renewable energy (16) RenovaBio (4) Research and Development (8) SAF (2) Saúde e Bem-Estar (85) science and technology (41) Segurança Alimentar (62) Segurança Energética (1) Sistema Agroflorestal (7) Sistemas Integrados (1) Soil (8) Soja (1) Solos (11) Sustainability (45) Sustainable Energy (64) Sustentabilidade (380) Tecnologia (1) Transportes (1) Turismo Sustentável (1) Vídeo (207) World Economy (73)

Total de visualizações de página