Buscar

Controlo de Pragas – Uma componente vital para a segurança alimentar!

quinta-feira, novembro 07, 2019

Conhece os perigos da contaminação por pragas nos alimentos?



No passado, o controlo de pragas, consistia essencialmente na pulverização de pesticidas, aplicação de raticidas (controlo de ratos), pelo que muitas substâncias ativas empregues nos pesticidas, contribuíam para potenciar o risco em termos de saúde pública, saúde ambiental e espécies não alvo, entre os quais alguns animais das áreas envolventes.

Hoje em dia, mas também com a evolução tecnológica, o sector do controlo de pragas, tem por base a minimização do impacto ambiental da sua atividade, aliado à contribuição fundamental em prol da saúde pública. O controlo de pragas deverá ser realizado por especialistas, com formação adequada, enquadrados em organizações licenciadas e certificadas em prestação de serviços de controlo de pragas urbanas e agrícolas, que consideram preferencialmente a prevenção através de meios físicos e que apenas integram os tratamentos químicos como última etapa do processo.

O que abordamos anteriormente faz sentido? Certamente fará, uma vez que se impedirmos as pragas de acederem a uma instalação, certamente reduziremos a quantidade de biocidas a aplicar, privilegiando os sistemas de monitorização, o que será uma grande vantagem nas áreas de fabrico de alimentos e por razões óbvias.

A presença de pragas em áreas alimentares, não deverá ser uma realidade, uma vez que a contaminação cruzada poderá surgir diversas vezes, potenciando o risco na segurança alimentar e consequentemente na saúde pública.

Algumas espécies, tais como os ratos transmitem febre, salmonela, tifo murino, leptospirose e outras patologias causadoras de doenças.

No que diz respeito às baratas e moscas, podem induzir o surgimento de e-coli, estreptococos, bolores, salmonelas, leveduras, clostrídios e uma série de outras bactérias nos alimentos.

Quais são os perigos da contaminação por pragas nos alimentos?
-Transmissão de agentes patogénicos

A transmissão de agentes patogénicos pode ocorrer de três maneiras: contaminação bacteriana, contaminação viral ou contaminação por parasitas. Pode acontecer quando a saliva, fezes, sangue ou matéria fecal de uma praga é transferida para a comida.

-Rápida multiplicação de bactérias

As bactérias podem multiplicar-se muito rapidamente, especialmente num ambiente quente e húmido, como recipientes cheios de comida.

-Contaminação cruzada

Pragas que contaminam alimentos podem ser a causa de contaminação cruzada - também conhecida como passagem de bactérias de uma fonte contaminada para uma não contaminada.

-Exposição a parasitas

As pragas podem transportar germes e bactérias que podem ser facilmente transferidos para alimentos, superfícies de alimentos e outros equipamentos de processamento de alimentos.

-Contaminação de alimentos armazenados

A contaminação de alimentos ocorre quando as pragas deixam partes do corpo e lançam peles ou asas no interior dos alimentos armazenados.

Atualmente, todas as empresas do sector alimentar que se dediquem a qualquer fase da produção, transformação, armazenagem e/ou distribuição de géneros alimentícios precisam implementar e desenvolver o sistema de Análise de Perigos e Controlo de Pontos Críticos (HACCP). O HACCP tem por base uma metodologia preventiva, com o objetivo de evitar potenciais riscos que podem causar danos aos consumidores, através da eliminação ou redução de perigos. De forma a prevenir, eliminar ou apenas reduzir os potenciais perigos durante o processo produtivo e consequente distribuição, devem ser tidos em conta alguns pré-requisitos, nos quais se integra o Plano Integrado de Controlo de Pragas, permitindo deste modo a aplicação efetiva do sistema HACCP.

Fonte: DNotícias

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Acrocomia aculeata (20) Alimentos (227) animal nutition (1) Aspectos Gerais (177) Aviação (27) Aviation market (13) Biocombustíveis (177) Biodiesel (76) Bioeconomia (15) Bioeletricidade (2) Biofertilizantes (1) Biofuels (88) Biomass (7) Biomassa (54) Biopolímeros (3) Bioquerosene (18) Biotechnology (21) Biotecnologia (2) Brazil (20) Cerrado (3) Ciência e Tecnologia (182) Clima e ambiente (190) climate changed (28) Cogeração de energia (9) COP24 (76) COP25 (16) Cosméticos (20) Crédito de Carbono (30) Cultivo (96) eco-friendly (2) Economia Internacional (62) Economia Verde (159) Economy (25) Ecosystem (1) Efeito estufa (7) Energia (28) Energia Renovável (158) event (6) Eventos (79) Extrativismo (20) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (64) Food (41) food security (1) forest (1) Fuels (16) Global warming (79) Green Economy (123) health (22) Industry 4.0 (1) IPCC (14) livestock (4) Low-Carbon (40) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (515) Manejo e Conservação (44) Meio Ambiente (90) Melhoramento e Diversidade Genética (52) Mercado (3846) Mercado florestal (46) Nutrição animal (15) nutrition (9) Oil (44) Oleochemicals (1) Óleos (213) other (1) Paris Agreement (64) Pecuária (62) Pegada de Carbono (42) pirólise (1) Plant Based (7) Política (55) Produtos (149) proteína vegetal (25) Recuperação de área Degradada (25) renewable energy (10) Research and Development (7) SAF (1) Saúde e Bem-Estar (80) science and technology (26) Segurança Alimentar (37) Soil (7) Solos (8) Sustainability (39) Sustainable Energy (53) Sustentabilidade (305) Vídeo (193) World Economy (68)

Total de visualizações de página