Buscar

O que as fibras têm a ver com sua saúde?

quinta-feira, agosto 01, 2019

O que as fibras têm a ver com sua saúde?

É importante conhecer a diversidade de fibras alimentares


Fibra alimentar é composta por carboidratos e lignina, que estão naturalmente presentes em alimentos vegetais e não são digeridos e absorvidos pelo sistema digestivo. Existe também outro tipo de fibra. São as chamadas fibras funcionais, carboidratos que foram isolados, extraídos e/ou purificados.   

Elas têm papéis diferentes a desempenhar fisiologicamente, incluindo regulação da função gastrointestinal, redução do colesterol e controle do nível de açúcar no sangue. Também contribuem para a sensação de saciedade que pode ajudar no controle do peso, reduzindo a ingestão de energia. Assim, é importante conhecer a diversidade de fibras alimentares.   

Há dois tipos de fibra nos alimentos vegetais: a solúvel e a insolúvel. A primeira tem a propriedade de baixar os níveis de glicose e colesterol no sangue. Já a segunda, aumenta o volume fecal, a fim de regular a função intestinal. A maioria dos alimentos vegetais contém ambos os tipos de fibras. No entanto, a quantidade varia para cada tipo de alimento.  

Enquanto algumas fibras podem ser fermentadas pelas bactérias intestinais da microbiota e gerar efeitos fisiológicos que afetarão todo o corpo, outras, como a celulose e a lignina, ajudam a regular o trânsito intestinal e aumentam o volume de fezes.  

A ingestão muito alta de fibras pode afetar a absorção de vários nutrientes, incluindo cálcio, magnésio, ferro e zinco. Por outro lado, quando não há deficiência desses nutrientes na dieta, a ingestão adequada de fibras parece não comprometer as reservas desses nutrientes.  

Como a fibra não é essencial, a baixa ingestão não fornece sintomas de deficiência. Por outro lado, a ingestão insuficiente pode levar à constipação devido ao baixo volume fecal. O consumo excessivo, por sua vez, não tem efeito deletério além dos sintomas gastrointestinais, como inchaço ou gases. Entretanto, o consumo excessivo é muito improvável.   

Para se beneficiar de todos os seus efeitos, é crucial comer o suficiente, mas também variar as fontes a cada dia! As fibras são encontradas essencialmente no reino vegetal. Os melhores fornecedores são frutas secas e legumes (soja em grão, lentilha, grão de bico, feijão, grão de bico...), bem como produtos de cereais integrais (arroz, pão, macarrão, farinha, aveia, ...).   

Dicas para comer mais fibras  

• Substitua gradualmente produtos de grãos refinados por produtos de cereais mais ricos (produtos integrais)  
• Coma mais frequentemente os vegetais ricos em fibras: ervilha, lentilha, repolho, espinafre ...  
• Adicione frutas secas em saladas, preparações ou lanches  
• Consuma legumes uma vez por semana e adicione-os nas preparações.  
• Adicione frutas e/ou legumes em todos os seus pratos: iogurte, queijo cottage, quiches, pizzas, molhos para massas, bolos, cereais matinais, ...  
• Leia os rótulos para identificar e comparar o conteúdo dos produtos.  

* Valter Casarin, coordenador científico da iniciativa Nutrientes para a Vida  

Fonte: O Debate (Original: Acontece Comunicação e Notícias)

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Acrocomia aculeata (20) Alimentos (227) animal nutition (1) Aspectos Gerais (177) Aviação (27) Aviation market (13) Biocombustíveis (177) Biodiesel (76) Bioeconomia (15) Bioeletricidade (2) Biofertilizantes (1) Biofuels (88) Biomass (7) Biomassa (54) Biopolímeros (3) Bioquerosene (18) Biotechnology (21) Biotecnologia (2) Brazil (20) Cerrado (3) Ciência e Tecnologia (182) Clima e ambiente (190) climate changed (28) Cogeração de energia (9) COP24 (76) COP25 (16) Cosméticos (20) Crédito de Carbono (30) Cultivo (96) eco-friendly (2) Economia Internacional (62) Economia Verde (159) Economy (25) Ecosystem (1) Efeito estufa (7) Energia (28) Energia Renovável (158) event (6) Eventos (79) Extrativismo (20) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (64) Food (41) food security (1) forest (1) Fuels (16) Global warming (79) Green Economy (123) health (22) Industry 4.0 (1) IPCC (14) livestock (4) Low-Carbon (40) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (515) Manejo e Conservação (44) Meio Ambiente (90) Melhoramento e Diversidade Genética (52) Mercado (3846) Mercado florestal (46) Nutrição animal (15) nutrition (9) Oil (44) Oleochemicals (1) Óleos (213) other (1) Paris Agreement (64) Pecuária (62) Pegada de Carbono (42) pirólise (1) Plant Based (7) Política (55) Produtos (149) proteína vegetal (25) Recuperação de área Degradada (25) renewable energy (10) Research and Development (7) SAF (1) Saúde e Bem-Estar (80) science and technology (26) Segurança Alimentar (37) Soil (7) Solos (8) Sustainability (39) Sustainable Energy (53) Sustentabilidade (305) Vídeo (193) World Economy (68)

Total de visualizações de página