Buscar

Alimentos transgênicos: quais os riscos e impactos para o ambiente

terça-feira, outubro 02, 2018


Alimentos Transgênicos: Quais os Riscos e Impactos para o Ambiente

Desde que o DNA foi descoberto em meados da década de 1950, uma série de avanços na área da biotecnologia tem mudado de forma consistente e irreversível a forma como vivemos, nos alimentamos, tratamos doenças e enxergamos a vida, de forma geral.
Modificações genéticas têm sido usadas para diversos fins tanto na medicina, na biologia e até mesmo na produção de alimentos transgênicos para promover bem-estar e mais produtividade às propriedades.
No caso da medicina, a maioria das mudanças, como as células-tronco e tratamentos de câncer, por exemplo, são muito bem recebidas pela comunidade.
Contudo, na área da produção de alimentos, esse tipo de modificação biológica parece acender um sinal de alerta: por que, afinal, tanta gente se preocupa com os transgênicos?
Falaremos agora sobre os riscos que os transgênicos causam à saúde e ao meio ambiente. Confira!

O que são alimentos transgênicos?

Alimentos transgênicos são aqueles que recebem algum tipo de modificação em seu DNA, de forma controlada e intencional, em laboratório.
Na maioria das vezes não são apenas modificações, mas até mesmo a introdução de genes de outras espécies em uma planta com o objetivo de se atingir determinados fins.
A maior parte destas finalidades são:
  • Fazer com que a planta gere frutos / grãos / espigas / vagens maiores e mais numerosas;
  • Promover resistência da planta à ação de agroquímicos e pragas;
  • Deixar a planta mais resistente a condições climáticas extremas;
  • Introduzir novas variações de espécie ou eliminar variações indesejáveis;
  • Diminuir o tempo de desenvolvimento da planta para acelerar a colheita, entre outros.
É comum encontrar plantações com alimentos transgênicos em qualquer zona rural do país.
Onde houver uma lavoura com placas à margem indicando a marca e o modelo das sementes utilizadas, você estará diante de uma plantação transgênica.
À primeira vista parece uma plantação como qualquer outra. Mas, de fato, se tratam de plantas maiores e mais volumosas que as plantas orgânicas, embora isso não seja um sinal de saúde, como você verá nos próximos tópicos.

Transgênico faz mal à saúde?

Os laboratórios biogenéticos têm tido grande sucesso em modificar genes de plantas para fazê-las mais produtivas, resistentes e duradouras. Entretanto, qual o custo disso?
Uma série de estudos científicos realizados em todo o mundo com grande variedade de amostras de alimentos transgênicos mostra que o resultado de toda essa melhoria genética pode ter severas consequências para quem consome estes produtos.
Um dos maiores riscos está relacionado ao aumento das chances de uma pessoa desenvolver câncer ao consumir este tipo de alimento.
Uma vez que o transgênico é baseado na alteração genética da planta, a interação de células do corpo com o alimento também podem gerar células alteradas que, fora de controle, se transformam em um tumor cancerígeno.
Há milhares de variações transgênicas, bem como centenas de tipos de câncer, por isso não é fácil provar com o devido rigor científico quais alimentos são ou não são cancerígenos.
O que se sabe é que o consumo de transgênicos associados a outros fatores de facilitação são sim responsáveis pelo surgimento de mais tumores em pacientes.
Questiona-se também a qualidade nutricional dessas plantas.
Alimentos Transgênicos: Quais os Riscos e Impactos para o Ambiente

Riscos ao meio ambiente

Além de causar riscos a quem come, os transgênicos também causam risco ao planeta: o excesso no controle genético causa falta de biodiversidade nos vegetais, o que é um verdadeiro problema para a evolução de uma espécie.
Milho, soja e trigo passam a ter algumas características reforçadas de maneira artificial, mas continuam sendo espécies frágeis em resistência e nutrição.
Ecossistemas inteiros podem ser prejudicados pelos transgênicos.
Milhares de abelhas têm morrido ao transportar o pólen de algumas variedades transgênicas. Com menos abelhas, a polinização de outras plantas é comprometida.
Algumas espécies de borboletas, muito importantes para a reprodução de plantas e flores, também são mortas pelos efeitos dos transgênicos.
A biodiversidade e o equilíbrio ecológico são fundamentais para que o planeta se mantenha saudável.
Isso interfere em nossa qualidade do ar, temperatura, frequência de chuvas e outros fatores que afetam diretamente todas as nossas vidas. Por isso, é necessário ficar atento à questão dos transgênicos.
Os transgênicos estão aí para ficar. Contudo, é preciso ter cautela e consciência no consumo.
Muito tem se debatido sobre os efeitos destas plantas e como elas devem ou não ter sua produção regulamentada, tanto no mundo acadêmico como nas bancadas políticas.
Para além das polêmicas, o uso dos transgênicos exige cuidados.
E qual a sua opinião a respeito dos alimentos transgênicos? Conte pra gente aqui embaixo nos comentários.
Fonte: AgroComunica

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Total de visualizações de página