Buscar

Entidades pedem volta da mistura com biodiesel

quinta-feira, junho 07, 2018


Resultado de imagem para mistura com biodiesel

O setor está sofrendo com perdas diárias que chegam a R$ 43 milhões

As principais entidades que representam as indústrias e as associações de produtoras do biodiesel enviaram à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) um documento pedindo a volta da mistura de 10% do combustível ao diesel.  A solicitação é motivada pela recente liberação da mistura e do uso do diesel 100% mineral para o abastecimento em postos de gasolina durante a greve dos caminhoneiros. 
O documento foi assinado pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), a Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (Aprobio) e pela União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio). De acordo com as entidades o setor está sofrendo com perdas diárias que chegam a R$ 43 milhões, sustentando que "as condições para o restabelecimento das retiradas pelas distribuidoras já estão presentes, pois as vias de acesso estão liberadas desde o dia 31 de maio de 2018". 
Para Donizete Tokarski, diretor-superintendente da Ubrabio, é de fundamental importância que o governo compreenda os efeitos positivos da utilização dos biocombustíveis já que eles não apenas são menos agressivos ao meio ambiente como também promovem o desenvolvimento do País. De acordo com ele, além do aumento  contínuo das produções de soja e de proteína animal garantirem uma amplificação das matérias-primas e uma subsequente evolução da produção de biodiesel, como esses produtos são regionais o País reduziria drasticamente sua dependência externa. 
Segundo Erasmo Carlos Battistella, presidente da Aprobio, o consumo anual brasileiro de diesel, que é de 55 bilhões de litros, incluindo uma mistura de 10% de biodiesel, saltará para 72 bilhões de litros em apenas uma década. Ele explica que se essa porcentagem fosse aumentada para 20% os biocombustíveis corresponderiam por 14,4 bilhões desse volume, o que poderia resultar na limitação dos preços de derivados de petróleo. 
Nesse cenário, as entidades pretendem negociar junto ao governo propostas de curto e médio prazos. Uma delas é a mistura de biodiesel de 15% no Centro-Oeste, que é principal região produtora de soja e tem capacidade para o aumento da produção de biocombustíveis. 
Fonte: AgroLink

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Acrocomia aculeata (2) Alimentos (186) animal nutition (1) Aspectos Gerais (163) Aviação (21) Aviation market (11) Biocombustíveis (153) Biodiesel (52) Bioeconomia (14) Bioeletricidade (2) Biofertilizantes (1) Biofuels (68) Biomass (7) Biomassa (47) Biopolímeros (3) Bioquerosene (18) Biotechnology (20) Biotecnologia (2) Brazil (17) Cerrado (1) Ciência e Tecnologia (156) Clima e ambiente (155) climate changed (6) Cogeração de energia (9) COP24 (73) COP25 (8) Cosméticos (18) Crédito de Carbono (25) Cultivo (96) eco-friendly (2) Economia Internacional (59) Economia Verde (143) Economy (25) Ecosystem (1) Efeito estufa (3) Energia (24) Energia Renovável (127) event (4) Eventos (63) Extrativismo (19) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (53) Food (38) food security (1) Fuels (15) Global warming (75) Green Economy (94) health (19) Industry 4.0 (1) IPCC (13) livestock (4) Low-Carbon (39) Lubrificantes e Óleos (8) Macaúba (449) Manejo e Conservação (28) Meio Ambiente (66) Melhoramento e Diversidade Genética (52) Mercado (3796) Mercado florestal (40) Nutrição animal (14) nutrition (9) Oil (38) Óleos (200) other (1) Paris Agreement (45) Pecuária (50) Pegada de Carbono (37) pirólise (1) Plant Based (5) Política (40) Produtos (118) proteína vegetal (13) Recuperação de área Degradada (20) renewable energy (5) Research and Development (7) SAF (1) Saúde e Bem-Estar (54) science and technology (21) Segurança Alimentar (31) Soil (7) Solos (8) Sustainability (26) Sustainable Energy (51) Sustentabilidade (252) Vídeo (193) World Economy (55)

Total de visualizações de página