Buscar

Cientistas conseguem cultivar arroz no deserto de Dubai

sexta-feira, junho 08, 2018


Resultado de imagem para deserto



O objetivo é cobrir cerca de 10% das terras desérticas com arroz

Cientistas do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento do Arroz Tolerante Salina-Alkali, da China, obtiveram sucesso no cultivo de arroz diluído em água salgada no deserto de Dubai. A instituição responsável pelo feito está sediada na província de Shandong e é chefiada por Yuan Longping, considerado o "pai do arroz híbrido" na China. 
Os testes, que começaram no dia 26 e maio, reuniram pesquisadores da China, Índia, Egito e Emirados Árabes Unidos e foram financiados pelo Sheikh Saeed Bin Ahmed Al Maktoum, um bilionário membro da família que governa Dubai. Uma das amostras plantadas acabou rendendo cerca de 500 kg/mu (medida chinesa equivalente a 0.06667 hectare). O cientista, que tem 87 anos, disse que os resultados da experiência superaram as suas expectativas. 
O próximo passo da equipe é montar uma lavoura experimental de cerca de um quilômetro quadrado, ainda antes do fim desse ano, para testar essa variedade de arroz e posteriormente disponibilizá-la para comercialização. O objetivo principal é cobrir cerca de 10% das terras desérticas dos Emirados com lavouras semelhantes, o que seria equivalente a mais de 83 mil quilômetros quadrados. 
Os governos da China e de Dubai também assinaram um acordo para promover o chamado "arroz do mar" em todo o mundo árabe, com o intuito de diminuir o risco da escassez de alimentos para o futuro da região e também do planeta.  A China é o maior produtora e consumidora do grão no mundo, porém, até então o produto era cultivado apenas em água doce. Para que esse experimento fosse possível o país já vinha desenvolvendo uma qualidade da planta resistente ao sal há mais de quarenta anos. 
Fonte: AgroLink

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Acrocomia aculeata (2) Alimentos (186) animal nutition (1) Aspectos Gerais (163) Aviação (21) Aviation market (11) Biocombustíveis (153) Biodiesel (52) Bioeconomia (14) Bioeletricidade (2) Biofertilizantes (1) Biofuels (68) Biomass (7) Biomassa (47) Biopolímeros (3) Bioquerosene (18) Biotechnology (20) Biotecnologia (2) Brazil (17) Cerrado (1) Ciência e Tecnologia (156) Clima e ambiente (155) climate changed (6) Cogeração de energia (9) COP24 (73) COP25 (8) Cosméticos (18) Crédito de Carbono (25) Cultivo (96) eco-friendly (2) Economia Internacional (59) Economia Verde (143) Economy (25) Ecosystem (1) Efeito estufa (3) Energia (24) Energia Renovável (127) event (4) Eventos (63) Extrativismo (19) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (53) Food (38) food security (1) Fuels (15) Global warming (75) Green Economy (94) health (19) Industry 4.0 (1) IPCC (13) livestock (4) Low-Carbon (39) Lubrificantes e Óleos (8) Macaúba (449) Manejo e Conservação (28) Meio Ambiente (66) Melhoramento e Diversidade Genética (52) Mercado (3796) Mercado florestal (40) Nutrição animal (14) nutrition (9) Oil (38) Óleos (200) other (1) Paris Agreement (45) Pecuária (50) Pegada de Carbono (37) pirólise (1) Plant Based (5) Política (40) Produtos (118) proteína vegetal (13) Recuperação de área Degradada (20) renewable energy (5) Research and Development (7) SAF (1) Saúde e Bem-Estar (54) science and technology (21) Segurança Alimentar (31) Soil (7) Solos (8) Sustainability (26) Sustainable Energy (51) Sustentabilidade (252) Vídeo (193) World Economy (55)

Total de visualizações de página