Buscar

Estudo visa favorecer sistema logístico da biomassa lenhosa para produção de biocombustível nos EUA

quinta-feira, maio 16, 2019

Image

Pesquisa levará três anos para ser concluída, mas seus resultados serão bastante significativos para o setor

Um estudo realizado pelo Instituto de Agricultura da Universidade de Tennessee (UTIA), nos Estados Unidos, pretende reforçar a logística de matéria prima de biomassa lenhosa. Com um subsídio de quase um milhão de dólares, a pesquisa pretende focar nos parâmetros-chave para sistemas logísticos de matéria-prima de biomassa lenhosa e de alta qualidade para biorrefinarias comercializadas na região sudeste do país. 

De acordo com os desenvolvedores, o estudo tem como principal objetivo a longo prazo acelerar o ritmo de desenvolvimento do setor de biocombustível celulósico norte-americano, conseguindo desta forma melhor a eficiência dos sistemas logísticos de matéria-prima de biomassa que são necessários para a produção do bioproduto. 

Os EUA têm em seu plano nacional o desenvolvimento de fontes diversificadas para combustíveis líquidos para transporte, o qual também inclui o uso de combustíveis sustentáveis produzidos da biomassa lignocelulósica e desenvolvido por uma empresa de bioenergia do país. O desafio atual do desenvolvimento sustentável está no desenvolvimento das tecnologias e também estratégicas eficientes e inovadoras para equilibrar o custo e a qualidade da biomassa em um sistema logístico. 

A equipe desenvolvedora do estudo determinará a qualidade da biomassa lenhosa no Sudeste e identificará a relação com o desempenho de conversão. Além disso, o custo e o uso de energia para redução do tamanho da matéria-prima de biomassa lenhosa por meio de tecnologias convencionais e avançadas serão obtidos em escala industrial, e o custo e a qualidade da matéria-prima serão incorporados para enfrentar os desafios de balancear custo e qualidade na logística de matéria-prima para aumentar a produção de biocombustíveis. 

Segundo a UTIA o desenvolvimento da pesquisa levará três anos para ser concluída e seus resultados poderão contribuir significativamente para a produção de biocombustível no país e ser exemplo para outras regiões do mundo. 

Fonte: Portal Biomassa BR

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (10) Abiove (2) Acordo Internacional (8) Acrocomia aculeata (32) Agricultura (13) Agroenergia (18) Agroindústria (8) Agronegócio (33) Agropecuária (14) Alimentos (242) Amazônia (5) animal nutition (1) ANP (21) Arte (1) Artigo (6) Aspectos Gerais (177) Aviação (28) Aviation market (14) B12 (1) B13 (2) Bebidas (1) Biochemistry (5) Biocombustíveis (275) Biodiesel (172) Bioeconomia (25) Bioeletricidade (8) Bioenergia (59) Biofertilizantes (2) Biofuels (97) Biomass (7) Biomassa (68) Biomateriais (2) Biopolímeros (7) Bioproducts (1) Bioprodutos (4) Bioquerosene (24) Biotechnology (31) Biotecnologia (21) Bolsa de Valores (11) Brasil (6) Brazil (28) Cadeia Produtiva (3) Capacitação (1) Carvão Ativado (5) CBios (18) CCEE (1) Celulose (1) Cerrado (5) Ciência e Tecnologia (231) Clima e ambiente (198) climate changed (39) CNA (1) Cogeração de energia (18) Combustíveis (48) Combustíveis Fósseis (13) Comércio (2) Consciência Ecológica (9) COP24 (76) COP25 (20) COP26 (2) Copolímeros (2) Cosméticos (22) Crédito de Carbono (37) Crédito Rural (1) Créditos de Descarbonização (10) Cultivo (97) Curso (1) Davos (2) Desenvolvimento Sustentável (33) Diesel (7) Diesel Verde (2) eco-friendly (4) Economia (50) Economia Circular (1) Economia Internacional (105) Economia Verde (166) Economy (30) Ecosystem (5) Efeito estufa (12) Eficiência energética (27) Empreendedorismo (1) Empresas (3) Energia (49) Energia Renovável (199) Energia Solar Fotovoltaica (4) Etanol (31) Europa (1) event (9) Eventos (90) Exportações (38) Extrativismo (30) FAO (1) Farelos (33) farm (1) Fibras (8) Finanças (3) Floresta plantada (85) Fomento (1) Food (42) food security (7) forest (1) Fuels (22) Gás (1) Gasolina (1) Gastronomia (1) GEE (1) Glicerina (1) Global warming (87) Green Economy (123) health (22) IBP (1) Incentivos (1) Industry 4.0 (1) Inovação (32) IPCC (14) L72 (4) L73 (1) Legislação (5) Lignina (2) livestock (4) Low-Carbon (45) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (540) Madeira (4) Mamona (1) Manejo e Conservação (53) MAPA (3) Meio Ambiente (112) Melhoramento e Diversidade Genética (61) Mercado (3944) Mercado de Combustíveis (37) Mercado Financeiro (7) Mercado florestal (61) Mercado Internacional (23) Metas (1) Milho (4) MME (10) Mudanças Climáticas (4) Mundo (3) Nações Unidas (1) Nutrição animal (17) nutrition (9) Oil (49) Oleaginosas (44) Oleochemicals (6) Óleos (230) Óleos Essenciais (1) ONU (4) other (1) Palma (7) Paris Agreement (79) Pecuária (71) Pegada de Carbono (68) Personal Care (2) Pesquisa (10) Petrobras (3) Petróleo (18) PIB (1) pirólise (2) Plant Based (14) Política (70) Preços (6) Preservação Ambiental (4) Produção Animal (2) Produção Sustentável (19) Produtividade (5) Produtos (150) Proteção Ambiental (1) proteína vegetal (28) Recuperação de área Degradada (35) Recuperação Econômica (1) Relatório (1) renewable energy (16) RenovaBio (23) Research and Development (9) Resíduos (2) SAF (2) Saúde e Bem-Estar (88) science and technology (45) Sebo (1) Segurança Alimentar (71) Segurança Energética (4) Sistema Agroflorestal (10) Sistemas Integrados (2) Soil (8) Soja (22) Solos (11) Sustainability (45) Sustainable Energy (64) Sustentabilidade (409) Tecnologia (1) Transportes (2) Turismo Sustentável (2) Vídeo (215) World Economy (74)

Total de visualizações de página