Buscar

Estrutura radiográfica das avaliações O-metil-acrocol e anti-câncer, antiparasitária, antibacteriana e anti-zika vírus da palmeira brasileira Acrocomia totai

quinta-feira, abril 18, 2019

Resultado de imagem para acrocomia totai
Autores: Silva, A.L.L.

Resumo: O presente estudo teve como objetivo avaliar a atividade antibacteriana, antioxidante e citotóxica da espécie Opuntia cochenillifera (L.) Mill. Foi realizada a prospecção fitoquímica e espectroscopia de absorção de infravermelho (IV) dos extratos etanólicos brutos e frações dos cladódios grande e pequeno. A atividade antioxidante foi avaliada pelo método da capacidade sequestradora de radicais livres utilizando o radical sintético 2,2-difenil-1-picrilhidrazila (DPPH).

A atividade citotóxica foi obtida através do método colorimétrico do Metiltetrazolium (MTT). Já a atividade antibacteriana foi avaliada pelo método de microdiluição em caldo para determinar a concentração inibitória mínima (CIM) frente às estirpes bacterianas Staphylococcus aureus, Staphylococcus epidermidis, Pseudomonas aeruginosa e Escherichia coli. A prospecção fitoquímica revelou principalmente a presença de fenóis, esteroides livres, alcaloides, alcanos, além de outras classes químicas. O IV apresentou grupos funcionais como alcanos, carbonilas, grupos de metila, duplas ligações de carbono, grupamentos alquilamina, entre outros. Sobre a citotoxicidade na concentração de 100 μg/mL, os dois extratos brutos, todas as frações do cladódio grande e as frações de clorofórmio e metanol do cladódio pequeno não apresentaram toxicidade. 

Os extratos brutos e frações do cladódio grande e pequeno, não demonstraram atividade antibacteriana e nem antioxidante. Esses resultados podem fornecer suporte para pesquisas futuras, visando outras atividades biológicas da presente espécie vegetal.

Para ler o artigo completo, clique aqui.

Fonte: Scielo

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Total de visualizações de página