Buscar

Etanol: Raízen pode licenciar tecnologia de 2ª geração para outros países

quarta-feira, maio 26, 2021



A Raízen pode licenciar a tecnologia de etanol de segunda geração, ou 2G, para outros países, afirmou o vice-presidente de etanol, açúcar e bioenergia da empresa, Francis Queen. “Precisamos ter mais países produtores, isso é essencial para o etanol ser uma commodity global”, disse ele na tarde desta terça-feira, 25, durante o evento Fenasucro & Agrocana Trends.

“Vemos muito positivamente que a Índia aumente a produção de etanol, queremos ver isso na Tailândia também. Nós, da Raízen, estamos dispostos a ajudar tecnicamente. Estamos conversando até sobre licenciar tecnologia de etanol 2G para outros países.” O 2G é produzido com subprodutos ou coprodutos do processo convencional de produção do biocombustível.

O diretor de Biocombustíveis do Ministério de Minas e Energia, Pietro Mendes, disse no mesmo evento que o governo trabalha para expandir globalmente o etanol tanto na parte de políticas públicas quanto com o setor privado. “É importante que outros governos entendam como o Brasil desenvolveu uma política pública de etanol, como é a regulação. Mas isso também não funciona sem o setor privado”, disse.


Etanol como commodity: Brasil e Índia discutem futuro da bioenergia

Ele afirmou que a grande fronteira de expansão no momento está na Ásia, em países como Índia e Tailândia. “Esses dois já são produtores de açúcar, então tem um efeito positivo duplo para o nosso setor. Você reduz a oferta de açúcar e equilibra o mercado, e aumenta o número de produtores de etanol, assim o Brasil não fica sozinho com essa bandeira.” Mendes destacou também a necessidade de exportar tecnologia automotiva, para demonstrar que o uso do etanol não causa problemas em veículos.

O embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy, que também participou da discussão, apontou que empresas indianas estão começando a entrar com mais força no setor do etanol, e que o momento é bom para se analisar opções de parceria. “A Índia está entre os principais produtores de automóveis, então temos um mercado grande. E nossa classe média vem crescendo”, complementou.

Para o presidente e CEO da Volkswagen na América Latina, Pablo di Si, o momento atual é crítico para definir se o Brasil “será protagonista ou não” no etanol. “A tecnologia e a energia estão mudando muito rapidamente, e nós precisamos abraçar isso.” Ao ser perguntado sobre veículos elétricos movidos a etanol, ele disse que ainda é preciso haver mais pesquisa.

Fonte: Canal Rural

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (26) Abiove (8) acordo (1) Acordo Internacional (31) Acrocomia aculeata (77) Agricultura (289) Agricultura 4.0 (5) agriculture (1) Agroenergia (129) Agroindústria (26) Agronegócio (237) Agropecuária (54) Água (22) Àgua (1) Alimentação Saudável (17) Alimentos (365) Amazônia (74) Ambiente (1) animal nutition (1) ANP (89) Arte (1) Artigo (47) Aspectos Gerais (177) Aviação (35) Aviation fuel (8) Aviation market (24) B12 (3) B13 (2) Bebidas (2) Bioativo (3) Biochemistry (5) Biocombustíveis (446) Biodefensivos (4) Biodiesel (338) Biodiesel Empresas (1) Biodiversidade (13) Bioeconomia (123) Bioeconomia Agronegócio (1) Bioeletricidade (26) Bioenergia (210) Biofertilizantes (11) Biofuels (104) Bioinsumos (16) Biomas (3) Biomass (7) Biomassa (90) Biomateriais (6) bioplásticos (3) Biopolímeros (16) Bioproducts (3) Bioprodutos (26) Bioquerosene (47) Biorrefinaria (2) Biorrenováveis (1) Biotechnology (35) Biotecnologia (85) BNDES (2) Bolsa de Valores (30) Brasil (78) Brazil (29) Cadeia Produtiva (16) Capacitação (31) CAR (4) Carbonatação (1) Carbono (6) Carbono Neutro (9) Carbono Zero (19) Carvão Ativado (10) carvão vegetal (4) CBios (68) CCEE (1) cellulose (1) Celulose (15) Cerrado (22) Chuvas (5) Cidades (1) Ciência e Tecnologia (402) Clima e ambiente (284) Clima e ambiente Preços (1) climate changed (66) CNA (1) Cogeração de energia (30) Combustíveis (105) Combustíveis Fósseis (40) Combustíveis verde (1) Comércio (47) Consciência Ecológica (25) COP24 (76) COP25 (20) COP26 (8) Copolímeros (2) Cosméticos (40) Crédito de Carbono (44) Crédito Rural (20) Créditos de Descarbonização (25) Culinária (1) Cultivo (122) Culturas Perenes. Agricultura (1) Curso (13) Dados (1) Davos (4) Dendê (4) Desafios (3) Descarbonização (4) Desenvolvimento Sustentável (187) Desmatamento (6) Diesel (21) Diesel Verde (22) eco-friendly (5) Economia (90) Economia Circular (13) Economia Internacional (113) Economia Sustentável (4) Economia Verde (174) Economy (32) Ecosystem (6) Educação (1) Efeito estufa (19) Eficiência energética (55) Embrapa (4) Emissões de Carbono (61) Empreendedorismo (8) Empresas (169) Energia (104) energia limpa (17) Energia Renovável (254) Energia Solar Fotovoltaica (22) ESG (26) Estudo (2) Etanol (82) Europa (2) event (11) Eventos (174) Exportações (93) Extrativismo (63) FAO (6) Farelos (45) farm (1) Fertilidade (2) Fibras (9) Finanças (5) Financiamento (2) Floresta (27) Floresta plantada (118) Fomento (42) Food (42) food security (8) forest (1) Fruticultura (14) Fuels (27) Gamificação (1) Gás (3) Gás natural (1) Gasolina (3) Gastronomia (1) GEE (3) Glicerina (2) Global warming (115) Green Economy (127) health (23) Hidrogênio Verde (6) História (1) IBP (1) ILPF (5) Incentivos (4) India (1) indústria (1) Industry (1) Industry 4.0 (2) Ìnovaç (1) Inovação (200) Instituição (1) Insumos (5) Investimento (8) Investimentos (1) IPCC (14) IPFL (1) L72 (4) L73 (7) Legislação (11) Lignina (8) livestock (4) Low-Carbon (56) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (598) Madeira (22) Mamona (1) Manejo (1) Manejo e Conservação (114) MAPA (32) Máquinas e equipamentos (1) Mata Atlântica (5) Matéria Prima (2) Matéria-Prima (4) Matéria-PrimaResíduos (1) matérias-primas (3) MCTI (1) Meio Ambiente (311) Melhoramento e Diversidade Genética (72) Mercado (4127) Mercado de Combustíveis (67) Mercado Financeiro (13) Mercado florestal (75) Mercado Internacional (45) Metas (5) Micotoxinas (1) Milho (17) Minas Gerias (1) MMA (1) MME (50) Mudanças Climáticas (40) mudas (3) Mundo (174) Nações Unidas (4) Negócios (13) nergia limpa (1) net-zero (43) Nutrição animal (18) nutrition (9) Oil (51) Oleaginosas (102) Oleochemicals (11) Óleos (253) Óleos Essenciais (8) Óleos Vegetais (24) OMC (2) ONGs (1) ONU (15) Oportunidade (5) Oportunidades (9) other (1) Palm (2) Palma (32) palmeiras (4) Paris Agreement (94) Pecuária (90) Pegada de Carbono (105) Personal Care (3) Pesquisa (80) Pessoas (2) Petrobras (9) Petróleo (34) PIB (5) pirólise (3) Plano Safra (1) Plant Based (28) Plant-Based (2) Política (82) Política Ambiental (2) Políticas (1) políticas públicas (1) Preços (71) Preservação Ambiental (52) Produção Agrícola (3) Produção Animal (8) Produção Integrada (1) Produção Sustentável (64) Produção vegetal (10) Produtividade (53) Produtos (150) Proteção Ambiental (16) proteína vegetal (28) Qualidade (1) Qualidade do Ar (3) químicos verdes (1) reciclagem (1) Recuperação Ambiental (7) Recuperação de área Degradada (48) Recuperação Econômica (3) Reflorestamento (33) regulamentação (2) Relatório (17) renewable energy (19) RenovaBio (75) Report (2) Research and Development (11) Resíduos (18) Sabão (1) SAF (6) Safra (3) Saúde e Bem-Estar (133) science and technology (48) Sebo (5) Segurança Alimentar (160) Segurança Energética (15) Selo Social (13) sementes (2) silvicultura (2) Sistema Agroflorestal (41) Sistemas Integrados (24) Sociobiodiersidade (7) Soil (9) Soja (80) Solos (54) Sustainability (59) Sustainable Energy (69) Sustentabilidade (661) Tecnologia (55) Tempo (1) Títulos verdes (3) Transportes (5) Turismo Sustentável (7) Unica (1) Vídeo (270) World (5) World Economy (79) Zero-Carbon (2)

Total de visualizações de página