Buscar

Agro brasileiro tem reconhecimento por sustentabilidade

terça-feira, maio 11, 2021



A agropecuária brasileira foi reconhecida pela produção sustentável internacionalmente. Um relatório publicado em abril pela Convenção-Quadro das Nações Unidas destaca as práticas adotadas que contribuem para isso. O UNFCCC é o tratado internacional resultante da Conferência das Nações Unidas para o Meio Ambiente e o Desenvolvimento.

Entre essas práticas são citados o sistema integração lavoura pecuária floresta (ILPF), como responsável por contribuir com a segurança alimentar e o desenvolvimento socioeconômico; a agricultura de precisão e a tecnologia baseada em ciência, que elevaram a produtividade e reduziram em 50% o preço dos alimentos, contribuindo com a segurança alimentar, o desenvolvimento sustentável e a renda dos agricultores.

O Secretariado da UNFCCC destacou ainda que a produtividade brasileira aumentou 386% e a área agrícola apenas 83%, o que significa a preservação de 120 milhões de hectares de floresta. “A chave para isso foi o investimento do Brasil em políticas públicas relevantes e tecnologia de base científica”, diz o texto, ressaltando a promoção da agricultura, baseada na intensificação sustentável; a inovação tecnológica; a adaptação às mudanças climáticas; e a conservação dos recursos naturais.

Ainda de acordo com o relatório, “o Brasil pretende continuar esses esforços e usar oportunidades de cooperação intercâmbio de conhecimento e apoio multilateral como estratégias-chave para alcançar o desenvolvimento sustentável e a segurança alimentar”.

O Plano ABC (Agricultura de Baixa Emissão de Carbono) é um grande expoente da adoção de tecnologias para a produção com o compromisso de redução de gases de efeito estufa. Executado de 2010 a 2020, o Plano ABC registrou resultados bem-sucedidos, tornando-se referência mundial de política pública para o setor. Para a próxima década, o ABC+ reestrutura os conceitos e estratégias, mantendo o compromisso com a sustentabilidade na produção de alimentos, fibras e energia, promovendo resiliência e aumentando a produtividade e renda dos sistemas agropecuários de produção, permitindo ainda redução de emissões de gases de efeito estufa.


ILPF

A Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) é outro fator para a produção sustentável, na medida em que promove a recuperação de áreas de pastagens degradadas agregando, na mesma propriedade, diferentes sistemas produtivos, como os de grãos, fibras, carne, leite e agroenergia. Busca melhorar a fertilidade do solo com a aplicação de técnicas e sistemas de plantio adequados para a otimização e a intensificação de seu uso.

A integração também reduz o uso de agroquímicos, a abertura de novas áreas para fins agropecuários e o passivo ambiental. Possibilita, ao mesmo tempo, o aumento da biodiversidade e do controle dos processos erosivos com a manutenção da cobertura do solo.  Aliada a práticas conservacionistas, como o plantio direto, se constitui em uma alternativa econômica e sustentável para elevar a produtividade de áreas degradadas.

Dessa forma, permite a diversificação das atividades econômicas na propriedade e minimiza os riscos de frustração de renda por eventos climáticos ou por condições de mercado.


Articulação 

O desenvolvimento da atividade agrícola brasileira, consolidada a partir de inovações tecnológicas e científicas se dá em articulação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que também comentou a citação do Brasil pela UNFCCC.

“Trata-se de uma citação importante para o Brasil, porque representa o reconhecimento do valor da pesquisa agropecuária em benefício do desenvolvimento nacional, que dá visibilidade à ciência agrícola brasileira como referência mundial”, diz o pesquisador da Embrapa Gustavo Mozzer, que integra a equipe do Núcleo de Políticas Globais (Polg), da Gerência de Relações Estratégicas Internacionais (Grei), da Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas (Sire), responsável pela coordenação do trabalho, com o apoio do Portfólio de Mudança do Clima.

Mozzer lembra que no ano passado foram encaminhadas duas importantes submissões ao processo de negociação na UNFCCC. Uma delas sobre temas relacionados à pecuária e aspectos socioeconômicos dos sistemas de produção agrícola e a segunda com foco no diálogo sobre terra e oceanos e do reforço de ações voltadas à mitigação e adaptação às mudanças do clima que ocorreu durante a COP virtual no final de 2020. “Além disso, no contexto da Conferência das Partes (COP) virtual, foi realizado um workshop, organizado no contexto das negociações relacionadas à agricultura (trabalho conjunto de Koronivia), com a participação da equipe brasileira na organização de uma apresentação oral registrada no resumo elaborado pelo secretariado”, explicou.

Fonte: Portal Agrolink


 

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (26) Abiove (8) acordo (1) Acordo Internacional (31) Acrocomia aculeata (72) Agricultura (260) Agricultura 4.0 (5) agriculture (1) Agroenergia (126) Agroindústria (25) Agronegócio (225) Agropecuária (51) Água (21) Àgua (1) Alimentação Saudável (12) Alimentos (361) Amazônia (70) Ambiente (1) animal nutition (1) ANP (83) Arte (1) Artigo (46) Aspectos Gerais (177) Aviação (32) Aviation fuel (7) Aviation market (21) B12 (3) B13 (2) Bebidas (2) Bioativo (3) Biochemistry (5) Biocombustíveis (430) Biodefensivos (4) Biodiesel (322) Biodiesel Empresas (1) Biodiversidade (11) Bioeconomia (114) Bioeconomia Agronegócio (1) Bioeletricidade (25) Bioenergia (205) Biofertilizantes (10) Biofuels (103) Bioinsumos (12) Biomas (1) Biomass (7) Biomassa (88) Biomateriais (6) bioplásticos (1) Biopolímeros (15) Bioproducts (3) Bioprodutos (23) Bioquerosene (44) Biorrefinaria (2) Biotechnology (35) Biotecnologia (83) BNDES (2) Bolsa de Valores (27) Brasil (59) Brazil (29) Cadeia Produtiva (15) Capacitação (29) CAR (4) Carbonatação (1) Carbono (2) Carbono Neutro (7) Carbono Zero (19) Carvão Ativado (10) carvão vegetal (3) CBios (68) CCEE (1) cellulose (1) Celulose (15) Cerrado (21) Chuvas (5) Cidades (1) Ciência e Tecnologia (388) Clima e ambiente (278) Clima e ambiente Preços (1) climate changed (60) CNA (1) Cogeração de energia (30) Combustíveis (99) Combustíveis Fósseis (40) Combustíveis verde (1) Comércio (45) Consciência Ecológica (24) COP24 (76) COP25 (20) COP26 (6) Copolímeros (2) Cosméticos (40) Crédito de Carbono (42) Crédito Rural (17) Créditos de Descarbonização (25) Culinária (1) Cultivo (122) Culturas Perenes. Agricultura (1) Curso (10) Dados (1) Davos (4) Dendê (4) Desafios (3) Descarbonização (1) Desenvolvimento Sustentável (178) Desmatamento (6) Diesel (19) Diesel Verde (22) eco-friendly (5) Economia (90) Economia Circular (12) Economia Internacional (113) Economia Sustentável (4) Economia Verde (173) Economy (32) Ecosystem (6) Educação (1) Efeito estufa (18) Eficiência energética (54) Embrapa (2) Emissões de Carbono (55) Empreendedorismo (8) Empresas (151) Energia (98) energia limpa (13) Energia Renovável (252) Energia Solar Fotovoltaica (22) ESG (20) Estudo (2) Etanol (80) Europa (1) event (11) Eventos (152) Exportações (91) Extrativismo (61) FAO (6) Farelos (45) farm (1) Fertilidade (2) Fibras (9) Finanças (5) Financiamento (1) Floresta (25) Floresta plantada (114) Fomento (40) Food (42) food security (8) forest (1) Fruticultura (8) Fuels (27) Gamificação (1) Gás (3) Gás natural (1) Gasolina (3) Gastronomia (1) GEE (3) Glicerina (2) Global warming (114) Green Economy (127) health (23) Hidrogênio Verde (3) História (1) IBP (1) ILPF (5) Incentivos (4) India (1) indústria (1) Industry (1) Industry 4.0 (2) Ìnovaç (1) Inovação (182) Instituição (1) Insumos (3) Investimento (7) IPCC (14) IPFL (1) L72 (4) L73 (7) Legislação (10) Lignina (7) livestock (4) Low-Carbon (53) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (588) Madeira (20) Mamona (1) Manejo e Conservação (109) MAPA (32) Máquinas e equipamentos (1) Mata Atlântica (5) Matéria Prima (2) Matéria-Prima (3) Matéria-PrimaResíduos (1) matérias-primas (3) MCTI (1) Meio Ambiente (288) Melhoramento e Diversidade Genética (71) Mercado (4106) Mercado de Combustíveis (67) Mercado Financeiro (12) Mercado florestal (72) Mercado Internacional (44) Metas (4) Micotoxinas (1) Milho (17) Minas Gerias (1) MMA (1) MME (48) Mudanças Climáticas (36) mudas (2) Mundo (152) Nações Unidas (4) Negócios (9) nergia limpa (1) net-zero (36) Nutrição animal (18) nutrition (9) Oil (51) Oleaginosas (99) Oleochemicals (10) Óleos (252) Óleos Essenciais (8) Óleos Vegetais (23) OMC (2) ONGs (1) ONU (15) Oportunidade (5) Oportunidades (7) other (1) Palm (2) Palma (30) palmeiras (3) Paris Agreement (93) Pecuária (88) Pegada de Carbono (103) Personal Care (3) Pesquisa (77) Pessoas (2) Petrobras (9) Petróleo (33) PIB (5) pirólise (3) Plano Safra (1) Plant Based (28) Política (81) Política Ambiental (2) políticas públicas (1) Preços (64) Preservação Ambiental (46) Produção Agrícola (1) Produção Animal (8) Produção Integrada (1) Produção Sustentável (61) Produção vegetal (10) Produtividade (52) Produtos (150) Proteção Ambiental (11) proteína vegetal (28) Qualidade do Ar (2) químicos verdes (1) Recuperação Ambiental (6) Recuperação de área Degradada (47) Recuperação Econômica (3) Reflorestamento (27) regulamentação (2) Relatório (15) renewable energy (19) RenovaBio (73) Report (2) Research and Development (11) Resíduos (16) Sabão (1) SAF (6) Safra (2) Saúde e Bem-Estar (128) science and technology (48) Sebo (5) Segurança Alimentar (150) Segurança Energética (14) Selo Social (12) sementes (2) silvicultura (2) Sistema Agroflorestal (40) Sistemas Integrados (24) Sociobiodiersidade (5) Soil (9) Soja (76) Solos (52) Sustainability (59) Sustainable Energy (69) Sustentabilidade (643) Tecnologia (51) Tempo (1) Títulos verdes (2) Transportes (5) Turismo Sustentável (6) Unica (1) Vídeo (260) World (5) World Economy (79) Zero-Carbon (2)

Total de visualizações de página