Buscar

Irrigação melhora pastagens em sistemas integrados

quarta-feira, fevereiro 03, 2021




A água é fundamental na agricultura e quando ela falta uma solução é a irrigação. O Brasil está entre os 10 maiores irrigantes do mundo. Entre 1960 e 2015 a área irrigada cresceu, passando de 462 mil hectares para 6,95 milhões de hectares (Mha) irrigados. Segundo a Agência Nacional de Águas (ANA) essa mesma área pode expandir mais 45% até 2030, atingindo 10 Mha, com uma média de crescimento estimado a pouco mais de 200 mil hectares irrigados ao ano.

É a água que faz aumentar a produtividade; reduzir perdas na produção; minimizar os riscos climáticos e meteorológicos (seca e estiagem) e auxilia na aplicação de insumos. Quando bem planejada e executada, a irrigação, pode duplicar ou triplicar a produção agrícola se comparada a agricultura de sequeiro, que depende da chuva.

Na pecuária a irrigação entra associada ao manejo e adubação para garantir uma pastagem verde o ano inteiro. A Engenheira Agrônoma e Assistente técnica de sementes da Sementes Oeste Paulista (SOESP), Thais Cavaleti, explica que, nas regiões com temperaturas mais baixas no período do inverno, muito comum no sul e sudeste, a maior limitação é a temperatura. Neste caso o uso da irrigação conserva o pasto verde e mantém a qualidade do material por mais tempo. Já nas regiões de altas temperaturas como o norte e nordeste do Brasil por exemplo, a maior limitação é a disponibilidade de água em determinados períodos do ano, nestes casos a irrigação pode não só melhorar a qualidade do pasto como aumentar sua produtividade.

“Com isso a propriedade terá uma alimentação melhor para os animais e, consequentemente, aumento no rendimento do rebanho e melhora nos índices econômicos da propriedade”, destaca.

Com isso o criador também amplia a  capacidade de suporte do pasto, possibilitando alcançar um trabalho com lotações acima de 10 unidades animais (UA) por hectare. “Isso significa maior retorno em produção de leite ou arroba/hectare”, completa a especialista.

Quando pensada a irrigação em sistemas integrados como o Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) os benefícios podem ser diversos. Entre eles Thais destaca a garantia de produtividade o ano todo mesmo em períodos de seca; um melhor planejamento de plantio, colheita e rotação da pastagem; melhora na absorção de nutrientes; diminui o risco de investimentos em culturas mais caras e potencializa a preservação do solo na ILPF, principalmente no que diz respeito à erosão e compactação.

Ela aponta que para a ILPF, um sistema que tem chamado a atenção dos produtores é a fertirrigação. Ele aproveita os dejetos de animais para promover a adubação junto a irrigação do solo e das plantas. “Para pequenos e médios produtores, o sistema de fertirrigação por carretel tem se mostrado muito eficiente e com baixo risco de investimento. É um modelo que possibilita a área livre para mobilidade de equipamentos e mão-de-obra, livre de tubulações. Também é um sistema móvel e automático, que otimiza o tempo do trabalhador para outras funções na ILPF. No caso de grandes produtores com extensas áreas de pastagem, a utilização de pivôs se mostra muito eficiente”, comenta.

Já para os produtores que realizam apenas a integração-Lavoura-Pecuária (ILP), o mais recomendável é ver entre os sistemas existentes de irrigação (seja por superfície, aspersão, localizada ou sub-irrigação) qual delas irá se encaixar em cada situação e para isso é importante conhecer bem o ambiente que essa pastagem está inserida. Ela reforça que uma dica importante é procurar um técnico especializado para visualizar a área e elaborar um projeto junto com uma análise dos custos para implantação de determinado sistema.

“Este profissional realizará um levantamento preliminar da área e fará uma análise climatológica da região. Também é importante que verifique o histórico de duração e de períodos de estiagem e ainda faça o zoneamento agrícola. A estacionalidade de produção de forragem é um ponto-chave para o planejamento de propriedades que se dedicam à atividade pecuária. A partir dela é possível determinar, dentre outros, a área necessária para a produção de alimentos para período de "inverno", diz Thais.

O sistema de irrigação é uma técnica exige um alto investimento e por isso sempre é importante lembrar que o uso de irrigação só trará retorno aos investimentos quando adequadamente conduzido."A irrigação é um dos últimos passos e só deve ser adotada quando os pastos tenham sido recuperados e que o manejo das forrageiras e da fertilidade esteja ajustado. Ter uma agricultura de precisão, cuidar da área, manejo de solo, controle de doenças e pragas, aplicação de fertilizantes, controle da população das plantas e irrigação sustentável são fundamentais para garantir altos números e bom rendimento", finaliza a agrônoma.


Fonte: Portal Agrolink

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (26) Abiove (8) acordo (1) Acordo Internacional (31) Acrocomia aculeata (71) Agricultura (259) Agricultura 4.0 (5) agriculture (1) Agroenergia (126) Agroindústria (25) Agronegócio (224) Agropecuária (51) Água (21) Àgua (1) Alimentação Saudável (12) Alimentos (361) Amazônia (69) Ambiente (1) animal nutition (1) ANP (83) Arte (1) Artigo (46) Aspectos Gerais (177) Aviação (32) Aviation fuel (7) Aviation market (21) B12 (3) B13 (2) Bebidas (2) Bioativo (3) Biochemistry (5) Biocombustíveis (429) Biodefensivos (3) Biodiesel (321) Biodiesel Empresas (1) Biodiversidade (11) Bioeconomia (114) Bioeconomia Agronegócio (1) Bioeletricidade (25) Bioenergia (203) Biofertilizantes (10) Biofuels (103) Bioinsumos (12) Biomas (1) Biomass (7) Biomassa (88) Biomateriais (6) bioplásticos (1) Biopolímeros (15) Bioproducts (3) Bioprodutos (23) Bioquerosene (44) Biorrefinaria (2) Biotechnology (35) Biotecnologia (83) BNDES (2) Bolsa de Valores (27) Brasil (57) Brazil (29) Cadeia Produtiva (15) Capacitação (29) CAR (4) Carbonatação (1) Carbono (2) Carbono Neutro (7) Carbono Zero (19) Carvão Ativado (10) carvão vegetal (3) CBios (68) CCEE (1) cellulose (1) Celulose (15) Cerrado (21) Chuvas (5) Cidades (1) Ciência e Tecnologia (386) Clima e ambiente (278) Clima e ambiente Preços (1) climate changed (60) CNA (1) Cogeração de energia (30) Combustíveis (99) Combustíveis Fósseis (40) Combustíveis verde (1) Comércio (45) Consciência Ecológica (24) COP24 (76) COP25 (20) COP26 (6) Copolímeros (2) Cosméticos (40) Crédito de Carbono (42) Crédito Rural (17) Créditos de Descarbonização (25) Culinária (1) Cultivo (122) Culturas Perenes. Agricultura (1) Curso (10) Dados (1) Davos (4) Dendê (4) Desafios (3) Descarbonização (1) Desenvolvimento Sustentável (177) Desmatamento (6) Diesel (19) Diesel Verde (22) eco-friendly (5) Economia (90) Economia Circular (12) Economia Internacional (113) Economia Sustentável (4) Economia Verde (173) Economy (32) Ecosystem (6) Educação (1) Efeito estufa (18) Eficiência energética (54) Embrapa (2) Emissões de Carbono (55) Empreendedorismo (8) Empresas (149) Energia (98) energia limpa (13) Energia Renovável (252) Energia Solar Fotovoltaica (22) ESG (20) Estudo (2) Etanol (80) Europa (1) event (11) Eventos (152) Exportações (91) Extrativismo (61) FAO (6) Farelos (45) farm (1) Fertilidade (2) Fibras (9) Finanças (5) Financiamento (1) Floresta (25) Floresta plantada (114) Fomento (40) Food (42) food security (8) forest (1) Fruticultura (8) Fuels (27) Gamificação (1) Gás (3) Gás natural (1) Gasolina (3) Gastronomia (1) GEE (3) Glicerina (2) Global warming (114) Green Economy (127) health (23) Hidrogênio Verde (3) História (1) IBP (1) ILPF (5) Incentivos (4) India (1) indústria (1) Industry (1) Industry 4.0 (2) Ìnovaç (1) Inovação (178) Instituição (1) Insumos (3) Investimento (7) IPCC (14) IPFL (1) L72 (4) L73 (7) Legislação (10) Lignina (7) livestock (4) Low-Carbon (53) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (587) Madeira (19) Mamona (1) Manejo e Conservação (109) MAPA (32) Máquinas e equipamentos (1) Mata Atlântica (5) Matéria Prima (2) Matéria-Prima (3) Matéria-PrimaResíduos (1) matérias-primas (3) MCTI (1) Meio Ambiente (288) Melhoramento e Diversidade Genética (71) Mercado (4105) Mercado de Combustíveis (67) Mercado Financeiro (12) Mercado florestal (72) Mercado Internacional (44) Metas (4) Micotoxinas (1) Milho (17) Minas Gerias (1) MMA (1) MME (48) Mudanças Climáticas (36) mudas (2) Mundo (151) Nações Unidas (4) Negócios (9) nergia limpa (1) net-zero (36) Nutrição animal (18) nutrition (9) Oil (51) Oleaginosas (99) Oleochemicals (10) Óleos (252) Óleos Essenciais (8) Óleos Vegetais (21) OMC (2) ONGs (1) ONU (15) Oportunidade (5) Oportunidades (7) other (1) Palm (2) Palma (29) palmeiras (3) Paris Agreement (93) Pecuária (88) Pegada de Carbono (103) Personal Care (3) Pesquisa (77) Pessoas (2) Petrobras (9) Petróleo (33) PIB (5) pirólise (3) Plano Safra (1) Plant Based (28) Política (81) Política Ambiental (2) políticas públicas (1) Preços (63) Preservação Ambiental (46) Produção Agrícola (1) Produção Animal (8) Produção Integrada (1) Produção Sustentável (61) Produção vegetal (10) Produtividade (52) Produtos (150) Proteção Ambiental (11) proteína vegetal (28) Qualidade do Ar (2) químicos verdes (1) Recuperação Ambiental (6) Recuperação de área Degradada (47) Recuperação Econômica (3) Reflorestamento (27) regulamentação (2) Relatório (15) renewable energy (19) RenovaBio (73) Report (2) Research and Development (11) Resíduos (16) Sabão (1) SAF (6) Safra (2) Saúde e Bem-Estar (128) science and technology (48) Sebo (5) Segurança Alimentar (150) Segurança Energética (14) Selo Social (11) sementes (2) silvicultura (2) Sistema Agroflorestal (40) Sistemas Integrados (24) Sociobiodiersidade (5) Soil (9) Soja (76) Solos (52) Sustainability (59) Sustainable Energy (69) Sustentabilidade (641) Tecnologia (51) Tempo (1) Títulos verdes (2) Transportes (5) Turismo Sustentável (6) Unica (1) Vídeo (260) World (5) World Economy (79) Zero-Carbon (2)

Total de visualizações de página