Buscar

Estudo desenvolvido pela Tetra Pak revela o dilema entre a segurança alimentar e o ambiente provocado pela pandemia

segunda-feira, novembro 23, 2020



A Tetra Pak divulgou as conclusões de um estudo global desenvolvido em parceria com a Ipsos, revelando que a segurança alimentar é um dos principais problemas que a sociedade enfrenta. Ao mesmo tempo, a preocupação com o meio ambiente mantém-se extremamente alta, o que indica a existência de um dilema na mente dos consumidores, que tentam equilibrar as prioridades fundamentais da existência humana através da segurança alimentar e da sustentabilidade do planeta.

De acordo com a 13.ª edição do Tetra Pak Index, a preocupação com a segurança alimentar e o futuro do fornecimento alimentar aumentou 10%, situando-se agora nos 40%, em comparação com os 30% registados em 2019.

Além disso, mais de 50% dos consumidores não só acreditam que a responsabilidade de melhorar a segurança alimentar cabe aos fabricantes, como também consideram que a segurança alimentar é o principal problema que as empresas têm de resolver de forma mais urgente, agora e no futuro.

De acordo com a investigação deste ano, a saúde está interligada com questões de segurança e higiene alimentar: dois terços dos consumidores afirmam que ser saudável é estar seguro e 60% dos consumidores manifesta a sua preocupação com a higiene e a segurança dos alimentos que adquire.

Embalagens

Quando questionados sobre que característica valorizam numa embalagem, os consumidores indicam que garantir a segurança alimentar é essencial. Os consumidores expressam também preocupações sobre as inovações ambientais nas embalagens e o impacto que estas têm na segurança alimentar, apesar da maioria dos inquiridos indicar que o uso de embalagens sustentáveis é um dos pontos fundamentais em que as marcas de bebida e comida se têm que focar.

64% dos inquiridos identificaram a Covid-19 como o tema que maior preocupação lhes causa, empurrando o meio ambiente para uma posição inferior na lista das preocupações globais: de 63%, em 2019, para 49%, atualmente, enquanto as preocupações relacionadas com a economia aumentam, passando de 40% para 47%.

A pandemia de Covid-19 interrompeu o status quo existente, acelerou tendências e deu origem a um novo cenário no que diz respeito às necessidades do consumidor e às oportunidades de desenvolvimento para as empresas. Em particular, a indústria precisa de enfrentar este crescente dilema do equilíbrio entre a segurança alimentar e o ambiente, tendo como objetivo a satisfação da necessidade humana da alimentação, como também a proteção do ecossistema do nosso planeta. É aqui que as embalagens alimentares podem desempenhar um papel importante e trazer harmonia. Em colaboração com os nossos clientes e ‘stakeholders’, já estamos a trabalhar no desenvolvimento da embalagem mais sustentável do mercado, uma embalagem de cartão composta apenas por matérias-primas recicladas ou provenientes de fontes renováveis, totalmente reciclável e neutra em carbono, permitindo um equilíbrio ambiental e cumprindo com os requisitos de segurança alimentar. Para nós, este é um passo essencial para a construção de um futuro sustentável para a próxima geração, sobretudo depois da Covid- 19”, afirma Adolfo Orive, presidente e CEO da Tetra Pak.

Desperdício alimentar

O Tetra Pak Index 2020 destaca também o aumento da importância dada ao desperdício alimentar: é indicado como uma preocupação por mais de três quartos dos inquiridos.

O impacto da Covid-19 nas cadeias de distribuição acelerou a consciencialização sobre o desperdício alimentar, tornando-se uma questão urgente. É provável que este sentimento vá aumentando, à medida que o mundo se esforça para alimentar a população que está em constante crescimento. Os consumidores afirmam que a redução do desperdício alimentar é a principal problemática ambiental em que eles próprios têm influência e para os fabricantes é uma das três principais prioridades. Os rótulos confusos são identificados como uma barreira, o que representa uma oportunidade para as marcas melhorarem a sua comunicação.

No Tetra Pak Index deste ano, destacam-se as preocupações de consumo e sociais que vemos cada vez mais refletidas nas investigações académicas. Com o aumento da população mundial a implicar um aumento do consumo alimentar em mais de 70% até 2050, e numa altura em que as questões relacionadas com a biodiversidade, as alterações climáticas e a segurança alimentar são cada vez mais importantes, a necessidade de mudança é urgente. Iniciativas arrojadas como a que está a ser tomada pela Tetra Pak para repensar o futuro das embalagens é aquilo que é necessário neste momento”, comenta Dan Esty, professor Hillhouse na Universidade de Yale.


Fonte: Grande Consumo

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (26) Abiove (8) acordo (1) Acordo Internacional (31) Acrocomia aculeata (64) Agricultura (225) Agricultura 4.0 (3) agriculture (1) Agroenergia (123) Agroindústria (25) Agronegócio (203) Agropecuária (50) Água (18) Àgua (1) Alimentação Saudável (9) Alimentos (347) Amazônia (60) Ambiente (1) animal nutition (1) ANP (75) Arte (1) Artigo (44) Aspectos Gerais (177) Aviação (32) Aviation fuel (4) Aviation market (20) B12 (3) B13 (2) Bebidas (1) Bioativo (1) Biochemistry (5) Biocombustíveis (413) Biodefensivos (1) Biodiesel (309) Biodiesel Empresas (1) Biodiversidade (9) Bioeconomia (99) Bioeconomia Agronegócio (1) Bioeletricidade (25) Bioenergia (196) Biofertilizantes (9) Biofuels (103) Bioinsumos (9) Biomass (7) Biomassa (88) Biomateriais (6) bioplásticos (1) Biopolímeros (15) Bioproducts (2) Bioprodutos (21) Bioquerosene (42) Biorrefinaria (2) Biotechnology (35) Biotecnologia (79) BNDES (2) Bolsa de Valores (27) Brasil (39) Brazil (29) Cadeia Produtiva (15) Capacitação (25) CAR (3) Carbonatação (1) Carbono Neutro (2) Carbono Zero (17) Carvão Ativado (8) carvão vegetal (2) CBios (67) CCEE (1) cellulose (1) Celulose (12) Cerrado (21) Chuvas (4) Cidades (1) Ciência e Tecnologia (363) Clima e ambiente (265) climate changed (52) CNA (1) Cogeração de energia (30) Combustíveis (95) Combustíveis Fósseis (38) Comércio (45) Consciência Ecológica (24) COP24 (76) COP25 (20) COP26 (4) Copolímeros (2) Cosméticos (39) Crédito de Carbono (41) Crédito Rural (13) Créditos de Descarbonização (24) Culinária (1) Cultivo (121) Culturas Perenes. Agricultura (1) Curso (5) Dados (1) Davos (4) Dendê (4) Desafios (3) Desenvolvimento Sustentável (166) Desmatamento (4) Diesel (17) Diesel Verde (21) eco-friendly (5) Economia (84) Economia Circular (10) Economia Internacional (112) Economia Sustentável (4) Economia Verde (172) Economy (32) Ecosystem (6) Educação (1) Efeito estufa (18) Eficiência energética (51) Emissões de Carbono (42) Empreendedorismo (7) Empresas (111) Energia (95) energia limpa (6) Energia Renovável (250) Energia Solar Fotovoltaica (21) ESG (11) Estudo (1) Etanol (79) Europa (1) event (11) Eventos (143) Exportações (87) Extrativismo (59) FAO (5) Farelos (45) farm (1) Fertilidade (2) Fibras (9) Finanças (5) Floresta (23) Floresta plantada (107) Fomento (32) Food (42) food security (8) forest (1) Fruticultura (6) Fuels (27) Gamificação (1) Gás (3) Gás natural (1) Gasolina (3) Gastronomia (1) GEE (3) Glicerina (2) Global warming (113) Green Economy (127) health (23) História (1) IBP (1) ILPF (1) Incentivos (4) India (1) indústria (1) Industry (1) Industry 4.0 (1) Ìnovaç (1) Inovação (148) Instituição (1) Insumos (2) Investimento (4) IPCC (14) IPFL (1) L72 (4) L73 (7) Legislação (9) Lignina (7) livestock (4) Low-Carbon (51) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (580) Madeira (16) Mamona (1) Manejo e Conservação (104) MAPA (27) Máquinas e equipamentos (1) Mata Atlântica (2) Matéria Prima (2) Matéria-Prima (1) matérias-primas (3) MCTI (1) Meio Ambiente (261) Melhoramento e Diversidade Genética (71) Mercado (4095) Mercado de Combustíveis (64) Mercado Financeiro (10) Mercado florestal (72) Mercado Internacional (43) Metas (4) Micotoxinas (1) Milho (16) Minas Gerias (1) MME (42) Mudanças Climáticas (33) mudas (2) Mundo (122) Nações Unidas (3) Negócios (5) net-zero (27) Nutrição animal (18) nutrition (9) Oil (51) Oleaginosas (96) Oleochemicals (10) Óleos (250) Óleos Essenciais (7) Óleos Vegetais (18) OMC (2) ONGs (1) ONU (14) Oportunidade (5) Oportunidades (6) other (1) Palm (1) Palma (27) palmeiras (1) Paris Agreement (93) Pecuária (88) Pegada de Carbono (97) Personal Care (3) Pesquisa (70) Pessoas (2) Petrobras (9) Petróleo (31) PIB (5) pirólise (3) Plant Based (27) Política (81) Política Ambiental (2) Preços (56) Preservação Ambiental (43) Produção Animal (7) Produção Integrada (1) Produção Sustentável (56) Produção vegetal (7) Produtividade (48) Produtos (150) Proteção Ambiental (11) proteína vegetal (28) Qualidade do Ar (2) Recuperação Ambiental (4) Recuperação de área Degradada (45) Recuperação Econômica (3) Reflorestamento (21) regulamentação (2) Relatório (13) renewable energy (19) RenovaBio (70) Report (2) Research and Development (11) Resíduos (11) Sabão (1) SAF (6) Safra (2) Saúde e Bem-Estar (119) science and technology (47) Sebo (5) Segurança Alimentar (133) Segurança Energética (13) Selo Social (11) sementes (2) silvicultura (2) Sistema Agroflorestal (36) Sistemas Integrados (19) Sociobiodiersidade (3) Soil (9) Soja (70) Solos (49) Sustainability (58) Sustainable Energy (69) Sustentabilidade (606) Tecnologia (45) Tempo (1) Títulos verdes (2) Transportes (5) Turismo Sustentável (6) Unica (1) Vídeo (251) World (5) World Economy (79) Zero-Carbon (2)

Total de visualizações de página