Buscar

Cafeicultoras participam de projeto para aprender a produzir cosméticos a partir do café

quinta-feira, novembro 07, 2019

Cafeicultoras de Poço Fundo (MG) participam de um projeto que ensina a produzir cosméticos naturais. A produção de sabonetes, por exemplo, pode ser fonte de renda ou ajudar a reduzir os gastos das cafeicultoras.

As atividades foram promovidas pelo Grupo Mulheres Organizadas em Busca de Igualdade, o Mobi, que já recebeu uma menção honrosa da ONU Mulheres.

"Como a gente aprende na prática, fica mais fácil depois para desenvolver em casa e depois pra aumentar para estar vendendo", disse a cafeicultora Fernanda de Souza Paiva.

Elas ainda vão aprender a fazer shampoo e desodorante com base em produtos naturais. A ideia é torná-las autônomas.



Cafeicultoras participam de projeto para aprender a produzir cosméticos a partir do café — Foto: Reprodução EPTV

"É muito mais do que produzir, é levar para a pessoa um autoconhecimento, um autocuidado, a independência", disse a professora Thais Paschoal Ferreira.

A produção natural combina com a preocupação que elas têm com o meio ambiente.

"A gente preocupa com a questão do lixo, consumir com consciência do que a gente está gerando de lixo para a natureza, então é um todo que não basta só produzir café, é muito além disso", disse a cafeicultora Maria Regina Mendes Nogueira.

O grupo de mulheres está ligado à Cooperativa dos Agricultores Familiares de Poço Fundo (MG). Esse grupo tem crescido a cana ano e hoje tem cerca de 20 integrantes. Elas começaram a ganhar maior visibilidade após receberem uma menção honrosa no Concurso Saberes e Sabores da ONU Mulheres para América Latina e Caribe.

Produção de sabonetes, por exemplo, pode ser fonte de renda ou ajudar a reduzir os gastos das cafeicultoras. — Foto: Reprodução EPTV

"Algumas mulheres conheceram, através desse trabalho a gente vem recebendo mais pessoas, vem chegando timidamente para conhecer o trabalho, foi bacana por isso também, a gente conseguiu atrair mais pessoas", explicou a coordenadora do projeto, Dayany de Assis dos Santos Ferreira.

O objetivo do grupo é incentivar a interação entre as mulheres e inseri-las no papel de protagonistas dentro e fora da lavoura.

"Quando a mulher está confiante, mais segura, ela consegue desenvolver melhor toda a família", completou a coordenadora do projeto.

Fonte: G1

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Acrocomia aculeata (20) Alimentos (227) animal nutition (1) Aspectos Gerais (177) Aviação (27) Aviation market (13) Biocombustíveis (177) Biodiesel (76) Bioeconomia (15) Bioeletricidade (2) Biofertilizantes (1) Biofuels (88) Biomass (7) Biomassa (54) Biopolímeros (3) Bioquerosene (18) Biotechnology (21) Biotecnologia (2) Brazil (20) Cerrado (3) Ciência e Tecnologia (182) Clima e ambiente (190) climate changed (28) Cogeração de energia (9) COP24 (76) COP25 (16) Cosméticos (20) Crédito de Carbono (30) Cultivo (96) eco-friendly (2) Economia Internacional (62) Economia Verde (159) Economy (25) Ecosystem (1) Efeito estufa (7) Energia (28) Energia Renovável (158) event (6) Eventos (79) Extrativismo (20) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (64) Food (41) food security (1) forest (1) Fuels (16) Global warming (79) Green Economy (123) health (22) Industry 4.0 (1) IPCC (14) livestock (4) Low-Carbon (40) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (515) Manejo e Conservação (44) Meio Ambiente (90) Melhoramento e Diversidade Genética (52) Mercado (3846) Mercado florestal (46) Nutrição animal (15) nutrition (9) Oil (44) Oleochemicals (1) Óleos (213) other (1) Paris Agreement (64) Pecuária (62) Pegada de Carbono (42) pirólise (1) Plant Based (7) Política (55) Produtos (149) proteína vegetal (25) Recuperação de área Degradada (25) renewable energy (10) Research and Development (7) SAF (1) Saúde e Bem-Estar (80) science and technology (26) Segurança Alimentar (37) Soil (7) Solos (8) Sustainability (39) Sustainable Energy (53) Sustentabilidade (305) Vídeo (193) World Economy (68)

Total de visualizações de página