Buscar

Uma grande oportunidade no mercado sustentável de US$ 3 trilhões de dólares

quarta-feira, outubro 30, 2019

Fonte: Green Business Post
Um novo estudo internacional da Unilever apontou que 33% dos consumidores estão comprando de marcas que eles acreditam estarem fazendo bem para a sociedade e para o meio ambiente.

Foram 20 mil pessoas de 5 países diferentes entrevistadas sobre como as preocupações sobre sustentabilidade impactam em suas escolhas nas lojas e em suas casas. Foi feito um mapeamento para decisões reais de compra, dando uma imagem mais precisa do que as pessoas realmente compram e o por quê. 

Descobriu-se que um a cada 5 pessoas (21%) escolheria uma marca de forma mais ativa caso a credencial sustentável dela estivesse evidente nas embalagens e no seu marketing. Isso representa uma oportunidade inexplorada de aproximadamente US$ 1 trilhão de dólares (€966 bilhões) de um total de aproximadamente US$ 3 trilhões de dólares (€2,5 trilhões) do mercado de produtos sustentáveis.

A escala dessa oportunidade também é confirmada pelo próprio desempenho financeiro da Unilever. De suas centenas de marcas, como Dove, Hellmann’s e Ben & Jerry, que integraram a sustentabilidade em seus objetivos e produtos, ela gerou quase metade do crescimento global da empresa em 2015. Coletivamente, eles também estão crescendo 30% mais rápido que o resto do negócio.

O estudo também sugere que a tendência de compra orientada por propósito é maior entre os consumidores nas economias emergentes do que nos mercados desenvolvidos. Enquanto 53% dos compradores no Reino Unido e 78% nos EUA dizem que se sentem melhor quando compram produtos que são produzidos de forma sustentável, esse número sobe para 88% na Índia e 85% no Brasil e na Turquia.

Keith Weed, Diretor de Marketing e Comunicações da Unilever, afirma: “Esta pesquisa confirma que a sustentabilidade não é algo simplesmente bom para as empresas terem. De fato, tornou-se um imperativo. Para ter sucesso globalmente, e especialmente nas economias emergentes da Ásia, África e América Latina, as marcas devem ir além das áreas de foco tradicionais, como desempenho de produtos e acessibilidade.

Em vez disso, eles devem agir rapidamente para provar suas credenciais sociais e ambientais e mostrar aos consumidores que podem confiar no futuro do planeta e das comunidades, bem como em seus próprios resultados.

O estudo identifica duas razões prováveis para o maior foco dos consumidores em compras sustentáveis em economias emergentes em comparação com os mercados desenvolvidos. A primeira é a exposição direta ao impacto negativo de práticas comerciais insustentáveis, como escassez de água e energia, pobreza alimentar e má qualidade do ar.

E o segundo é o poder das normas sociais. Assim, enquanto as pessoas brasileiras, indianas e turcas sentem a pressão de sua família, amigos e até mesmo de seus filhos para comprar produtos mais verdes e mais socialmente responsáveis, esse senso de escrutínio social é menos prevalente no Reino Unido e nos EUA.

Fonte: Green Business Post

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Acrocomia aculeata (21) Alimentos (234) animal nutition (1) Aspectos Gerais (177) Aviação (27) Aviation market (14) Biochemistry (2) Biocombustíveis (183) Biodiesel (84) Bioeconomia (18) Bioeletricidade (2) Bioenergia (1) Biofertilizantes (2) Biofuels (88) Biomass (7) Biomassa (61) Biopolímeros (4) Bioquerosene (19) Biotechnology (24) Biotecnologia (8) Brazil (25) Carvão Ativado (3) Cerrado (4) Ciência e Tecnologia (189) Clima e ambiente (192) climate changed (30) Cogeração de energia (9) COP24 (76) COP25 (18) Cosméticos (20) Crédito de Carbono (30) Cultivo (96) Davos (2) eco-friendly (3) Economia (3) Economia Internacional (67) Economia Verde (163) Economy (27) Ecosystem (1) Efeito estufa (9) Eficiência energética (1) Empreendedorismo (1) Energia (29) Energia Renovável (168) event (6) Eventos (80) Extrativismo (21) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (67) Food (41) food security (4) forest (1) Fuels (20) Global warming (82) Green Economy (123) health (22) Industry 4.0 (1) IPCC (14) livestock (4) Low-Carbon (40) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (525) Manejo e Conservação (46) Meio Ambiente (94) Melhoramento e Diversidade Genética (55) Mercado (3867) Mercado florestal (48) Nutrição animal (17) nutrition (9) Oil (49) Oleaginosas (2) Oleochemicals (2) Óleos (217) other (1) Palma (1) Paris Agreement (69) Pecuária (65) Pegada de Carbono (49) pirólise (2) Plant Based (8) Política (55) Produtos (149) proteína vegetal (26) Recuperação de área Degradada (31) renewable energy (12) Research and Development (8) SAF (1) Saúde e Bem-Estar (81) science and technology (35) Segurança Alimentar (46) Sistema Agroflorestal (1) Soil (8) Solos (11) Sustainability (43) Sustainable Energy (56) Sustentabilidade (337) Vídeo (196) World Economy (70)

Total de visualizações de página