Buscar

NBAA: Gulfstream realiza seus primeiros voos neutros em carbono

terça-feira, outubro 22, 2019


A Gulfstream Aerospace anunciou hoje que os Gulfstream G650ER, Gulfstream G600, Gulfstream G500, Gulfstream G550 e Gulfstream G280 fizeram os primeiros voos neutros em carbono da empresa, viajando de Savannah para a área de Las Vegas para a Convenção e Exposição da Associação Nacional de Aviação Executiva (NBAA-BACE).

Os cinco voos foram feitos usando uma combinação de combustível de aviação sustentável (SAF) e compensações de carbono.

“A Gulfstream já projeta aeronaves silenciosas, extremamente eficientes em termos de combustível, capazes de usar combustível de aviação sustentável, que oferecemos aos clientes e usamos regularmente em nossas operações corporativas; portanto, usar compensações de carbono foi o próximo passo natural para avançar e elevar nosso compromisso com a sustentabilidade” disse Mark Burns, presidente da Gulfstream. “Reduzir a pegada de carbono de nossa indústria é fundamental para garantir um futuro sustentável para a aviação”.


A frota da Gulfstream voou para o Henderson Executive Airport, perto de Las Vegas, com uma mistura 30/70 de SAF de baixo carbono e combustível Jet A tradicional à base de petróleo. As emissões associadas ao uso de 70% do combustível Jet-A foram mais do que compensadas pela compra da empresa, por uma taxa por hora de voo, de créditos verificados de redução de emissões por meio de um fornecedor de compensação terceirizado. As compensações representaram mais de 200% do carbono emitido durante a viagem.

Após o NBAA-BACE, programado para os dias 22 a 24 de outubro, a frota da Gulfstream voará de volta ao Aeroporto Internacional de Savannah / Hilton Head utilizando SAF e compensações de carbono.

“O fornecedor de compensações que estamos usando suporta projetos e tecnologias que reduzem os efeitos ambientais em todo o mundo”, disse Burns.


A estratégia de sustentabilidade da Gulfstream ajuda a apoiar as metas do setor de aviação executiva estabelecidas pela NBAA, pela General Aviation Manufacturers Association e pelo International Business Aviation Council. Além da meta de crescimento neutro em carbono até 2020, as metas de toda a indústria incluem uma melhoria na eficiência de combustível e uma redução nas emissões totais de dióxido de carbono.

Desde 2016, a Gulfstream usa o SAF em operações diárias para suas frotas corporativas, de demonstração, de suporte ao cliente e de teste de voo. A empresa realizou mais de 500 voos usando SAF, totalizando quase 1 milhão de milhas náuticas / 1,9 milhão de quilômetros e economizando aproximadamente 1.200 toneladas métricas de CO2. Além de usar o SAF em sua sede em Savannah, a Gulfstream vende o SAF a clientes em suas instalações em Long Beach, Califórnia, onde também é usado para todas as conclusões e voos de entrega.

Fonte: Cavok Asas da Informação

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (26) Abiove (8) acordo (1) Acordo Internacional (34) Acrocomia aculeata (77) Agricultura (289) Agricultura 4.0 (6) agriculture (1) Agroenergia (130) Agroindústria (26) Agronegócio (240) Agropecuária (54) Água (22) Àgua (1) Alimentação Saudável (17) Alimentos (365) Amazônia (75) Ambiente (1) animal nutition (1) ANP (89) Arte (1) Artigo (47) Aspectos Gerais (177) Aviação (35) Aviation fuel (8) Aviation market (24) B12 (3) B13 (2) Bebidas (2) Bioativo (3) Biochemistry (5) Biocombustíveis (447) Biodefensivos (4) Biodiesel (339) Biodiesel Empresas (1) Biodiversidade (13) Bioeconomia (124) Bioeconomia Agronegócio (1) Bioeletricidade (26) Bioenergia (210) Biofertilizantes (11) Biofuels (104) Bioinsumos (16) Biomas (3) Biomass (7) Biomassa (90) Biomateriais (6) bioplásticos (3) Biopolímeros (16) Bioproducts (3) Bioprodutos (26) Bioquerosene (48) Biorrefinaria (2) Biorrenováveis (1) Biotechnology (35) Biotecnologia (85) BNDES (2) Bolsa de Valores (30) Brasil (78) Brazil (29) Cadeia Produtiva (16) Capacitação (31) CAR (4) Carbonatação (1) Carbono (6) Carbono Neutro (9) Carbono Zero (19) Carvão Ativado (10) carvão vegetal (4) CBios (68) CCEE (1) cellulose (1) Celulose (15) Cerrado (23) Chuvas (6) Cidades (1) Ciência e Tecnologia (402) Clima e ambiente (285) Clima e ambiente Preços (2) climate changed (66) CNA (1) Cogeração de energia (30) Combustíveis (105) Combustíveis Fósseis (40) Combustíveis verde (1) Comércio (47) Consciência Ecológica (25) COP24 (76) COP25 (20) COP26 (8) Copolímeros (2) Cosméticos (40) Crédito de Carbono (44) Crédito Rural (20) Créditos de Descarbonização (25) Culinária (1) Cultivo (122) Culturas Perenes. Agricultura (1) Curso (13) Dados (1) Davos (4) Dendê (5) Desafios (3) Descarbonização (4) Desenvolvimento Sustentável (189) Desmatamento (6) Diesel (21) Diesel Verde (22) eco-friendly (5) Economia (94) Economia Circular (13) Economia Internacional (114) Economia Sustentável (4) Economia Verde (174) Economy (32) Ecosystem (6) Educação (1) Efeito estufa (19) Eficiência energética (55) Embrapa (6) Emissões de Carbono (62) Empreendedorismo (8) Empresas (170) Energia (104) energia limpa (17) Energia Renovável (256) Energia Solar Fotovoltaica (23) ESG (26) Estudo (2) Etanol (82) Europa (2) event (11) Eventos (174) Exportações (93) Extrativismo (63) FAO (6) Farelos (45) farm (1) Fertilidade (3) Fibras (9) Finanças (5) Financiamento (2) Floresta (28) Floresta plantada (118) Fomento (42) Food (42) food security (8) forest (1) Fruticultura (14) Fuels (27) Gamificação (1) Gás (3) Gás natural (1) Gasolina (3) Gastronomia (1) GEE (3) Glicerina (2) Global warming (115) Green Economy (127) health (23) Hidrogênio Verde (6) História (1) IBP (1) ILPF (5) Incentivos (4) India (1) indústria (1) Industry (1) Industry 4.0 (2) Ìnovaç (1) Inovação (200) Instituição (1) Insumos (5) Investimento (8) Investimentos (1) IPCC (15) IPFL (1) L72 (4) L73 (7) Legislação (12) Lignina (8) livestock (4) Low-Carbon (56) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (598) Madeira (22) Mamona (1) Manejo (1) Manejo e Conservação (114) MAPA (33) Máquinas e equipamentos (1) Mata Atlântica (5) Matéria Prima (2) Matéria-Prima (4) Matéria-PrimaResíduos (1) matérias-primas (3) MCTI (1) Meio Ambiente (311) Melhoramento e Diversidade Genética (73) Mercado (4127) Mercado de Combustíveis (67) Mercado Financeiro (13) Mercado florestal (75) Mercado Internacional (45) Metas (5) Micotoxinas (1) Milho (18) Minas Gerias (1) MMA (1) MME (50) Mudanças Climáticas (42) mudas (3) Mundo (174) Nações Unidas (4) Negócios (13) nergia limpa (1) net-zero (43) Nutrição animal (18) nutrition (10) Oil (51) Oleaginosas (102) Oleochemicals (11) Óleos (253) Óleos Essenciais (8) Óleos Vegetais (24) OMC (2) ONGs (1) ONU (15) Oportunidade (5) Oportunidades (9) other (1) Palm (2) Palma (32) palmeiras (4) Paris Agreement (94) Pecuária (91) Pegada de Carbono (105) Personal Care (3) Pesquisa (81) Pessoas (2) Petrobras (9) Petróleo (34) PIB (5) pirólise (3) Plano Safra (1) Plant Based (28) Plant-Based (2) Política (82) Política Ambiental (2) Políticas (1) políticas públicas (1) Preços (71) Preservação Ambiental (52) Produção Agrícola (3) Produção Animal (8) Produção Integrada (2) Produção Sustentável (65) Produção vegetal (10) Produtividade (54) Produtos (150) Proteção Ambiental (16) proteína vegetal (28) Qualidade (2) Qualidade do Ar (3) químicos verdes (1) reciclagem (1) Recuperação Ambiental (7) Recuperação de área Degradada (48) Recuperação Econômica (3) Reflorestamento (33) regulamentação (2) Relatório (17) renewable energy (19) RenovaBio (75) Report (2) Research and Development (11) Resíduos (18) Sabão (1) SAF (6) Safra (3) Saúde e Bem-Estar (133) science and technology (48) Sebo (5) Segurança Alimentar (160) Segurança Energética (15) Selo Social (13) sementes (2) silvicultura (2) Sistema Agroflorestal (41) Sistemas Integrados (24) Sociobiodiersidade (8) Soil (9) Soja (82) Solos (54) Sustainability (59) Sustainable Energy (69) Sustentabilidade (664) Tecnologia (58) Tempo (2) Títulos verdes (3) Transportes (5) Turismo Sustentável (7) Unica (1) Vídeo (270) World (5) World Economy (79) Zero-Carbon (2)

Total de visualizações de página