Buscar

Na onda dos hambúrgueres vegetais “sabor carne”, Nestlé lança queijo e bacon veganos

sexta-feira, outubro 11, 2019


nestle-lanca-queijo-e-bacon-veganos
Foto: Reprodução / Youtube Nestlé

Ainda não se sabe quais são as "proteínas vegetais, fibras e óleos" utilizados para produzir os ingredientes


Hambúrguer, queijo e bacon. A partir de agora, os veganos que quiserem consumir a combinação típica têm uma alternativa possível graças ao mais recente lançamento da Nestlé. A empresa suíça anunciou, nesta quarta-feira (9), a criação de duas versões 100% vegetais dos ingredientes que compõem um bacon cheeseburguer.

Com o queijo e bacon veganos, a companhia se torna a primeira do ramo a produzir os três elementos essenciais de um sanduíche “plant-based”, livre de ingredientes de origem animal. A Nestlé não divulgou a composição exata dos produtos, apenas que são feitos de proteínas vegetais, fibras e óleos, composição similar aos hambúrgueres vegetarianos com sabor de carne recém-lançados no mercado.

Segundo a empresa, tanto o queijo quanto o bacon têm a textura e o sabor semelhantes às suas versões originais, feitas a partir de do leite de vaca e da carne de porco. A solução completa será oferecida primeiro ao food service, a partir de 2020.

Em um vídeo publicado com o passo a passo do preparo do bacon cheeseburger vegano, o queijo aparenta ter bom derretimento: parece, de fato, uma fatia de chedar processado. O bacon vegetal tem aspecto mais escuro se comparado ao “verdadeiro”, mesmo com as listras de gordura típicas do ingrediente animal. 

nestle-lanca-queijo-e-bacon-veganos
Foto: Reprodução / Youtube Nestlé

Não é de hoje

Quem não consome carne sabe que é possível encontrar opções veganas de queijo e bacon. Enquanto o primeiro pode ser feito a partir de mandioca ou castanha de caju, por exemplo, o segundo já foi criado com glúten e outros ingredientes vegetais. As principais críticas em relação a estes produtos, porém, é em relação à fidelidade ao sabor.

Menos carne no futuro

A Nestlé é uma das empresas que têm apostado em versões vegetais de produtos de origem animal, seguindo os indícios de que o consumo excessivo de carne e outros derivados podem ser prejudiciais ao meio ambiente. Até 2050, a companhia pretende reduzir a zero suas emissões de gás carbônico, principal responsável pelo aumento do efeito estufa. Isso inclui a maior oferta de alimentos e bebidas “plant-based”.

Fonte: Gazeta do Povo

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Acrocomia aculeata (3) Alimentos (219) animal nutition (1) Aspectos Gerais (175) Aviação (25) Aviation market (13) Biocombustíveis (169) Biodiesel (72) Bioeconomia (15) Bioeletricidade (2) Biofertilizantes (1) Biofuels (83) Biomass (7) Biomassa (49) Biopolímeros (3) Bioquerosene (18) Biotechnology (21) Biotecnologia (2) Brazil (20) Cerrado (2) Ciência e Tecnologia (174) Clima e ambiente (183) climate changed (21) Cogeração de energia (9) COP24 (76) COP25 (14) Cosméticos (19) Crédito de Carbono (26) Cultivo (96) eco-friendly (2) Economia Internacional (60) Economia Verde (156) Economy (25) Ecosystem (1) Efeito estufa (5) Energia (28) Energia Renovável (150) event (6) Eventos (72) Extrativismo (20) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (62) Food (40) food security (1) forest (1) Fuels (16) Global warming (78) Green Economy (112) health (21) Industry 4.0 (1) IPCC (13) livestock (4) Low-Carbon (39) Lubrificantes e Óleos (18) Macaúba (497) Manejo e Conservação (39) Meio Ambiente (81) Melhoramento e Diversidade Genética (52) Mercado (3835) Mercado florestal (43) Nutrição animal (15) nutrition (9) Oil (42) Óleos (210) other (1) Paris Agreement (58) Pecuária (60) Pegada de Carbono (41) pirólise (1) Plant Based (6) Política (52) Produtos (140) proteína vegetal (21) Recuperação de área Degradada (23) renewable energy (10) Research and Development (7) SAF (1) Saúde e Bem-Estar (74) science and technology (25) Segurança Alimentar (34) Soil (7) Solos (8) Sustainability (36) Sustainable Energy (52) Sustentabilidade (290) Vídeo (193) World Economy (64)

Total de visualizações de página