Buscar

Destilação Atmosférica de Biodieseis Derivados do Óleo da Amêndoa da Macaúba (Acrocomia aculeata) e do Palmiste (Elaeis guineensis) para Obtenção da Fração de Ésteres Leves para Uso em Misturas com o Querosene de Aviação

segunda-feira, setembro 30, 2019



Autor: Harter, Luiz Vitor Leonardi

Resumo: O trabalho relata sobre a produção de ésteres metílicos via reação de transesterificação de triacilglicerídeos de óleos de amêndoa de macaúba e palmiste, com posterior destilação atmosférica e separação de seis frações do biodiesel produzido, correspondente a 60 % do seu volume inicial. A composição em ésteres do biodiesel produzido, suas frações e resíduos remanescentes da destilação foram determinados por cromatografia gasosa. Este procedimento analítico permitiu monitorar o conteúdo em ésteres para cada fração destilada. 

As frações mais ricas em C8:0, C10:0, C12:0, C14:0 devem ser usadas como combustível de aviação, em misturas com o bioquerosene Jet-A1. Os resíduos da destilação com massas moleculares superiores aos correspondentes ésteres C16:0, C18:0 e C18:1 são destinados a outros motores de combustão como qualquer biodiesel convencional. Para o biodiesel obtido a partir da amêndoa da macaúba, a destilação levou a um enriquecimento de 45,86 % para até 74,35 % no éster C12:0. Para o biodiesel de palmiste, o enriquecimento correspondente foi de 66,76 % para 82,96 %. Através dessa destilação simples, foi possível enriquecer efetivamente, em ésteres C8:0 a C14:0, o biocombustível bruto inicial, com uma eficiência de 30 % para a macaúba e 11,5 % para o biodiesel palmiste. 

No presente estudo, as misturas dos destilados leves foram preparadas com o querosene Jet A-1 e caracterizadas através dos parâmetros, massa específica, ponto de fulgor, faixa de destilação, teor de umidade, análise termogravimétrica (TGA), calorimetria exploratória diferencial (DSC) – ponto de congelamento e poder calorífico. Essas análises foram realizadas como parâmetros para se determinar a melhor relação entre o JET A-1 e o biodiesel leve (destilado), fundamentando-se nos valores indicados pela ANP para as características verificadas. 

As misturas equivalentes a 5 %, 10 % e 20 % em volume de destilado de ésteres de cadeia curta de amêndoa de macaúba ou de palmiste, com o Jet A-1 apresentaram resultados dentro dos limites recomendados pelas resoluções ANP 37 e ASTM D1655, com excessão do ponto de congelamento, ficando próximo para a mistura a 5 %.

Para ter acesso ao artigo completo, clique aqui.

Fonte: Repositório da UFU

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (10) Abiove (2) Acordo Internacional (8) Acrocomia aculeata (32) Agricultura (13) Agroenergia (21) Agroindústria (8) Agronegócio (34) Agropecuária (15) Alimentos (242) Amazônia (5) animal nutition (1) ANP (22) Arte (1) Artigo (6) Aspectos Gerais (177) Aviação (28) Aviation market (14) B12 (1) B13 (2) Bebidas (1) Biochemistry (5) Biocombustíveis (279) Biodiesel (175) Bioeconomia (26) Bioeletricidade (9) Bioenergia (61) Biofertilizantes (3) Biofuels (97) Biomass (7) Biomassa (68) Biomateriais (2) Biopolímeros (7) Bioproducts (1) Bioprodutos (4) Bioquerosene (25) Biotechnology (31) Biotecnologia (22) Bolsa de Valores (11) Brasil (6) Brazil (28) Cadeia Produtiva (3) Capacitação (1) Carvão Ativado (5) CBios (20) CCEE (1) Celulose (1) Cerrado (5) Ciência e Tecnologia (233) Clima e ambiente (199) climate changed (40) CNA (1) Cogeração de energia (20) Combustíveis (50) Combustíveis Fósseis (14) Comércio (2) Consciência Ecológica (9) COP24 (76) COP25 (20) COP26 (3) Copolímeros (2) Cosméticos (22) Crédito de Carbono (37) Crédito Rural (1) Créditos de Descarbonização (11) Cultivo (97) Curso (1) Davos (2) Desenvolvimento Sustentável (33) Diesel (7) Diesel Verde (3) eco-friendly (4) Economia (50) Economia Circular (1) Economia Internacional (105) Economia Verde (166) Economy (30) Ecosystem (5) Efeito estufa (12) Eficiência energética (29) Empreendedorismo (2) Empresas (4) Energia (52) Energia Renovável (202) Energia Solar Fotovoltaica (5) Etanol (33) Europa (1) event (9) Eventos (92) Exportações (39) Extrativismo (30) FAO (1) Farelos (33) farm (1) Fibras (8) Finanças (3) Floresta plantada (85) Fomento (1) Food (42) food security (7) forest (1) Fuels (22) Gás (1) Gasolina (1) Gastronomia (1) GEE (1) Glicerina (1) Global warming (87) Green Economy (123) health (22) IBP (1) Incentivos (1) Industry 4.0 (1) Inovação (35) IPCC (14) L72 (4) L73 (2) Legislação (5) Lignina (2) livestock (4) Low-Carbon (45) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (540) Madeira (4) Mamona (1) Manejo e Conservação (53) MAPA (3) Meio Ambiente (117) Melhoramento e Diversidade Genética (61) Mercado (3945) Mercado de Combustíveis (37) Mercado Financeiro (7) Mercado florestal (61) Mercado Internacional (23) Metas (1) Milho (4) MME (11) Mudanças Climáticas (4) Mundo (3) Nações Unidas (1) Nutrição animal (17) nutrition (9) Oil (49) Oleaginosas (45) Oleochemicals (6) Óleos (231) Óleos Essenciais (1) ONU (5) other (1) Palma (7) Paris Agreement (80) Pecuária (71) Pegada de Carbono (69) Personal Care (2) Pesquisa (11) Petrobras (3) Petróleo (18) PIB (1) pirólise (2) Plant Based (14) Política (70) Preços (8) Preservação Ambiental (5) Produção Animal (2) Produção Sustentável (20) Produtividade (6) Produtos (150) Proteção Ambiental (1) proteína vegetal (28) Recuperação de área Degradada (35) Recuperação Econômica (1) Relatório (1) renewable energy (16) RenovaBio (25) Research and Development (9) Resíduos (2) SAF (2) Saúde e Bem-Estar (88) science and technology (45) Sebo (1) Segurança Alimentar (71) Segurança Energética (6) Selo Social (1) Sistema Agroflorestal (10) Sistemas Integrados (2) Soil (8) Soja (23) Solos (11) Sustainability (45) Sustainable Energy (64) Sustentabilidade (412) Tecnologia (1) Transportes (3) Turismo Sustentável (2) Vídeo (215) World Economy (74)

Total de visualizações de página