Buscar

Tratamentos pós-colheita do fruto da palmeira macaúba (Acrocomia aculeata): período de armazenamento, a radiação gama e temperatura de secagem

quarta-feira, agosto 07, 2019

Autor: Tilahun, Wogayehu Worku

Resumo: Macaúba é uma palmeira oleaginosa com múltiplos usos distribuído na América tropical e sub tropical com elevada produtividade de biomassa e alto teor de óleo. É um óleo vegetal promissor para ser usado como óleo comestível e matéria-prima na indústria de biodiesel e biohidrocarbonetos. No entanto, a produção concentrada de frutos durante 4 meses do ano, a colheita aleatória e processamento rudimentar é um grande desafio para explorar o potencial desta planta. A ausência de tecnologia que mantenha a qualidade pós-colheita do óleo é um gargalo na cadeia produtiva da macaúba. Desenvolvimento do pacotes de tecnologia pós-colheita preenche algumas das lacunas no cenário atual. Elevado teor de água no fruto favorece degradação de qualidade do óleo do mesocarpo. 

Além disso, a colheita está sincronizada com a estação quente e chuvoso do ano que aumenta os processos de hidrólise e oxidação. Isso pode ser facilitado pela lipase endógena ou microrganismos que crescem em associação que aumentam a hidrólise de triacilgliceróis para ácidos graxos livres. Além disso, a presença de peroxidase favorecida o oxidação do óleo. Por isso, três experimentos independentes com foco de pós-colheita de frutos do macaúba foram realizados. O objetivo do primeiro experimento foi para avaliar os parâmetros relacionados à qualidade do óleo, onde os frutos maduros dos macaúba foram mantidos sob temperatura ambiente para 0, 3, 6, 9, 12, 15, 20, 25, 30, 45 e 60 dias. Reações de hidrólise e de oxidação foram determinada pela atividades bioquímica de fruto armazenado e propriedades físico-químicas do óleo bruto do mesocarpo. Atividades bioquímicas (atividade específica de lipase), as propriedades físico-químicas do mesocarpo (atividade da água, perda de úmidade do fruto fresco, índice de dano) e propriedades físico-químicas do óleo bruto do mesocarpo (índices de acidez e peróxido, absortividade molar a 232 nm e 270 nm, conteúdo de carotenóides totais e estabilidade oxidativa) foram estudaram. A perda de úmidade e apodrecimento de fruto resultou aumenta de acidez e perda de estabilidade de óleo em armazenamento embora lipase não pode estar relacionado ao aumento processo de acidificação. 

O óleo bruto do mesocarpo armazenado tinha estabilidade oxidativa de 31 dias, como por padrão biodiesel. No entanto, a qualidade do óleo foi mantido dentro dos xiv padrões exigidos até 20 dias à temperatura ambiente. O segundo experimento foi conduzido para estudar o efeito da irradiação gama sobre a qualidade do óleo do mesocarpo durante o armazenamento dos frutos. Os frutos maduros foram tratados com 3 doses de radiação gama (0, 4 e 8 kGy), armazenados em condições ambiente, e analisados após 0, 10, 20 e 30 dias. Atividade de água no mesocarpo e epicarpo, conteúdo de úmidade e teor do óleo do mesocarpo, atividade específica de lipase e peroxidase, as propriedades físico-químicas do óleo do mesocarpo foram estudado. A irradiação gama diminuiu o acumulo de teor de óleo em comparação com o controle. A dose 8 KGy resultou na oxidação do óleo. Em geral, a 4 KGy dose diminuiu as atividades enzimáticas e mantém a qualidade do óleo durante 30 dias do armazenamento. O terceiro experimento foi conduzido para estudar o efeito da temperatura de secagem sobre a atividade bioquímica do fruto e propriedades físico- químicas do óleo bruto do mesocarpo durante o armazenamento. 

Os frutos maduros foram secos em três temperaturas de secagem (controle, 60° C e 100° C), em quatro períodos de armazenamento (0, 10, 20 e 30) para 24 horas, mantidos sob condições ambiente. Secagem diminuiu atividades de água juntos com atividades enzimáticas. A lipase foi menos estável do que peroxidase em secagem. A maioria dos índices de qualidade de óleo, exceto acidez foram favorecidos por secagem ao longo de armazenamento. A secagem do fruto da macaúba a 100°C, após 30 dias de armazenamento, mantém a qualidade e aumenta o teor de óleo do mesocarpo. Em geral, colheita dos frutos direta da planta conservada a qualidade do óleo do mesocarpo de macaúba desejável para ser usado como uma matéria-prima tanto no biodiesel ou indústrias alimentares com vantagem comparativa, como óleo de palma. Frutos de macaúba armazenados em condição ambiente manteve a qualidade pós-colheita do óleo do mesocarpo durante 20 dias. Na verdade, esta faixa aumentou para 30 dias, para a dose 4 KGy e para frutos secos após 30 dias a 100°C com boa qualidade do óleo do mesocarpo em armazenamento. Apesar do custo de instalação, pacotes tecnológicos poderia ser ampliado tanto na subsistência ou em produção de larga escala.

Para ter acesso ao conteúdo completo, clique aqui.

Fonte: Locus UFV

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Acrocomia aculeata (20) Alimentos (227) animal nutition (1) Aspectos Gerais (177) Aviação (27) Aviation market (13) Biocombustíveis (177) Biodiesel (76) Bioeconomia (15) Bioeletricidade (2) Biofertilizantes (1) Biofuels (88) Biomass (7) Biomassa (54) Biopolímeros (3) Bioquerosene (18) Biotechnology (21) Biotecnologia (2) Brazil (20) Cerrado (3) Ciência e Tecnologia (182) Clima e ambiente (190) climate changed (28) Cogeração de energia (9) COP24 (76) COP25 (16) Cosméticos (20) Crédito de Carbono (30) Cultivo (96) eco-friendly (2) Economia Internacional (62) Economia Verde (159) Economy (25) Ecosystem (1) Efeito estufa (7) Energia (28) Energia Renovável (158) event (6) Eventos (79) Extrativismo (20) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (64) Food (41) food security (1) forest (1) Fuels (16) Global warming (79) Green Economy (123) health (22) Industry 4.0 (1) IPCC (14) livestock (4) Low-Carbon (40) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (515) Manejo e Conservação (44) Meio Ambiente (90) Melhoramento e Diversidade Genética (52) Mercado (3846) Mercado florestal (46) Nutrição animal (15) nutrition (9) Oil (44) Oleochemicals (1) Óleos (213) other (1) Paris Agreement (64) Pecuária (62) Pegada de Carbono (42) pirólise (1) Plant Based (7) Política (55) Produtos (149) proteína vegetal (25) Recuperação de área Degradada (25) renewable energy (10) Research and Development (7) SAF (1) Saúde e Bem-Estar (80) science and technology (26) Segurança Alimentar (37) Soil (7) Solos (8) Sustainability (39) Sustainable Energy (53) Sustentabilidade (305) Vídeo (193) World Economy (68)

Total de visualizações de página