Buscar

MT passa acompanhar desmatamento em "tempo real"

sexta-feira, agosto 16, 2019

Resultado de imagem para MT passa acompanhar desmatamento em "tempo real"

O governo de Mato Grosso anunciou, nessa quarta-feira (14) que contratou um sistema que vai detectar desmatamento em tempo real no estado. Segundo o governador Mauro Mendes (DEM), o sistema foi adquirido pelo valor de R$ 4 milhões no prazo de um ano. A plataforma é gerenciada pela empresa Geo-TI, que vai acompanhar áreas de desmatamento por meio de satélites.

O sistema de detecção de desmatamento é considerado extremamente moderno com imagens diárias de alta resolução que vêm de mais de 150 satélites em órbita. A empresa analisa as imagens chamadas de 'planet'. São nanossatélites de 30 centímetros que, em vez de mostrar imagens de forma programada, monitora em tempo real a área de interesse.
É um monitoramento e detecção de extração ilegal de madeira em floresta plantada.

A secretária de Meio Ambiente, Mauren Lazzaretti, já disse que a maior dificuldade do estado no combate é não ter como identificar em tempo real os crimes ambientais para tentar inibir o avanço do desmatamento.

Em Mato Grosso ocorrem pequenos desmates e não em larga escala, o que dificulta a ação imediata Com o sistema, essas imagens vão auxiliar muito a identificar e agir logo no início. Com o monitoramento em tempo real, o governo espera conseguir comunicar os órgãos de controle para irem em menor tempo até o local e, assim, autuar os infratores.

“Vamos lançar o mais moderno sistema de monitoramento e controle e, consequentemente, combate ao desmatamento ilegal. Em tempo real teremos condições de identificar, punir e evitar que desmatamentos ilegais acontecem no estado”, declarou o governador.

O Ministério Público Estadual (MPE) e a Secretaria de Segurança Pública (Sesp) também terão acesso às imagens e dados.

“É um sistema de monitoramento com imagem em tempo real, de 24 horas. É computadorizado e vai perceber todo e qualquer desmatamento, maior que um lote urbano, realizado de um dia para o outro. Poderá se detectado e dando tempo, inclusive, de evitar o maior desmatamento”, finalizou Mendes.

Fonte: Portal NX1

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Acrocomia aculeata (20) Alimentos (227) animal nutition (1) Aspectos Gerais (177) Aviação (27) Aviation market (13) Biocombustíveis (177) Biodiesel (76) Bioeconomia (15) Bioeletricidade (2) Biofertilizantes (1) Biofuels (88) Biomass (7) Biomassa (54) Biopolímeros (3) Bioquerosene (18) Biotechnology (21) Biotecnologia (2) Brazil (20) Cerrado (3) Ciência e Tecnologia (182) Clima e ambiente (190) climate changed (28) Cogeração de energia (9) COP24 (76) COP25 (16) Cosméticos (20) Crédito de Carbono (30) Cultivo (96) eco-friendly (2) Economia Internacional (62) Economia Verde (159) Economy (25) Ecosystem (1) Efeito estufa (7) Energia (28) Energia Renovável (158) event (6) Eventos (79) Extrativismo (20) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (64) Food (41) food security (1) forest (1) Fuels (16) Global warming (79) Green Economy (123) health (22) Industry 4.0 (1) IPCC (14) livestock (4) Low-Carbon (40) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (515) Manejo e Conservação (44) Meio Ambiente (90) Melhoramento e Diversidade Genética (52) Mercado (3846) Mercado florestal (46) Nutrição animal (15) nutrition (9) Oil (44) Oleochemicals (1) Óleos (213) other (1) Paris Agreement (64) Pecuária (62) Pegada de Carbono (42) pirólise (1) Plant Based (7) Política (55) Produtos (149) proteína vegetal (25) Recuperação de área Degradada (25) renewable energy (10) Research and Development (7) SAF (1) Saúde e Bem-Estar (80) science and technology (26) Segurança Alimentar (37) Soil (7) Solos (8) Sustainability (39) Sustainable Energy (53) Sustentabilidade (305) Vídeo (193) World Economy (68)

Total de visualizações de página