Buscar

Universidade brasileira dará assistência a agricultores africanos

segunda-feira, junho 24, 2019

algodao-campo (Foto: Raphael Salomão/Ed. Globo)
Programa Além dos Algodão visa dar apoio a agricultores familiares africanos (Foto: Raphael Salomão/Ed. Globo)

Programa Além do Algodão anunciou ter firmado uma parceria com a Universidade Federal de Lavras (UFLA)

O programa Além do Algodão anunciou uma parceria com a Universidade Federal de Lavras (UFLA) para levar assistência técnica para agricultores do Benim, Moçambique, Quênia e Tanzânia. A instituição vai atuar em conjunto com o Centro de Excelência contra Fome e com a Agência Brasileira de Cooperação nas áreas de nutrição, processamento de alimentos e aprimoramento da produção.

“A universidade tem experiência em iniciativas de cooperação técnica com países africanos, inclusive na área algodoeira”, diz, em nota, o Centro de Excelência contra a Fome, do Programa Mundial de Alimentos, ligado à Organização das Nações Unidas. O acordo de cooperação foi assinado no dia 4 de junho.

Os países que receberão a assistência técnica também fazem parte da iniciativa Além do Algodão. De acordo com o comunicado, os técnicos da Federal de Lavras vão orientar ações para incorporar a nutrição e a segurança alimentar na cadeia produtiva do algodão. Auxiliarão também na integração dos agricultores ao mercado de alimentação escolar.

“A Universidade de Lavras vai ajudar a estruturar a cooperação com Benim, Moçambique, Quênia e Tanzânia para que os agricultores tenham acesso a técnicas e equipamentos de processamento de alimentos para diminuir o desperdício, aumentar a durabilidade de seus produtos e garantir a segurança sanitária dos alimentos”, diz a nota.

Outra missão dos técnicos da instituição brasileira será a assistência técnica para implantar sistemas de produção de algodão em consórcio com outros alimentos. Uma das ações será viabilizar o processamento da fibra para produção de óleo e torta de algodão, composto usado na alimentação animal.

O programa Além do Algodão é uma parceria do Centro de Excelência contra a Fome, Agência Brasileira de Cooperação e Instituto Brasileiro do Algodão. O objetivo é apoiar produtores familiares e instituições públicas de países africanos para aproximar esse agricultores de mercados considerados estáveis.

Fonte: Revista Globo Rural

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Total de visualizações de página