Buscar

Tocantins é referência nacional na formação de técnicos e qualificação profissional no Plano ABC Corte

sexta-feira, junho 21, 2019

Foto: Seagro/Governo do Tocantins
O programa Corte ABC Tocantins está entre os primeiros estados do Brasil nos resultados obtidos na aplicação das tecnologias do Plano Setorial de Mitigação e de Adaptação às Mudanças Climáticas para a Consolidação de uma Economia de Baixa Emissão de Carbono na Agricultura – Plano ABC. O estado se destaca na formação da rede de técnicos do Tocantins, na aplicação de tecnologias de baixa emissão de carbono e na aplicação de recursos e de tecnologias do programa.

O diretor de Agrotecnologia, Tecnologias Sociais e Sociobiodiversidade da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Aquicultura, e coordenador do Plano ABC-TO, Fernando Garcia explicou que o Tocantins participa do Plano desde sua criação no Brasil, inicio de 2012, e vem avançando na aplicação das tecnologias utilizadas do ABC com atividades de capacitações, dias de campo nas Unidades Referência Tecnológica (URT`s) do plano ABC.

“Nos últimos sete anos, mais de 20 mil técnicos extensionistas e produtores rurais foram capacitados na aplicação de tecnologias de baixa emissão de carbono, para promover a correta utilização das tecnologias do Plano ABC Corte, se destacando em primeiro lugar entre os estados da região norte do país. O Tocantins também é destaque, em 3º lugar, entre os estados brasileiros na aplicação de R$ 1,6 milhões e 824 contratos de financiamentos e ainda na correta aplicação das tecnologias do programa, motivos pelos quais é referência nacional na formação de técnicos e qualificação profissional”, destacou o coordenador.

Capacitação Continuada

Os resultados do Tocantins Plano ABC Corte-TO foram divulgados, quinta-feira, 13, em reunião em Brasília, e também esta semana durante o evento de capacitação continuada, que encerra nesta quarta-feira, 19, direcionado a extensionistas rurais dos setores público e privado, além de proprietários de Unidades de Referência Tecnológica (URTs) do Tocantins.

O trabalho de transferência de tecnologias do Plano ABC incentiva uma agricultura com baixa emissão de carbono. No Tocantins é realizado por meio da parceria da Seagro, Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins), Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) e Empresa Brasileira de Pesquisa Aplicada (Embrapa).

ABC Corte

É uma rede de transferência de tecnologias do Plano Agricultura de Baixa Emissão de Carbono para a bovinocultura de corte do Tocantins, com ênfase na produção sustentável de gado de leite e corte com baixa emissão de carbono na atmosfera.


Plano ABC

O Plano Setorial de Mitigação e de Adaptação às Mudanças Climáticas para a Consolidação de uma Economia de Baixa Emissão de Carbono na Agricultura – Plano ABC é um dos planos setoriais elaborados de acordo com o artigo 3° do Decreto n° 7.390/2010 e tem por finalidade a organização e o planejamento das ações a serem realizadas para a adoção das tecnologias de produção sustentáveis, selecionadas com o objetivo de responder aos compromissos de redução de emissão de GEE no setor agropecuário assumidos pelo país.

O Plano ABC é composto por sete programas, seis deles referentes às tecnologias de mitigação, e ainda um último programa com ações de adaptação às mudanças climáticas a saber: Recuperação de Pastagens Degradadas; Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) e Sistemas Agroflorestais (SAFs); Sistema Plantio Direto (SPD);ama 4: Fixação Biológica de Nitrogênio (FBN); Florestas Plantadas; Tratamento de Dejetos Animais  e Adaptação às Mudanças Climáticas.

A abrangência do Plano ABC é nacional e seu período de vigência é de 2010 a 2020, sendo previstas revisões e atualizações em períodos regulares não superiores há dois anos, para readequá-lo às demandas da sociedade, às novas tecnologias e incorporar novas ações e metas, caso se faça necessário.

Nos próximos passos será feita uma revisão do plano nacional com levantamento das ações a serem realizadas até 2020, além de rever as propostas da atuação do plano até 2013, atualizando o plano e ações a serem executadas nos próximos anos.

Fonte: Surgiu

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Total de visualizações de página