Buscar

Maior fundo soberano do mundo abandona combustíveis fósseis

segunda-feira, junho 17, 2019

Maior fundo soberano do mundo abandona combustíveis fósseis

Fundo Global de Pensões do governo da Noruega vai retirar US$ 13 bilhões em investimentos em carvão e petróleo

O maior fundo soberano do mundo, o Fundo Global de Pensões do governo da Noruega, que administra US$ 1 trilhão de ativos da Noruega, recebeu o aval para a maior retirada de investimentos em combustíveis fósseis já registrada: US$ 13 bilhões.

O plano de desinvestimento significa que o fundo vai reduzir os investimentos em carvão, estimados em US$ 6 bilhões, que podem incluir ações das empresas de mineração Anglo-American, Glencore e da empresa de energia alemã RWE.

O Fundo Global de Previdência do governo, baseado nos lucros herdados do petróleo da Noruega, também avançará nos planos de desmantelar investimentos de US$ 7 bilhões em empresas de exploração e produção de petróleo.

No entanto, ele reterá participações em companhias de petróleo que estão limitando sua exposição a combustíveis fósseis investindo em tecnologias de energia limpa. Estes incluem a BP e a Shell, mas excluem as empresas do Mar do Norte, como a Premier Oil e a Tullow Oil.

Também recuará em relação a qualquer empresa que gere mais de 10 gigawatts (GW) de eletricidade a partir de carvão, ou extraia mais 20 milhões de toneladas de carvão térmico por ano.

Juntamente com o avanço para a retirada de investimento de combustíveis fósseis, o fundo terá, pela primeira vez, um mandato legal para investir diretamente em projetos de energia renovável, em vez de empresas de energia listadas. A legislação permite investir até US$ 20 bilhões, começando com projetos eólicos e solares em mercados desenvolvidos.

Mark Lewis, chefe de pesquisa em sustentabilidade do banco de investimentos BNP Paribas, disse que as leis permitiriam que a Noruega “se juntasse à vanguarda de gigantescos investidores de energia solar e eólica”.

“A grande história em economia de energia na próxima década será a tomada dos bastiões de combustíveis fósseis por fontes de energia renováveis que são mais baratas de construir e operar, ordens de magnitude mais limpas e também muito mais fáceis e rápidas de implantar”, disse Lewis.

O Ministério das Finanças da Noruega estima que o valor do mercado global de infraestrutura de energia renovável crescerá quase 50%, para US$ 4,2 trilhões, até 2030, impulsionado por um aumento na nova capacidade de energia solar e eólica.

Stephanie Pfeifer, diretora do Institutional Investors Group on Climate Change, uma aliança de investidores com ativos no valor de US$ 26 trilhões, disse que a saída do fundo de combustíveis fósseis para renováveis “envia um sinal claro para o resto do mercado”. As companhias de petróleo devem alinhar-se com as metas climáticas do Acordo de Paris “ou enfrentar uma pressão crescente dos investidores”, concluiu.

Fonte: Opinião E Notícia  

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Acrocomia aculeata (3) Alimentos (219) animal nutition (1) Aspectos Gerais (175) Aviação (25) Aviation market (13) Biocombustíveis (169) Biodiesel (72) Bioeconomia (15) Bioeletricidade (2) Biofertilizantes (1) Biofuels (83) Biomass (7) Biomassa (49) Biopolímeros (3) Bioquerosene (18) Biotechnology (21) Biotecnologia (2) Brazil (20) Cerrado (2) Ciência e Tecnologia (174) Clima e ambiente (183) climate changed (21) Cogeração de energia (9) COP24 (76) COP25 (14) Cosméticos (19) Crédito de Carbono (26) Cultivo (96) eco-friendly (2) Economia Internacional (60) Economia Verde (156) Economy (25) Ecosystem (1) Efeito estufa (5) Energia (28) Energia Renovável (150) event (6) Eventos (72) Extrativismo (20) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (62) Food (40) food security (1) forest (1) Fuels (16) Global warming (78) Green Economy (112) health (21) Industry 4.0 (1) IPCC (13) livestock (4) Low-Carbon (39) Lubrificantes e Óleos (18) Macaúba (497) Manejo e Conservação (39) Meio Ambiente (81) Melhoramento e Diversidade Genética (52) Mercado (3835) Mercado florestal (43) Nutrição animal (15) nutrition (9) Oil (42) Óleos (210) other (1) Paris Agreement (58) Pecuária (60) Pegada de Carbono (41) pirólise (1) Plant Based (6) Política (52) Produtos (140) proteína vegetal (21) Recuperação de área Degradada (23) renewable energy (10) Research and Development (7) SAF (1) Saúde e Bem-Estar (74) science and technology (25) Segurança Alimentar (34) Soil (7) Solos (8) Sustainability (36) Sustainable Energy (52) Sustentabilidade (290) Vídeo (193) World Economy (64)

Total de visualizações de página