Buscar

Indústria de soja do Brasil defende fortalecimento do cadastro ambiental rural

quinta-feira, junho 13, 2019

Resultado de imagem para Indústria de soja do Brasil defende fortalecimento do cadastro ambiental rural

SÃO PAULO (Reuters) - O Cadastro Ambiental Rural (CAR) deve ser obrigatório para produtores do Brasil, uma vez que é uma ferramenta importante para o rastreamento da origem dos produtos agrícolas, indicando se os cultivos foram feitos dentro da legislação ambiental, afirmou nesta terça-feira um representante da indústria da soja.

“O CAR é absolutamente necessário para rastrear... todos os mercados querem o rastreamento da cadeia. As pessoas querem saber se está expandindo em área aberta ou de floresta”, disse o presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), André Nassar.

“Queremos o fortalecimento do sistema. Qualquer que seja a mudança no CAR, tem que ser mantida a obrigatoriedade do CAR e tem de ter prazo para o cadastramento.”

A posição vai na linha contrária de algumas iniciativas de parlamentares da bancada ruralista.

Na semana passada, o presidente da Frente Parlamentar Agropecuária, deputado Alceu Moreira (MDB-RS), disse que o governo editaria uma nova medida provisória com mudanças relacionadas à adequação dos produtores ao CAR, estabelecendo que não haveria mais prazo para agricultores regularizarem o registro.

A indústria da soja, principal produto de exportação do Brasil, é especialmente preocupada com o tema, uma vez que europeus, que importam metade do farelo de soja exportado pelo Brasil, têm elevadas exigências ambientais.

“O que não pode acontecer é que se tome uma decisão que enfraqueça o CAR”, afirmou Nassar, durante evento da entidade que apresentou uma nova marca da Abiove, com o objetivo de reforçar uma mudança de posicionamento da associação, com uma postura mais propositiva em políticas para o setor.

Na área ambiental, a Abiove afirma que busca tomar para si a responsabilidade de criar medidas que garantam a sustentabilidade em toda a cadeia produtiva das oleaginosas, dando continuidade ao trabalho da Moratória da Soja na Amazônia, que desde 2006 impede a comercialização do grão originado em áreas que sofrem desmatamento.

Mais de 90% dos produtores do Brasil já realizaram o CAR, mas há algumas áreas na Bahia com baixo índice de adesão. No Estado nordestino está uma das novas fronteiras agrícolas do Brasil, conhecida como Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia).

Fonte: Reuters Brasil

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (10) Abiove (2) Acordo Internacional (8) Acrocomia aculeata (32) Agricultura (13) Agroenergia (21) Agroindústria (8) Agronegócio (34) Agropecuária (15) Alimentos (242) Amazônia (5) animal nutition (1) ANP (22) Arte (1) Artigo (6) Aspectos Gerais (177) Aviação (28) Aviation market (14) B12 (1) B13 (2) Bebidas (1) Biochemistry (5) Biocombustíveis (278) Biodiesel (174) Bioeconomia (26) Bioeletricidade (9) Bioenergia (61) Biofertilizantes (3) Biofuels (97) Biomass (7) Biomassa (68) Biomateriais (2) Biopolímeros (7) Bioproducts (1) Bioprodutos (4) Bioquerosene (25) Biotechnology (31) Biotecnologia (22) Bolsa de Valores (11) Brasil (6) Brazil (28) Cadeia Produtiva (3) Capacitação (1) Carvão Ativado (5) CBios (20) CCEE (1) Celulose (1) Cerrado (5) Ciência e Tecnologia (232) Clima e ambiente (199) climate changed (40) CNA (1) Cogeração de energia (19) Combustíveis (50) Combustíveis Fósseis (14) Comércio (2) Consciência Ecológica (9) COP24 (76) COP25 (20) COP26 (3) Copolímeros (2) Cosméticos (22) Crédito de Carbono (37) Crédito Rural (1) Créditos de Descarbonização (11) Cultivo (97) Curso (1) Davos (2) Desenvolvimento Sustentável (33) Diesel (7) Diesel Verde (3) eco-friendly (4) Economia (50) Economia Circular (1) Economia Internacional (105) Economia Verde (166) Economy (30) Ecosystem (5) Efeito estufa (12) Eficiência energética (29) Empreendedorismo (1) Empresas (3) Energia (51) Energia Renovável (201) Energia Solar Fotovoltaica (5) Etanol (33) Europa (1) event (9) Eventos (92) Exportações (38) Extrativismo (30) FAO (1) Farelos (33) farm (1) Fibras (8) Finanças (3) Floresta plantada (85) Fomento (1) Food (42) food security (7) forest (1) Fuels (22) Gás (1) Gasolina (1) Gastronomia (1) GEE (1) Glicerina (1) Global warming (87) Green Economy (123) health (22) IBP (1) Incentivos (1) Industry 4.0 (1) Inovação (34) IPCC (14) L72 (4) L73 (2) Legislação (5) Lignina (2) livestock (4) Low-Carbon (45) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (540) Madeira (4) Mamona (1) Manejo e Conservação (53) MAPA (3) Meio Ambiente (117) Melhoramento e Diversidade Genética (61) Mercado (3945) Mercado de Combustíveis (37) Mercado Financeiro (7) Mercado florestal (61) Mercado Internacional (23) Metas (1) Milho (4) MME (11) Mudanças Climáticas (4) Mundo (3) Nações Unidas (1) Nutrição animal (17) nutrition (9) Oil (49) Oleaginosas (44) Oleochemicals (6) Óleos (230) Óleos Essenciais (1) ONU (5) other (1) Palma (7) Paris Agreement (80) Pecuária (71) Pegada de Carbono (69) Personal Care (2) Pesquisa (11) Petrobras (3) Petróleo (18) PIB (1) pirólise (2) Plant Based (14) Política (70) Preços (8) Preservação Ambiental (5) Produção Animal (2) Produção Sustentável (20) Produtividade (6) Produtos (150) Proteção Ambiental (1) proteína vegetal (28) Recuperação de área Degradada (35) Recuperação Econômica (1) Relatório (1) renewable energy (16) RenovaBio (25) Research and Development (9) Resíduos (2) SAF (2) Saúde e Bem-Estar (88) science and technology (45) Sebo (1) Segurança Alimentar (71) Segurança Energética (5) Selo Social (1) Sistema Agroflorestal (10) Sistemas Integrados (2) Soil (8) Soja (22) Solos (11) Sustainability (45) Sustainable Energy (64) Sustentabilidade (412) Tecnologia (1) Transportes (3) Turismo Sustentável (2) Vídeo (215) World Economy (74)

Total de visualizações de página