Buscar

Avaliação do perfil do óleo da polpa de macaúba perante ensaios termoxidativos

quarta-feira, junho 26, 2019

Resultado de imagem para óleo de macauba

Autoras: Ana Teresa Rodrigues França, Natália Stevanato, Isabela Julio Iwassa, Camila da Silva

Resumo: A polpa da macaúba (Acromia aculeata) representa 45% do fruto, e dela pode-se extrair um óleo rico em compostos ativos, como os carotenoides e flavonoides, que conferem ao óleo uma maior resistência à oxidação. Para que o óleo possa ser consumido e utilizado em diversos processos industriais é necessário conhecer o seu comportamento e estabilidade perante as condições de processamento. E com isso, o principal objetivo deste projeto é monitorar a qualidade do óleo da polpa de macaúba perante o aquecimento em condições controladas. Buscando tal propósito, o óleo foi obtido e caracterizado, analisando o teor de β-caroteno, flavonoides, ácidos graxos livres, cor e a absortividade molar. 

Os ensaios termoxidativos foram realizados a 140, 160 e 180 °C e durante os ensaios amostras foram retiradas aos 15, 30, 45, 60, 90, 120 e 140 min de aquecimento e a caracterização dos óleos foi realizada. Os tratamentos termoxidativos provocaram degradação dos compostos ativos, já que houve uma redução nos teores de flavonoides e β-caroteno de aproximadamente 72% e 88%, respectivamente. Entretanto, pequenas variações foram determinadas para os teores de ácidos graxos livres (AGL). A absortividade molar dos óleos aumentou com a temperatura e tempo de exposição em até 1361% e 184% para os comprimentos de onda de 232 nm e 270 nm, respectivamente, o que indica a formação de compostos de degradação primários e secundários. 

As análises de cor dos óleos mostraram que houve perda de coloração após os testes termoxidativos, que pode ser resultado da degradação de β-caroteno. Os resultados obtidos para o efeito do tratamento térmico e do tempo podem contribuir para o desenvolvimento de processos industriais destinados a preservação da qualidade do produto.

Para ter acesso ao artigo completo, clique aqui.

Fonte: Revistas Unibh - E-xacta

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Total de visualizações de página