Buscar

SUPERAÇÃO DA DORMÊNCIA EM SEMENTES DE MACAÚBA [Acrocomia aculeata (Jacq.) Loodiges ex Mart.]

quarta-feira, maio 15, 2019


Autor: Aurélio Rubio Neto

Resumo: Objetivou se com esse trabalho elucidar os mecanismos de hidratação e desidratação em frutos e sementes, bem como a viabilidade dos embriões de macaúba, Arecaceae. A desidratação foi realizada em estufa de circulação forçada a 37±2°C por 0, 3, 6, 9, 12 e 15 dias e após esses períodos foi avaliada a viabilidade dos embriões foi avaliada pelo teste de tetrazólio. 

O efeito da hidratação na porcentagem e índice de velocidade de germinação foi avaliado por meio da embebição das sementes em água destilada, mantida em germinador com temperatura de 30±2°C por 0, 2, 4, 6, 8 e 10 dias. Decorridos os períodos descritos, as sementes foram tratadas com fungicida e mantidas em germinador do tipo Mangelsdorf ajustado a 30±2°C. Foi evidenciado que a secagem causou redução progressiva no teor de água dos frutos e facilitou a extração das sementes. 

Quando frutos foram submetidos à secagem por até nove dias não houve queda no vigor das mesmas. Porém quando desidratados por 15 dias, há perda na viabilidade das sementes. A regressão linear simples tornou possível estimar o teor de água das sementes com base no teor de água dos frutos. A embebição de sementes de macaúba em água destilada favoreceu o aumento de sementes mortas e contaminadas por microrganismos.

Para ler o artigo completo, clique aqui.

Fonte: Universidade Federal de Jataí

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Total de visualizações de página