Buscar

Subsídios à implementação de sistemas de cultivo de Acrocomia Aculeata (Jacq.) Lodd. Ex Mart (Arecaceae)

terça-feira, maio 07, 2019

Autor: Borcioni, Elis

Resumo: Acrocomia aculeata, popularmente conhecida como macauba ou bocaiuva, é uma palmeira nativa com alta potencialidade de fornecimento de óleo para a produção de biodiesel além da possibilidade de ser utilizada como alimento e na indústria de cosméticos. Entretanto, a exploração dos recursos provenientes desta espécie tem sido exclusivamente extrativista. Para possibilitar o seu uso com fins comerciais e em grande escala, há necessidade de que sejam implantados núcleos de produção de mudas e cultivo de forma a garantir a oferta do recurso em longo prazo. Nesta perspectiva, pesquisas têm sido realizadas visando contribuir para a domesticação e utilização da espécie que apresenta produtividade e qualidade de óleo semelhante ao dendezeiro com a vantagem de adaptação em regiões secas. Além de sementes dormentes, a espécie apresenta crescimento bastante lento, o que dificulta seu cultivo. 

Visando subsidiar a implantação de estratégias que beneficiem o crescimento, desenvolvimento e cultivo desta palmeira, apresentam-se resultados de pesquisa que testou a resposta da aplicação de análogo de brassinosteroides sobre a germinação e crescimento de mudas de bocaiuva cultivadas in vitro. Associado ou de forma isolada também foi utilizado análogo de brassinosteroides, rizobacterias e inoculante micorrízico com a finalidade de acelerar o crescimento das plantas em fase de aclimatização e no campo. Os resultados obtidos revelaram que a utilização de um análogo de brassinosteroide em meio de cultivo não promoveu aumento na porcentagem de germinação dos embriões zigóticos de bocaiuva embora tenha estimulado a formação de plântulas normais, porém esse efeito não foi observado nas demais fases de crescimento. 

No que concerne à aplicação de fungo micorrízico arbuscular (FMA), rizobacterias e análogo de brassinosteroide para promover maior estímulo de crescimento da parte aérea de plantas de bocaiuva, não foi obtida resposta favorável. Por outro lado, o crescimento radicular foi estimulado. Já em experimento no campo, não foi evidenciado efeito dos tratamentos testados sobre o crescimento das plantas, ao final de dois anos de monitoramento.

Para acessar o artigo completo, clique aqui.

Fonte: Repositório Digital da UFPR

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Acrocomia aculeata (2) Alimentos (186) animal nutition (1) Aspectos Gerais (164) Aviação (22) Aviation market (11) Biocombustíveis (154) Biodiesel (52) Bioeconomia (14) Bioeletricidade (2) Biofertilizantes (1) Biofuels (68) Biomass (7) Biomassa (47) Biopolímeros (3) Bioquerosene (18) Biotechnology (20) Biotecnologia (2) Brazil (17) Cerrado (1) Ciência e Tecnologia (157) Clima e ambiente (157) climate changed (6) Cogeração de energia (9) COP24 (73) COP25 (8) Cosméticos (18) Crédito de Carbono (25) Cultivo (96) eco-friendly (2) Economia Internacional (59) Economia Verde (145) Economy (25) Ecosystem (1) Efeito estufa (3) Energia (24) Energia Renovável (128) event (4) Eventos (63) Extrativismo (19) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (55) Food (38) food security (1) Fuels (16) Global warming (75) Green Economy (95) health (19) Industry 4.0 (1) IPCC (13) livestock (4) Low-Carbon (39) Lubrificantes e Óleos (8) Macaúba (451) Manejo e Conservação (29) Meio Ambiente (67) Melhoramento e Diversidade Genética (52) Mercado (3797) Mercado florestal (40) Nutrição animal (14) nutrition (9) Oil (38) Óleos (200) other (1) Paris Agreement (45) Pecuária (50) Pegada de Carbono (37) pirólise (1) Plant Based (5) Política (41) Produtos (118) proteína vegetal (13) Recuperação de área Degradada (21) renewable energy (5) Research and Development (7) SAF (1) Saúde e Bem-Estar (54) science and technology (21) Segurança Alimentar (31) Soil (7) Solos (8) Sustainability (26) Sustainable Energy (51) Sustentabilidade (255) Vídeo (193) World Economy (56)

Total de visualizações de página