Buscar

Influência da temperatura do ar de secagem e da utilização do ácido etilenodiaminotetracético na qualidade do óleo e caracterização do fruto de macaúba

sexta-feira, abril 19, 2019

Resultado de imagem para cacho de macaúba
a) Vista geral, ± 30 anos de idade, no município de Montes Claros de Goiás (GO); b) Inflorescência de macaúba; c) Cacho com frutos imaturos de macaúba; d) Vista longitudinal de fruto aberto de macaúba, detalhe para mesocarpo (polpa, branco-amarelada), endocarpo (rígido e enegrecido) e sementes. Montes Claros de Goiás (GO), 2009.
Autor: Fábia Martins de Carvalho

Resumo: O presente trabalho foi realizado com o objetivo determinar e avaliar as propriedades físicas dos frutos de macaúba, modelar o fenômeno de contração volumétrica unitária utilizando-se três temperaturas do ar de secagem, comparar e avaliar as propriedades químicas do óleo extraído da polpa dos frutos de macaúba em presença de diferentes concentrações de EDTA, durante o período de armazenamento e avaliar o efeito combinado da temperatura do ar de secagem dos frutos e do tempo de armazenamento na qualidade do óleo extraído de sua polpa. Para este propósito, foram utilizados frutos de macaúba maduros que se desprenderam dos cachos, coletados diretamente do solo, provenientes de palmeiras nativas localizadas a região de Piranga - MG. 

Foram determinadas as principais propriedades físicas dos frutos,como: dimensões características, circularidade, esfericidade, diâmetro geométrico, área projetada e superficial, massa específica aparente e unitária, porosidade total e contração volumétrica unitária. Realizaram-se avaliações da qualidade, do óleo bruto extraído da polpa dos frutos de macaúba, em termos do: índice de acidez, iodo, peróxido e de saponificação, teor água, material volátil e óleo, análise por espectroscopia na região do ultravioleta e densidade relativa, durante o período de armazenamento. 

Com base nos resultados obtidos, pôde-se concluir que: 
a) os valores das dimensões características e do diâmetro geométrico médio dos frutos de macaúba diminuíram com a redução do teor de água; 
b) a forma dos frutos de macaúba não é influenciada pela redução do teor de água, mantendo-se os valores da circularidade e esfericidade com a redução do teor de água; 
c) a redução do teor de água influencia as propriedades físicas dos frutos de macaúba, proporcionando redução linear da massa específica aparente e da massa específica unitária e aumento da porosidade total; 
d) a área projetada e a área superficial dos frutos de macaúba diminuíram com a redução do teor de água; 
e) o modelo Linear representou satisfatoriamente o fenômeno da contração volumétrica unitária dos frutos de macaúba, para todas as temperaturas do ar de secagem estudadas; f) a diminuição do teor de água provoca a redução, para as temperaturas do ar de secagem de 60, 70 e 80 °C, de, respectivamente de, 8,81; 9,36 e 10,26 % do volume inicial dos frutos, sendo consideradas pequenas em relação à outros produtos agrícolas, podendo este ser negligenciado em modelagens de processos de secagem; 
g) o aumento da temperatura do ar de secagem e, conseqüentemente, da taxa de secagem, possui efeito direto sobre a cinética da contração volumétrica unitária dos frutos de macaúba; 
h) os valores do índice de acidez, de saponificação e da concentração de dienos e trienos conjugados aumentaram com o tempo de armazenamento. Os índices de iodo, da concentração de carotenoides e da densidade relativa reduziram. Os valores do índice de peróxido para a testemunha de secagem aumentou e posteriormente diminuiu, entretanto, para os outros tratamentos os valores só aumentaram durante o período de armazenamento; 
i) os valores do teor de óleo dos frutos de macaúba e o teor de água e material volátil dos frutos e óleo permaneceram constantes durante o armazenamento; 
j) equações exponenciais podem ser utilizadas para descrever o comportamento dos índices de acidez, iodo e saponificação, durante o período de 100 dias de armazenamento dos frutos de macaúba e óleo extraído da sua polpa. Entretanto, para o índice de peróxido, do tratamento testemunha da secagem, se ajustou melhor a uma equação polinomial; 
k) o tratamento em que se adicionou 1,0 % de EDTA ao óleo extraído da polpa de frutos de macaúba é recomendado para proteger o óleo de processos oxidativos, durante o período de armazenamento. Os óleos advindos dos tratamentos testemunha da secagem e da adição de EDTA, apresentaram os piores valores dos índices analisados, sendo os menos eficientes para conservar a qualidade inicial do óleo; 
l) entre os tratamento de secagem, o que utilizou-se a temperatura do ar de secagem de 60°C, para a redução do teor de água dos frutos de macaúba, apresentou os melhores resultados na conservação do óleo, durante os 100 dias de armazenamento, entretanto os tratamentos em que utilizou-se EDTA, foram mais eficientes para manter a qualidade do óleo.

Para ter acesso ao artigo completo, clique aqui.

Fonte: Locus UFV

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Total de visualizações de página