Buscar

Produção e caracterização de biodieseis obtidos a partir da oleaginosa macaúba (Acrocomia aculeata)

quinta-feira, março 28, 2019

Autora: Patrícia Gontijo de Melo

Resultado de imagem para acrocomia aculeataResumo: A oleaginosa Macaúba (Acrocomia aculeata) vem se destacando como matéria prima para produção de biodiesel por produzir um óleo não comestível e assim não compromete a dieta humana. O fruto de Macaúba é constituído por duas fontes de óleo: o mesocarpo/polpa e amêndoa, que possuem alto teor de óleo, que podem ser utilizadas para a produção de biodiesel. 

Neste trabalho, fez-se previamente a análise das características físico químicas da matéria prima bruta, e a partir daí, escolheu-se o caminho catalítico a ser realizado. Para a reação de transesterificação utilizou-se os álcoois metanol e etanol, na presença de catalisadores ácidos (ácido clorídrico e sulfúrico) e básico (hidróxido de potássio). Ao comparar as características físico químicas dos óleos de Macaúba, observou-se que o óleo da amêndoa possui características que demonstram menor estado de degradação quando comparado ao óleo de mesocarpo, o mesmo fato foi evidenciado quando se comparou os respectivos biodieseis. Tais fatos podem ser atribuídos a presença do endocarpo lenhoso que envolve a amêndoa protegendo dos efeitos dos processos de degradação. As melhores características do óleo de amêndoa também são refletidas no seu custo de mercado que é três vezes maior que do mesocarpo. 

Visando o aproveitamento da matéria prima de menor valor, analisou-se as condições reacionais para se obter o rendimento máximo de biodiesel a partir do óleo de mesocarpo da Macaúba, avaliando a rota metílica com catálise ácida, devido aos altos teores de ácidos graxos livres contidos neste óleo. As variáveis: a razão mássica metanol:óleo, temperatura, tipo de catalisador ácido (HCl e H2SO4) e tempo de reação foram otimizadas usando planejamento fatorial e superfície de resposta. O rendimento máximo foi próximo a 98,0%, obtido com 1% (m/m) do catalisador H2SO4 concentrado, na temperatura próxima a 74,0 oC e razão mássica metanol:óleo igual a 7,6:1.

Para acessar ao artigo completo, clique aqui.

Fonte: Repositório da UFU

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Total de visualizações de página