Buscar

Plantas transgênicas para descontaminar Brumadinho

sexta-feira, março 29, 2019

Uso de fitorremediação com plantas transgênicas permitiria descontaminar a área em menos de 10 anos.

Os danos causados ao solo e ao Rio Paraopeba, depois do trágico acidente de Brumadinho com o rompimento da barragem Córrego do Feijão, mobilizaram desde o primeiro instante as Secretarias de Estado da Saúde, do Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, da Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais. A preocupação essencial é com a lama que contaminou a área de Brumadinho e que contém alta concentração de metais, como níquel, chumbo e cádmio.

A busca de alternativas para ajudar no processo de recuperação socioeconômica e ambiental da região é o uso da técnica de fitorremediação. Do que se trata?

É uma tecnologia que utiliza plantas para limpar locais contaminados. As plantas auxiliam na remoção de metais contaminantes e até óleos do ambiente ou local deteriorado. Uma vez que as plantas removem estes contaminantes do ambiente, elas ajudam para que eles não sejam transportados pelo vento e pela chuva, evitando a dispersão do poluente para outras áreas.

A fitorremediação é estudada no Brasil pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul há mais de uma década. E existem caminhos que poderiam ser adotados para realizar a descontaminação do solo, segundo o pesquisador da UFRGS, Marcelo Gravina, doutor em Fitopatologia, especialista na área de biologia molecular vegetal e membro do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB).

A alternativa mais rápida, entre as apontadas por ele, é a utilização, na área contaminada, de plantas transgênicas modificadas para acumularem de maneira ainda mais eficiente os resíduos. Nesse caso, se os vegetais já estiverem disponíveis, seria possível descontaminar a área em menos de 10 anos.

O pesquisador, contudo, alerta: no caso do uso de plantas acumuladoras de metais, transgênicas ou não, seria indispensável que as espécies não tivessem partes comestíveis afim de evitar que animais e a população se alimentassem delas e, desse modo, se contaminassem. Ao mesmo tempo, é importante que essas plantas possam permitir alguma atividade  econômica para dar às famílias da região uma garantia economicamente viável de sobrevivência.

Segundo o doutor Gravina, as técnicas de engenharia genética hoje já permitem, por exemplo, identificar genes responsáveis por características de acumulação de metais. Um  exemplo seria a sequência de DNA do tomate. “Esses genes, transferidos e superexpressados em plantas como a mamona ou o eucalipto, poderiam limpar a área e, simultaneamente, oferecer à população uma alternativa de sustento, por meio do óleo da mamona ou da madeira do eucalipto.”, conclui o pesquisador.

Fonte: Portal DBO

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Abastecimento (26) Abiove (8) Acordo Internacional (31) Acrocomia aculeata (62) Agricultura (195) Agricultura 4.0 (2) agriculture (1) Agroenergia (122) Agroindústria (24) Agronegócio (176) Agropecuária (48) Água (15) Àgua (1) Alimentação Saudável (7) Alimentos (342) Amazônia (51) Ambiente (1) animal nutition (1) ANP (74) Arte (1) Artigo (39) Aspectos Gerais (177) Aviação (31) Aviation fuel (2) Aviation market (19) B12 (3) B13 (2) Bebidas (1) Bioativo (1) Biochemistry (5) Biocombustíveis (405) Biodefensivos (1) Biodiesel (304) Biodiesel Empresas (1) Biodiversidade (9) Bioeconomia (91) Bioeconomia Agronegócio (1) Bioeletricidade (25) Bioenergia (187) Biofertilizantes (9) Biofuels (103) Bioinsumos (8) Biomass (7) Biomassa (88) Biomateriais (6) Biopolímeros (14) Bioproducts (2) Bioprodutos (21) Bioquerosene (41) Biorrefinaria (2) Biotechnology (35) Biotecnologia (78) Bolsa de Valores (25) Brasil (34) Brazil (29) Cadeia Produtiva (15) Capacitação (24) CAR (1) Carbonatação (1) Carbono Neutro (1) Carbono Zero (15) Carvão Ativado (8) carvão vegetal (2) CBios (62) CCEE (1) cellulose (1) Celulose (11) Cerrado (19) Chuvas (4) Cidades (1) Ciência e Tecnologia (349) Clima e ambiente (262) climate changed (52) CNA (1) Cogeração de energia (30) Combustíveis (92) Combustíveis Fósseis (33) Comércio (40) Consciência Ecológica (24) COP24 (76) COP25 (20) COP26 (4) Copolímeros (2) Cosméticos (36) Crédito de Carbono (41) Crédito Rural (10) Créditos de Descarbonização (24) Culinária (1) Cultivo (121) Curso (5) Dados (1) Davos (4) Dendê (3) Desafios (2) Desenvolvimento Sustentável (156) Desmatamento (4) Diesel (15) Diesel Verde (20) eco-friendly (5) Economia (76) Economia Circular (10) Economia Internacional (110) Economia Sustentável (3) Economia Verde (171) Economy (32) Ecosystem (6) Efeito estufa (18) Eficiência energética (50) Emissões de Carbono (37) Empreendedorismo (7) Empresas (91) Energia (91) energia limpa (6) Energia Renovável (247) Energia Solar Fotovoltaica (21) ESG (5) Etanol (77) Europa (1) event (11) Eventos (141) Exportações (83) Extrativismo (58) FAO (4) Farelos (45) farm (1) Fertilidade (2) Fibras (9) Finanças (4) Floresta (20) Floresta plantada (105) Fomento (30) Food (42) food security (8) forest (1) Fruticultura (1) Fuels (27) Gás (3) Gasolina (3) Gastronomia (1) GEE (2) Glicerina (2) Global warming (112) Green Economy (127) health (23) História (1) IBP (1) Incentivos (4) India (1) indústria (1) Industry (1) Industry 4.0 (1) Ìnovaç (1) Inovação (139) Instituição (1) Insumos (1) Investimento (4) IPCC (14) L72 (4) L73 (7) Legislação (7) Lignina (7) livestock (4) Low-Carbon (50) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (577) Madeira (16) Mamona (1) Manejo e Conservação (102) MAPA (22) Mata Atlântica (1) Matéria Prima (2) Matéria-Prima (1) matérias-primas (3) Meio Ambiente (237) Melhoramento e Diversidade Genética (71) Mercado (4074) Mercado de Combustíveis (63) Mercado Financeiro (10) Mercado florestal (71) Mercado Internacional (43) Metas (3) Milho (15) Minas Gerias (1) MME (38) Mudanças Climáticas (30) Mundo (98) Nações Unidas (3) Negócios (2) net-zero (21) Nutrição animal (18) nutrition (9) Oil (51) Oleaginosas (95) Oleochemicals (10) Óleos (249) Óleos Essenciais (7) Óleos Vegetais (14) OMC (1) ONGs (1) ONU (13) Oportunidade (5) Oportunidades (5) other (1) Palm (1) Palma (26) palmeiras (1) Paris Agreement (92) Pecuária (84) Pegada de Carbono (94) Personal Care (3) Pesquisa (61) Pessoas (1) Petrobras (9) Petróleo (28) PIB (3) pirólise (3) Plant Based (26) Política (81) Política Ambiental (1) Preços (45) Preservação Ambiental (35) Produção Animal (7) Produção Integrada (1) Produção Sustentável (50) Produção vegetal (4) Produtividade (42) Produtos (150) Proteção Ambiental (11) proteína vegetal (28) Qualidade do Ar (2) Recuperação Ambiental (4) Recuperação de área Degradada (43) Recuperação Econômica (3) Reflorestamento (14) regulamentação (1) Relatório (12) renewable energy (19) RenovaBio (67) Report (2) Research and Development (11) Resíduos (11) Sabão (1) SAF (5) Safra (2) Saúde e Bem-Estar (115) science and technology (47) Sebo (5) Segurança Alimentar (127) Segurança Energética (13) Selo Social (11) silvicultura (2) Sistema Agroflorestal (33) Sistemas Integrados (18) Sociobiodiersidade (2) Soil (9) Soja (67) Solos (42) Sustainability (58) Sustainable Energy (69) Sustentabilidade (587) Tecnologia (44) Tempo (1) Títulos verdes (1) Transportes (5) Turismo Sustentável (6) Unica (1) Vídeo (247) World (4) World Economy (79) Zero-Carbon (2)

Total de visualizações de página