Buscar

Palma forrageira, gliricídia, ureia e farelo de algodão na nutrição animal

segunda-feira, fevereiro 25, 2019



O pesquisador da Embrapa Semiárido Rafael Dantas dos Santos, especialista em nutrição animal, aborda a palma forrageira que é rica em água e carboidratos. Mas tem a planta tem deficiência em fibra e proteína.

O produtor que usar exclusivamente a palma forrageira verá seus animais com distúrbios digestivos caracterizados por diarreia bastante aquosa. 

Para as regiões do semiárido, em substituição ao tradicional e caro farelo de soja, o pesquisador recomenda a ureia, o carroço de algodão, farelo de algodão e a gliricídia. 

É preciso ficar atento à ureia. Se for utilizada de forma  excessiva, pode matar o animal. Ele recomenda nunca utilizar mais de 100 gramas de ureia por dia. Além disso, o produtor deve inserir a ureia de forma gradativa.

Fonte: Embrapa

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Total de visualizações de página