Buscar

Ampliando os trabalhos

sexta-feira, fevereiro 22, 2019

rodrigMosa-800x491
O vereador Rodrigo Furtado passa, a partir de agora, a integrar a Comissão Permanente de Meio Ambiente da Câmara Municipal de Niterói, RJ.

A alteração aconteceu na noite desta segunda-feira (18) durante a sessão plenária de abertura do 1° período ordinário.

A mudança era um desejo do parlamentar desde o ano passado, quando iniciou um trabalho de apuração dos riscos e consequências negativas da armazenagem irregular de pilhas de escória em um pátio no bairro Brasilândia.

Audiência

O vereador aproveitou o momento para convidar a todos para a Audiência Pública marcada para o dia 13 de março, às 19h, na Câmara Municipal. O objetivo do encontro é retomar o debate sobre a poluição em Volta Redonda e o impacto na saúde da população.

Regularização

A Câmara Municipal de Itatiaia aprovou a regularização fundiária de acordo com o código ambiental. A proposta é de autoria do vereador Silvano Rodrigues, o Vaninho (PRB). A indicação foi votada e aprovada na sessão do dia 19/2.

Explica

“A regularização fundiária é o conjunto de medidas jurídicas, urbanísticas, ambientais e sociais que visam à regularização de assentamentos irregulares e à titulação de seus ocupantes, de modo a garantir o direito social à moradia, o pleno desenvolvimento das funções sociais da propriedade urbana e o direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado”, explica Vaninho, que foi reconduzido à presidência da Comissão de Defesa do Meio Ambiente.

Restrição

“A regularização fundiária em áreas de preservação permanente somente é possível nos casos de interesse social, caracterizado pela ocupação predominante de baixa renda. É necessário observar as restrições constantes na lei federal, na legislação ambiental, e nas resoluções do Conselho Nacional de Meio Ambiente”, acrescenta Vaninho.

Biogás

A Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou nesta quarta-feira (20/02), em primeira discussão, o projeto de lei da ex-deputada Inês Pandeló, que cria o Programa de Apoio à Implantação de Biodigestores Rurais no Estado do Rio.

Objetivo

O objetivo é implantar o processo de biodigestão rural, com o uso de resíduos agrícolas na geração de biogás e biofertilizante, a fim de contribuir para a redução de custos, a diminuição da emissão de gases de efeito estufa e a melhoria do sustento familiar. A proposta ainda será votada pela Casa em segunda discussão.

Princípio

Segundo o texto, as licitações e contratações referentes ao programa deverão observar o princípio da defesa do meio ambiente, respeitando as diretrizes estabelecidas pela Lei 5.690/10, que institui a Política Estadual sobre Mudança Global do Clima e Desenvolvimento Sustentável.

Regulamentação

A regulamentação da norma será feita pelo Poder Executivo, que poderá firmar convênios com municípios, universidades, institutos de pesquisa, instituições financeiras e entidades de apoio que atuem na área. “O biogás pode ser utilizado para geração de energia elétrica, térmica ou mecânica em uma propriedade rural, contribuindo para a redução dos custos de produção”, explicou a autora do projeto.

De graça

Os usuários dos postos do Rio Poupa Tempo que estejam localizados em shopping centers ou em centros comerciais poderão ter gratuidade nos estacionamentos desses locais. É o que determina o projeto de lei do ex-deputado José Luiz Nanci, que a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou, nesta quarta-feira (20/02), em segunda discussão, por 42 votos favoráveis e 13 contrários. A proposta seguirá para o governador Wilson Witzel, que tem até 15 dias úteis para sancionar ou vetar.

Documento

Pelo texto, os beneficiados deverão apresentar documento que comprove o período de permanência nos postos do Rio Poupa Tempo. “Estes postos estaduais prestam relevantes serviços públicos à população fluminense. Portanto, nada mais justo que os usuários desses órgãos fiquem desobrigados a dispor de recursos financeiros para pagamento do estacionamento”, justificou o autor da norma.

Fonte: Diário do Vale

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Acrocomia aculeata (2) Alimentos (186) animal nutition (1) Aspectos Gerais (164) Aviação (22) Aviation market (11) Biocombustíveis (154) Biodiesel (52) Bioeconomia (14) Bioeletricidade (2) Biofertilizantes (1) Biofuels (68) Biomass (7) Biomassa (47) Biopolímeros (3) Bioquerosene (18) Biotechnology (20) Biotecnologia (2) Brazil (17) Cerrado (1) Ciência e Tecnologia (157) Clima e ambiente (157) climate changed (6) Cogeração de energia (9) COP24 (73) COP25 (8) Cosméticos (18) Crédito de Carbono (25) Cultivo (96) eco-friendly (2) Economia Internacional (59) Economia Verde (145) Economy (25) Ecosystem (1) Efeito estufa (3) Energia (24) Energia Renovável (128) event (4) Eventos (63) Extrativismo (19) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (55) Food (38) food security (1) Fuels (16) Global warming (75) Green Economy (95) health (19) Industry 4.0 (1) IPCC (13) livestock (4) Low-Carbon (39) Lubrificantes e Óleos (8) Macaúba (451) Manejo e Conservação (29) Meio Ambiente (67) Melhoramento e Diversidade Genética (52) Mercado (3797) Mercado florestal (40) Nutrição animal (14) nutrition (9) Oil (38) Óleos (200) other (1) Paris Agreement (45) Pecuária (50) Pegada de Carbono (37) pirólise (1) Plant Based (5) Política (41) Produtos (118) proteína vegetal (13) Recuperação de área Degradada (21) renewable energy (5) Research and Development (7) SAF (1) Saúde e Bem-Estar (54) science and technology (21) Segurança Alimentar (31) Soil (7) Solos (8) Sustainability (26) Sustainable Energy (51) Sustentabilidade (255) Vídeo (193) World Economy (56)

Total de visualizações de página