Buscar

Projeto Bichos do Pantanal tem resultados apresentados em artigo científico

segunda-feira, janeiro 07, 2019

Projeto Bichos do Pantanal tem resultados apresentados em artigo científico
Produzido por pesquisadores da área de Ictiologia, o artigo científico faz parte de uma das metas do projeto que é produzir material científico e difundir a pesquisa.

Foco do Projeto Bichos do Pantanal, coordenado pelo Instituto Sustentar e patrocinado pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, a pesquisa com Ictiologia - área da Zoologia que estuda os peixes -, deu um importante passo com a publicação do artigo científico produzido pelo pesquisador responsável pela pesquisa o professor doutor da Universidade de Mato Grosso (Unemat), Claumir Cesar Muniz, e membros da equipe do Laboratório de Ictiologia do Pantanal Norte (LIPAN).

"Trabalhamos com aspectos ecológicos de peixes em ambiente natural. Além dos peixes, também temos trabalhos voltados para demais organismos aquáticos, como macroinvertebrados e suas diversas relações ecológicas. Uma nova demanda que estamos desenvolvendo é referente aos gases de efeito estufa em ambiente pantaneiro. Essa vertente começou com a chegada da Europa do professor Ernandes Sobreira, que concluiu o doutorado em Ciências pela Universidade de Radboud (Holanda)", afirma o pesquisador.

O artigo científico, que retrata a primeira etapa do Projeto Bichos do Pantanal, foi publicado na Revista Enciclopédia Biosfera, periódico semestral produzido pelo Centro Científico Conhecer e direcionado à divulgação de pesquisas e estudos que possam contribuir para o conhecimento acadêmico. De acordo com o pesquisador Claumir Muniz, além das pesquisas também tem sido um objetivo da equipe a produção de material científico. Link do artigo: http://www.conhecer.org.br/enciclop/2018B/BIO/eichhornia.pdf

"Este artigo é fruto de dados que coletamos ao longo da primeira etapa do Projeto Bichos do Pantanal. Nosso compromisso é desenvolver ações em duas vertentes: relação peixe/planta, focando na importância de ambos na manutenção da dinâmica pantaneira e nos peixes com potencial para aquariofilia. Nos dois casos a intenção é produzir material científico e um guia para cada frente como instrumento de extensão e/ou educação ambiental", relata o professor doutor, lembrando que a parceria entre o Instituto Sustentar e a Unemat foi firmado por meio de um termo de cooperação.    

Segundo os pesquisadores, o estudo teve o objetivo de identificar a macrofauna fitófila de diferentes baías do Pantanal durante quatro períodos hidrológicos. Foram realizadas coletas mensais de caule e raízes, bem como dados de oxigênio dissolvido, pH, temperatura e transparência. De acordo com os índices obtidos pela pesquisa, as baías apresentam uma boa qualidade da água. A diversidade de famílias de macroinvertebrados encontrados demonstra a riqueza da fauna fitófila pantaneira, como relata o texto científico.

"Como mostrou nosso estudo as baías marginais apresentam boa qualidade da água, com o BMWP alto em todas as baías, e abundância em diferentes fases do ciclo hidrológico. Novos estudos sobre a macrofauna do Pantanal ainda são necessários, bem como o monitoramento da qualidade das águas. Ainda, devido à escassez de conhecimento na área, dados pioneiros como este auxiliam no desenvolvimento da ciência em busca de alternativas de análise ambiental e avaliação estratégica", aponta trecho do artigo.

Além do professor doutor Claumir, também assinam o artigo o professor Ernandes Sobreiro e a mestranda em Ciências Ambientais pela Universidade do Estado de Mato Grosso, Acisa Raimunda de Souza.            

Projeto Bichos do Pantanal

O Projeto Bichos do Pantanal é patrocinado pela Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental, e realizado pelo Instituto Sustentar de Responsabilidade Socioambiental.  O Projeto Bichos do Pantanal atua desde agosto de 2013 em Mato Grosso, com foco em três pilares de ação: a conservação da biodiversidade, a educação ambiental e o desenvolvimento local. www.bichosdopantanal.org 

Fonte: Tudo Rondônia

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Total de visualizações de página