Buscar

Etihad realiza primeiro voo do mundo com combustível feito a partir de plantas

sexta-feira, janeiro 25, 2019

A Etihad Airways é pioneira na pesquisa sobre bicombustíveis para a aviação na região e isso marca a primeira vez que um vôo foi operado com combustível derivado de plantas cultivadas em água salgada
A Etihad Airways é pioneira na pesquisa sobre bicombustíveis para a aviação na região e isso marca a primeira vez que um vôo foi operado com combustível derivado de plantas cultivadas em água salgada

O Consórcio de Pesquisa de Bioenergia Sustentável (SBRC), entidade sem fins lucrativos criada pelo Instituto Masdar, que faz parte da Universidade Khalifa de Ciência e Tecnologia, anunciou a realização do primeiro vôo comercial do mundo usando combustível sustentável, produzido localmente em um Boeing 787 da Etihad Airways.

O voo de Abu Dhabi para Amsterdã foi um marco importante no desenvolvimento de um combustível limpo e alternativo para aviação, afim de reduzir as emissões de carbono. A iniciativa também aborda a segurança alimentar nos Emirados Árabes Unidos através da criação de frutos do mar como elemento central no processo.

Os parceiros do SBRC têm trabalhado juntos para provar o conceito de uma cadeia de valor abrangente que é centrada no Sistema de Energia e Agricultura de Água Salgada (SEAS). Esta é uma plataforma industrial sinérgica que apóia o setor de aviação, a indústria de petróleo e gás, a produção de alimentos e a criação de uma nova alternativa agrícola nos Emirados Árabes Unidos.

“A liderança visionária dos Emirados Árabes está fortemente comprometida em posicionar o país como um centro global de inovação e sustentabilidade. Nesse contexto, as parcerias produtivas de parceria pública e interdisciplinar são cruciais para impulsionar os esforços de pesquisa e desenvolvimento e criar inovações que mudem a filosofia e permitam um futuro mais sustentável, disse Thani Bin Ahmed Al Zeyoudi, Ministro das Mudanças Climáticas e Meio Ambiente.

“A descarbonização profunda de indústrias intensivas em energia tem um efeito cascata na segurança alimentar e na ação climática. Combustíveis de aviação limpos e alternativos são uma solução inovadora e sustentável para reduzir significativamente as emissões nocivas de carbono. Os Emirados Árabes Unidos têm orgulho de ser pioneiros neste domínio”, completou o Ministro.

O combustível sustentável para o vôo foi derivado do petróleo nas plantas de Salicornia, que foram cultivadas na fazenda SEAS de dois hectares em Masdar City. O SEAS é o primeiro ecossistema do deserto do mundo projetado para produzir combustível e alimentos em água salgada. Peixes e camarões criados nas instalações fornecem nutrientes para as plantas, além de contribuir para a produção de alimentos do país.

A Etihad Airways é pioneira na pesquisa sobre bicombustíveis para a aviação na região e isso marca a primeira vez que um vôo foi operado com combustível derivado de plantas cultivadas em água salgada. Tony Douglas, diretor executivo do Grupo Etihad Aviation Group, disse: “Este é um momento significativo para o nosso país e suas principais indústrias. A Etihad está totalmente comprometida com este projeto, que demonstra uma prova de conceito bem-sucedida, local, viável, econômica e sustentável. A descarbonização é importante em toda a indústria da aviação e, juntamente com nossos parceiros, a Etihad se orgulha de estar na vanguarda dessa nova pesquisa.

Fonte: Travel Daily

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Categorias

Acrocomia aculeata (21) Alimentos (234) animal nutition (1) Aspectos Gerais (177) Aviação (27) Aviation market (14) Biochemistry (2) Biocombustíveis (183) Biodiesel (84) Bioeconomia (18) Bioeletricidade (2) Bioenergia (1) Biofertilizantes (2) Biofuels (88) Biomass (7) Biomassa (61) Biopolímeros (4) Bioquerosene (19) Biotechnology (24) Biotecnologia (8) Brazil (25) Carvão Ativado (3) Cerrado (4) Ciência e Tecnologia (188) Clima e ambiente (192) climate changed (30) Cogeração de energia (9) COP24 (76) COP25 (18) Cosméticos (20) Crédito de Carbono (30) Cultivo (96) Davos (2) eco-friendly (3) Economia (2) Economia Internacional (67) Economia Verde (163) Economy (27) Ecosystem (1) Efeito estufa (9) Empreendedorismo (1) Energia (29) Energia Renovável (167) event (6) Eventos (80) Extrativismo (21) Farelos (27) farm (1) Fibras (8) Floresta plantada (66) Food (41) food security (4) forest (1) Fuels (20) Global warming (82) Green Economy (123) health (22) Industry 4.0 (1) IPCC (14) livestock (4) Low-Carbon (40) Lubrificantes e Óleos (20) Macaúba (525) Manejo e Conservação (46) Meio Ambiente (94) Melhoramento e Diversidade Genética (55) Mercado (3865) Mercado florestal (48) Nutrição animal (17) nutrition (9) Oil (49) Oleaginosas (2) Oleochemicals (2) Óleos (217) other (1) Palma (1) Paris Agreement (69) Pecuária (65) Pegada de Carbono (49) pirólise (2) Plant Based (7) Política (55) Produtos (149) proteína vegetal (26) Recuperação de área Degradada (30) renewable energy (12) Research and Development (8) SAF (1) Saúde e Bem-Estar (81) science and technology (34) Segurança Alimentar (45) Soil (7) Solos (11) Sustainability (43) Sustainable Energy (56) Sustentabilidade (335) Vídeo (196) World Economy (70)

Total de visualizações de página