Buscar

Tecnologia aumenta rendimento em condições adversas

segunda-feira, outubro 01, 2018


Resultado de imagem para trigo agricultura

A pesquisa conseguiu tornar inativa a função de uma molécula de ácido ribonucleico age como repressor de crescimento.

Pesquisadores do Conselho Nacional de Pesquisa Científica e Técnica da Argentina (CONICET) e do Instituto de Biologia Molecular e Celular de Rosário (IBR) conseguiram desenvolver uma variante genética na arabidopsis thaliana, que permite controlar o crescimento das plantas. De acordo com o estudo, esse maior desenvolvimento ocorre também quando as plantas são expostas a condições adversas de cultivo, como a seca ou ataque de patógenos. 

Segundo informações divulgadas por dois dos principais responsáveis pelo estudo, Ramiro Rodriguez, pesquisador independente e Javier Palatnik, do CONICET, a pesquisa conseguiu tornar inativa a função de uma molécula de ácido ribonucleico (microARN –miR396), que age como repressor de crescimento de todos os órgãos. Desse modo, a inativação da função permite que os cientistas consigam obter plantas maiores e que, por consequência disso, conseguem produzir grãos mais robustos 

Nesse cenário, o grupo demonstrou que estes efeitos não ocorrem apenas em cultivo de laboratório, onde a planta encontra totais condições de se desenvolver perfeitamente, mas também ocorre quando as plantas se confrontam com condições que limitam o seu desenvolvimento natural.

 "Há relatos de que modificações genéticas semelhantes podem aumentar o tamanho de frutos carnosos, como tomate e até mesmo melhorar a eficiência da adubação nitrogenada reduzindo a necessidade de artificializar o processo", dizem os cientistas. 

Também participaram deste projeto as pesquisadoras Arantxa Rojas e Camila Goldy, ambas do IBR, sendo que parte dos estudos foi realizada em colaboração com pesquisadores do Centro de Pesquisas em Química Biológica de Córdoba (CIQUIBIC), que pertence ao CONICET e à Universidade Nacional de Córdoba e do Centro de Biologia de Sistemas Vegetais do VIB-UGent, localizado na Bélgica.

Fonte: AgroLink

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Total de visualizações de página