Buscar

Conheça os desafios para a futuro da pecuária brasileira

sexta-feira, outubro 05, 2018


Resultado de imagem para pecuaria brasileira

Neste ano, a pecuária nacional representou 32,44% do valor bruto de tudo que foi produzido pela agricultura de janeiro a abril, sendo a bovinocultura de corte responsável por 41,31% do valor produzido no setor.
A pecuária tem, historicamente, uma representatividade menor que as lavouras no valor bruto de produção (VPB) total da agricultura (figura 1).
Figura 1
Valor Bruto da Produção Agropecuária, das Lavouras e da Pecuária, em bilhões de reais.


Fonte: MAPA / Elaboração: Scot Consultoria – www.scotconsultoria.com.br

Aumentar a eficiência da produção pecuária e agregar valor ao produto é o caminho para o setor aumentar a rentabilidade e o valor do que produz.
Agregar valor e atender aos nichos do mercado
A demanda por produtos que acumulem certificados de qualidade é crescente. A Plataforma de Qualidade CNA, da Confederação Nacional da Agricultura, é um exemplo de práticas que visam valorizar os produtos pecuários, atendendo a essa demanda. É um Programa que reúne Programas de Certificação de Raças Bovinas e permite pagamento diferenciado para aqueles que escolheram aderir aos requisitos. Segundo a CNA, o objetivo é aumentar a transparência e estreitar as relações entre os elos da cadeia, produtores, CNA, frigoríficos e consumidores.
Além das certificações, informar a origem do produto também é uma importante estratégia de mercado para agregar valor. Segundo pesquisa realizada pelo Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, os consumidores adotam a identificação geográfica como um identificador de qualidade e estão dispostos a pagar mais por essa diferenciação.  Na pesquisa realizada 79% dos consumidores entrevistados apontaram a carne com identificação geográfica como mais confiável.
O mercado de alimentos orgânicos também é um mercado a ser explorado. Um estudo realizado com apoio do e do Market Analysis constatou que 64% dos brasileiros acreditam que o alimento orgânico é mais saudável e esse é o principal motivo do seu consumo.
Em 2001 foi criada, por pecuaristas da região do pantanal, a Associação Brasileira de Produtores Orgânicos. O objetivo foi aproveitar o nicho de mercado de consumidores preocupados com a segurança alimentar e com a sustentabilidade ambiental e social.
Genética animal e sistema de produção
O desempenho do animal é resultado das suas características genéticas e do ambiente em que se encontra. A maior produtividade e o retorno econômico da produção animal estão diretamente ligados a esses dois fatores.
Na bovinocultura de corte, por exemplo, o bom manejo das pastagens e da nutrição são consideradas questões básicas da produção animal. No entanto, essa não é a realidade de todas as propriedades. A dimensão de áreas com pastagens em algum estágio de degradação é de 50%.
De nada adianta adquirir animais com alto potencial genético sem lhes proporcionar um ambiente adequado para que expressem todo o seu potencial. Esses dois fatores, genética e ambiente, unidos, são essenciais para um maior ganho de carcaça animal, maior ganho de peso diário, precocidade de abate, aumento da taxa de natalidade e aumento da taxa de desmame, entre outros. Essas características, por sua vez, são essenciais para se ter um rebanho rentável.
A qualidade da carne também é afetada pela intensificação do processo produtivo. O 3rLab, laboratório localizado em Lavras-MG, explica que a precocidade dos animais aumenta a espessura da gordura subcutânea que é um isolamento térmico natural do animal, ajudando a prevenir a desidratação, escurecimento e o endurecimento da carne. Outro aspecto aprimorado com a precocidade de abate é a quantidade de gordura intramuscular que melhora a maciez da carne. Atributos que atraem o consumidor na escolha do produto.
Gestão financeira rural
A eficiência do setor está diretamente relacionada com a saúde financeira das propriedades rurais. É necessário saber qual o retorno esperado, quando o investimento será pago, qual é o lucro líquido anual e como está o fluxo de caixa do negócio. Essas são questões importantes nas decisões do gestor rural.
Em pesquisa com pecuaristas realizada pela Scot Consultoria, que adotam alto investimento tecnológico, sobre o custo total operacional (COT) houve grande distorções, indicando que mesmo nas propriedades de sistema intensivo de produção há falta de conhecimento sobre a situação financeira da atividade. Enquanto em alguns casos os custos calculados ficaram 86% abaixo do declarado e em outros superaram em 553% o custo informado.
Existem ferramentas no mercado que facilitam a organização de dados e a análise pelo produtor. Entender o negócio vai além do entendimento técnico da atividade.
Final
O caminho da pecuária brasileira está conectado com as tendências do mercado consumidor. Rever as estratégias para aderir a essas tendências ou mesmo antecipá-las faz parte do futuro da atividade.
Os investimentos em aperfeiçoamento da genética animal bem como do ambiente de produção devem estar alinhados com a gestão financeira da propriedade. A produção animal necessita do desenvolvimento de todos esses fatores para que seu caminho seja próspero.
Fonte: Blog do Scot - Canal Rural

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Total de visualizações de página