/*

Buscar

ÓLEO DO FRUTO DA PALMEIRA MACAÚBA – PARTE II: PROCESSO DE EXTRAÇÃO DO ÓLEO

sexta-feira, setembro 01, 2017

Resultado de imagem para macauba
Autores: Maria H. C. Andrade, Andrea S. Vieira, H. F. Aguiar, Joana F. N. Chaves, Rachel M. P. S. Neves, Tânia L. S. Miranda, Adriane Salum

Resumo: No Brasil, a palmeira Macaúba é uma planta nativa encontrada mais abundantemente nos Estados de Minas Gerais e Goiás, sendo passível de cultivo nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, e Estados do Nordeste. O potencial de aproveitamento do fruto da Macaúba tem sido destacado na literatura, estando centrado na alta qualidade e produtividade em óleo. Qualitativamente, o óleo extraído do fruto contém componentes com potencial de utilização nas indústrias de alimentos, de fármacos e de cosméticos, além da possível destinação energética para a produção de biodiesel. Quantitativamente, a produtividade agrícola em óleo apresenta um dos maiores índices (4.000-6.000 kg/ha) quando comparado com outras oleaginosas (soja: 375 kg/ha, mamona:.1.188 kg/ha). Adicionalmente, destaca-se que, em base úmida, o fruto no ideal de colheita possui cerca de 20-25% em peso de óleo. Apesar das características citadas, o aproveitamento desse fruto é quase que inexistente, residindo na produção de subsistência de produtores rurais e indústrias de pequeno porte, cujos processos reproduzem o processo rural. Como resultado, o produto final tem sido destinado para a indústria de sabões e detergentes, com o desperdício do potencial econômico de sua aplicação. Nesse sentido, este trabalho contribui com a apresentação de uma alternativa de processamento limpa, para extração do óleo de Macaúba, objetivando a obtenção de um produto não contaminado e com graus de acidez e pureza adequados para utilização em indústrias alimentícias e farmacológicas. O trabalho proposto inclui a descrição das características do produto na colheita e seu tratamento prévio ao processamento; a identificação de equipamentos industriais disponíveis no mercado brasileiro; a definição da rota de processamento e o diagrama de blocos do processo com balanços de massa e energia. Outras características são a obtenção de um percentual mínimo de perda de óleo e sugestões para o total aproveitamento das partes do fruto.


VEJA ARTIGO COMPLETO AQUI

Curta nossa página no Facebook!

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário!

Categorias

Total de visualizações de página