Buscar

EVENTO: Agrotech premia soluções sustentáveis para a cadeia de grãos

quarta-feira, agosto 23, 2017


evento 22 08 2017O Camp de Ecoinovação Agrotech, realizado de 18 a 20 de agosto, em Londrina (PR) escolheu, no domingo (20/08), as propostas inovadoras com potencial para o desenvolvimento de soluções capazes de reduzir o impacto ambiental na cadeia de grãos. Na categoria Startups, o evento premiou a Agribela, com o projeto de inovadoras cápsulas biodegradáveis para controle biológico de pragas agrícolas. Gabriela Vieira Silva ficou muito feliz por ter ganhado o prêmio, principalmente por poder colaborar, de alguma forma, com uma agricultura mais sustentável. “Foi muito bom concretizar esse sonho. E a Embrapa tem muito a ver com isso, porque meus experimentos de mestrado e de doutorado, relacionados a controle biológico, foram realizados na Embrapa Soja, em Londrina”, comemora.
Ideias - Na categoria Ideias, o vencedor foi Luiz Guilherme Lira de Arruda com a proposta de “Bico pulverizador para ultra baixo volume” em que objetiva reduzir o volume de calda em pulverizações de agrotóxicos. “A minha expectativa com o evento foi totalmente cumprida, fiquei muito satisfeito. Convivo com Startups e inventores e aqui tivemos a oportunidade de trocar experiências. Tive muita receptividade e interferência positiva dos mentores”, elogiou.
Organização - O evento foi organizado pela ONU Meio Ambiente, Embrapa e Sebrae e ocorreu na sede Sociedade Rural do Paraná. O evento concedeu ao vencedor da categoria Startup, a participação na feira internacional de sustentabilidade World Efficiency Solutions, em Paris, na França, em dezembro de 2017. Já o vencedor da categoria Ideias será inscrito na Conferência Anual de Startups e Empreendedorismo (Case), a ser realizada, em outubro, em São Paulo.
Finalistas - Conheça quem foram os três finalistas da categoria Startups: Agribela (PR), Izagro (SP) e Rhizotech Pesquisa e Desenvolvimento Experimental em Ciências Físicas e Naturais Ltda – ME (PR).  Na categoria Ideias, foram finalistas: Alexandre Godinho Bertoncello (SP), Luiz Guilherme Lira de Arruda (PR) e Marcio Roberto Machado da Silva (RS).
Painéis e debates - Durante todo o final de semana, o evento contou com painéis e debates, realizados por especialistas sobre ecoinovação para a cadeia de grãos e modelo de negócios. A troca de experiências entre os participantes e os mentores, especialistas em áreas ligadas à pesquisa científica, empreendedorismo e meio ambiente foi um dos pontos altos do evento. Os mentores subsidiaram os participantes com informações e discussões sobre a viabilidade das propostas.
Mentorias  - Participaram como mentores no Camp de Ecoinovação Agrotech, os seguintes especialistas da Embrapa: Alexandre Abdão, doutor em fitotecnia; Carina Rufino, com atuação em comunicação empresarial; Claudine Seixas, com trabalho em fitopatologia; Divania de Lima, com experiência em produção e tecnologia de sementes; Fernando Adegas, com atuação em manejo de plantas daninhas e tecnologia de aplicação de pesticidas; Irineu Lorini, que atua com manejo integrado de pragas de grãos e sementes armazenadas; Ivan Cruz, com trabalhos voltados para controle biológico; José Manoel Marconcini, engenheiro de materiais, com experiência com biomateriais; Marcelo Hirakuri, da área de sócio economia; Adeney de Freitas, pesquisador na área de entomologia, Fábio Álvares, da área de fertilidade de solo; Ricardo Abdelnoor, chefe de Pesquisa e Desenvolvimento e o chefe-geral da Embrapa Soja, José Renato Bouças Farias. Por parte da Embrapa, participaram do júri os pesquisadores, Amélio Dall´Agnol e Pedro Moreira.
ONU - A ONU teve como mentora Camila Cavallari, uma das responsáveis pela área de Produção e Consumo Sustentáveis da ONU Meio Ambiente no Brasil. A oficial de programas sênior da ONU Meio Ambiente, Regina Cavini, esteve na palestra e compôs o júri. Os mentores do Sebrae apresentaram aos participantes as orientações voltadas ao empreendedorismo.
Histórico - O Camp de Ecoinovação Agrotech: Sustentabilidade para a Cadeia de Grãos foi lançado durante o Campus Party,  realizado em junho, em Brasília. Os interessados tiveram um mês para enviar suas propostas para concorrer como Startup ou ideia. Ao todo, foram recebidas 64 inscrições, sendo 27 de startups e 37 de ideias. Foram selecionadas dez propostas em cada categoria em resultado divulgado em 21 de julho. As propostas tinham como pré-requisito estar alinhadas à solução de problemas ou à identificação de oportunidades para melhorias socioambientais para a cadeia produtiva de grãos, tais como: redução de emissão de carbono, diminuição de perdas e ineficiências, gestão de resíduos, uso eficiente de energia, controle ou redução de defensivos químicos, eficiência no uso de recursos hídricos, conservação do solo e soluções colaborativas. (Assessoria de Imprensa da Embrapa Soja)

Fonte: Parana Cooperativo

Curta nossa página no Facebook!

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário!

Categorias

Total de visualizações de página