/*

Buscar

Exportação de soja e derivados perto de US$ 30 bi

quinta-feira, maio 18, 2017



A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) elevou sua estimativa para a produção brasileira de soja nesta safra 2016/17 e, com isso, passou a prever um volume de exportações do grão também maior neste ano.
Segundo a entidade, a colheita deverá somar 112,5 milhões de toneladas, 1,6% mais que o previsto em abril e volume 16,9% superior ao do ciclo 2015/16. A projeção para o processamento da matéria-prima foi mantida em 41 milhões de toneladas, mas a previsão para os embarques neste ano subiu de 60,3 milhões para 61,7 milhões de toneladas, 19,6% mais que em 2016.

Como calcula que o preço médios das vendas do grão ao exterior ficará em US$ 380 por tonelada, a Abiove passou a apontar que a receita das exportações da matéria-prima chegará a US$ 23,4 bilhões, patamar semelhante ao previsto em abril e montante 21,2% superior ao de 2016.
Para o farelo de soja, a estimativa da entidade para a produção nesta temporada continua em 31,1 milhões de toneladas, 2,9% mais que em 2015/16. Na comparação, o volume das exportações deverá crescer 7,6%, para 15,5 milhões de toneladas, mas a receita dessas vendas cairá para US$ 5,1 bilhões, já que o preço médio de venda tende a recuar 8,3%, para US$ 330 a tonelada.
No caso do óleo de soja, a projeção para a produção também não mudou (8,1 milhões de toneladas), e as estimativas para as exportações permaneceram inalteradas (1,3 milhão de toneladas, ou US$ 975 milhões). Para todo o complexo, portanto, a Abiove agora estima que a receita das exportações será de US$ 29,5 bilhões, 16% mais que em 2016.
Fonte: Valor

Fonte: Portos e Navios

Curta nossa página no Facebook!

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário!

Categorias

Total de visualizações de página