Buscar

Biodiesel: fonte de um futuro melhor

segunda-feira, outubro 10, 2016

Fonte alternativa aos combustíveis derivado do petróleo, de origem renovável (óleos vegetais) ou de animais (gordura animal), o biodiesel pode ser usado em carros e qualquer outro veículo com motor diesel, além de ser menos poluente. No Brasil, é misturado ao diesel na proporção de 7% (B7).

Atualmente, o país produz cerca de 3milhões de m³ de biodiesel, totalizando 50 plantas produtoras autorizadas pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), com capacidade instalada de 20 milhões de m³.

Curta nossa página no Facebook para ficar por dentro das novidades do mercado da Macaúba!

O Maranhão, já contou com uma usina, a Brasil Ecodiesel, instalada próxima ao Porto do Itaqui, que tinha capacidade para produzir 60 milhões de litros de óleo diesel, mas em 2010 essa participação no mercado nacional deixou de existir.

Recentemente, entidades que representam o setor entregaram um documento ao Ministério de Minas e Energia (MME) no qual estimam que em 2030 a participação do biodiesel na Matriz Energética Brasileira deve alcançar 3,31%.

Intitulado “Biodiesel: oportunidades e desafios no longo prazo” o relatório apresenta contribuições para o documento “Bio Brasil 2030”, que o MME prepara para projetar o mercado de energia para esse período. Na visão do ministério, o desenho da política energética depende de um mercado de biocombustíveis em expansão, sustentável, competitivo e indutor de todas as sinergias e recursos tecnológicos disponíveis.

Dessa forma, é que o documento elaborado pela Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), Associação dos Produtores de Biodiesel do Brasil (Aprobio) e a União Brasileira do Biodiesel e Bioquerosene (Ubrabio) trazem uma ampla radiografia do mercado de matérias-primas e do mercado do biocombustível no país.

O documento detalha o potencial do biodiesel na matriz energética brasileira e perante os compromissos ambientais firmados pelo país em âmbito internacional. Nesse sentido, o esforço e a dedicação são pela construção de um cenário para 2030, com projeções sobre o mercado brasileiro de biodiesel baseadas em premissas fundamentadas.

A perspectiva para 2030 é de que a produção brasileira de biodiesel chegue a 18 bilhões de litros, cujo volume advirá das seguintes matérias-primas: óleo de soja (77%), sebo bovino (8%), óleo de palma (8%) e outras (7%).

Somente o óleo de soja deve demandar 12,2 milhões de toneladas para a produção de biodiesel, enquanto o sebo animal e o óleo de palma devem exigir 1,3 milhão de toneladas cada.

Ao se alcançar a participação de 3,31% de biodiesel na Matriz Energética, tendo o B20 como mistura mínima obrigatória em 2030, o Brasil terá benefícios, como evitar a emissão de aproximadamente 34milhões de toneladas de CO2 equivalente por ano, em 2030, o que corresponde a 250 milhões de árvores plantadas por ano. Isso é fundamental para a redução do efeito estufa.

Além do que será evitada que milhões de brasileiros adoeçam por problemas de poluição, principalmente nas grandes cidades, e deixem assim de sobrecarregar com internações o sistema de saúde, propiciando menores gastos nos hospitais públicos.

Outro aspecto social importante é que o biodiesel irá gerar mais empregos por conta do aumento do processamento da soja, que deixará de ser exportada in natura e passará a ser processada em maior percentual internamente.

Fonte: O Estado do Maranhão | retirado de Aprobio

Veja também:

0 comentários

Agradecemos seu comentário! Volte sempre :)

Total de visualizações de página